Arquivo diário: 05/01/2011

Spurs (29-6) @ Celtics (27-7) – Faltou o ‘Hack-a-Shaq’

Robson Kobayashi - Resumo de Jogo

103×105

Em mais uma partida nesta temporada, o Spurs começou com os mesmos titulares (Parker, Ginóbili, Jefferson, Duncan e Blair). Vencemos o bola ao alto, mas foram os donos da casa que abriram o placar com uma cesta de lance livre de Glen Davis. O Celtics manteve a liderança até o finalzinho do período, quando Richard Jefferson empatou o jogo com uma cesta de três pontos. O time de verde retomou a liderança com um arremesso de Jermaine O’neal, deixando o embate em 25×27.

Glen Davis acertou tudo (Foto: Brian Babineau/NBAE via Getty Images)

Nate Robinson abriu o segundo quarto com cinco pontos seguidos. Os texanos apertaram a defesa e conseguiram encostar no placar. Com dois ataques do armador francês Parker, o marcador ficou em 37×34. O Celtics que empatou o jogo, dessa vez a poucos segundos do intervalo. Mas, com uma bela investida de Tony Parker, fomos para os vestiários com 51-49. Foram 12 pontos do camisa 9 no período.

Rondo só faltou fazer chover (AP Photo/Michael Dwyer)

No início da segunda metade, Gregg Popovich mandou os titulares para a quadra. O placar se revezou por algumas vezes, até que o time da casa conseguiu abrir sete pontos de vantagem. Hill diminuiu com uma cesta no estouro do cronômetro, seu único arremesso certeiro na partida.

No período decisivo, os texanos correram atrás do prejuízo e logo empataram o duelo. Novamente houve alternância no placar, até que o nosso time bobeou e o Celtics abriu nove pontos de vantagem. Com 7,4 segundos para o final, Manu teve a última bola, mas foi bloqueado por Paul Pierce, fechando o jogo em 103×105. Essa foi a primeira vez que perdemos duas seguidas.

Rondo ficou a apenas quatro roubadas de bola de se juntar ao seleto grupo de jogadores que anotaram um quadruplo duplo. Na sexta-feira, o Celtics recebe o Toronto Raptors, do brasileiro Leandro Barbosa, enquanto o Spurs viaja até Indianápolis para encarar o Pacers.

Destaques da Partida

San Antonio Spurs

Manu Ginóbili – 24 pontos, oito rebotes e cinco roubadas de bola

Tony Parker – 18 pontos, cinco rebotes e cinco assistências

Tim Duncan – 18 pontos, cinco rebotes e dois bloqueios

Boston Celtics

Ray Allen – 31 pontos e seis assistências

Glen Davis- 23 pontos  (10-18 FG, sendo seis arremessos de fora do garrafão)

Paul Pierce – 18 pontos e sete rebotes

Rajon Rondo – 12 pontos, dez rebotes, 22 assistências e seis roubadas de bola

Anúncios

Spurs dispensa Udoka

https://i2.wp.com/i689.photobucket.com/albums/vv251/peskinha/barras/glauber-noticias.jpg

Udoka nao gosta de sair sozinho na foto (Foto por Reuters)

O San Antonio Spurs anunciou nesta quarta a dispensa do ala reserva Ime Udoka, deixando a equipe abaixo do mínimo exigido pela NBA, 13 jogadores.

O experiente Udoka participou de 20 partidas desde que assinou, em 24 de novembro, um contrato pelo mínimo para veteranos. No total ele anotou 14 pontos e 19 rebotes em apenas 130 minutos combinados. Ele já fez parte da equipe entre 2007 e 2009.

Em seu melhor, Udoka atuou por 20 minutos na vitória do Spurs sobre o Oklahoma City Thunder no último sábado, e em grande noite defensiva ajudou a segurar o cestinha da NBA Kevin Durant ao seu menor número de pontos nesta temporada: 16.

O time texano tem 14 dias para adicionar mais um atleta ao plantel, e poderá assinar  jogadores com contratos de dez dias a partir de dez de janeiro.

Spurs (29-5) @ Celtics (26-7) – Temporada Regular

Robson Kobayashi
San Antonio Spurs @ Boston Celtics – Temporada Regular

Data: 05/01/2010

Horário: 22:30 (Horário de Brasília)

Local: TD Banknorth Garden

Transmissão: ESPN

Situação do Jogo

Os líderes de conferência se enfrentam em Boston. O Oeste é dominado pelos texanos, que possuem a melhor campanha da NBA, mas foram derrotados na noite passada pela equipe do New York Knicks. Do lado Leste, temos o time de verde, que venceu o Timberwolves na segundona. Jermaine O’Neal retornou para reforçar o banco do Celtics. Por outro lado, Kevin Garnett contundiu-se e desfalcará a equipe da casa.

San Antonio Spurs

PG – Tony Parker

SG – Manu Ginóbili

SF – Richard Jefferson

PF – Tim Duncan

C – DeJuan Blair

Fique de olho – A gripe e o rendimento do argentino vêm dificultando o jogo para a equipe do Texas. Suas médias nos últimos quatro jogos foram de 12 pontos, com aproveitamento de apenas 31% dos arremessos de quadra.

PG – Rajon Rondo

SG – Ray Allen

SF – Paul Pierce

PF – Glen Davis

C – Shaquille O’Neal

Fique de olho – O franco atirador pode complicar a vida dos comandados de Gregg Popovich. O ala-armador tem médias de 17,1 pontos e 43,6% de aproveitamento nos arremessos do perímetro.

Spurs (29-5) @ Knicks (20-14) – Procura-se uma defesa

115×128

O cenário era conhecido. O mítico Madison Square Garden foi palco de uma grande conquista do San Antonio Spurs. Em 1999, a equipe levantou seu primeiro título após derrotar o time da casa pelo placar de quatro jogos a um.

Com 31 pontos, Chandler foi o cestinha da noite

Mais de dez anos depois, a sorte texana foi outra. Num jogo divertido, porém fraco tecnicamente, os comandados de Gregg Popovich viram seu adversário acertar quase tudo. Com noites inspiradas de Wilson Chandler, Raymond Felton e Amar’e Stoudemire, o Knicks venceu por 128 a 115.

TP bem que tentou...

Pior do que perder, o que é absolutamente normal levando-se em conta as circunstâncias da partida, é perder com uma defesa quase que inexistente. Contra Los Angeles Lakers, Dallas Mavericks e Oklahoma City Thunder, Popovich conseguiu impor uma defesa que fez lembrar os áureos tempos de Bruce Bowen. Hoje, diante de um Knicks inspirado, ninguém conseguiu marcar com eficiência, nem mesmo George Hill, o melhor defensor de perímetro do Spurs.

Como disse no pré-jogo, a chave para a vitória texana seria o bom jogo debaixo da cesta. Destaquei DeJuan Blair, e ele fez por merecer. Ágil, o ala-pivô causou tormento aos marcadores nova-iorquinos. No entanto, Pop preferiu deixá-lo no banco durante a maior parte do jogo. O ala-pivô anotou 17 pontos e apanhou oito rebotes em apenas 17 minutos. Antonio McDyess, que fez uma péssima partida, por exemplo, esteve em quadra por 18 minutos. O brasileiro Tiago Splitter, outro que poderia ter tomado os minutos de McDyess, pouco jogou. O camisa 22 entrou apenas no garbage time e deixou a quadra com um rebote.

Apesar do revés, nada de pânico, caros leitores. Perder para o Knicks, que tem sim um elenco forte, é normal, ainda mais fora de casa. Vamos ver se nesta quarta-feira, contra o Boston Celtics, em Boston, a coisa muda. A boa notícia é que o Celtics joga sem Kevin Garnett, machucado.

Destaques da Partida

San Antonio Spurs

Tony Parker – 26 pontos e seis assistências

DeJuan Blair – 17 pontos e oito rebotes

Manu Ginobili – 15 pontos, cinco rebotes e cinco assistências

Tim Duncan – 14 pontos e seis rebotes

New York Knicks

Wilson Chandler – 31 pontos, nove rebotes e quatro assistências

Raymond Felton -28 pontos, quatro rebotes e sete assistências

Amar’e Stoudemire -28 pontos, nove rebotes e três assistências

Landry Fields – 13 pontos e seis rebotes