Arquivo diário: 02/01/2011

Após massacre sobre o Thunder, defesa vira pauta em San Antonio

Kevin Durant e Jeff Green sentiram o poder do melhor time da temporada

O San Antonio Spurs começou 2011 com o pé direito. Contra o Oklahoma City Thunder, os comandados de Gregg Popovich impuseram uma defesa que fez lembrar a saudosa época de Bruce Bowen, e saíram de quadra com uma elástica vitória por 101 a 74. Após o combate, o assunto entre todos foi um só: defense!

“Espero que esse seja um indicador de que estamos melhorando, porque o que fizemos contra o Thunder foi expressivo”, avaliou o técnico Gregg Popovich. “Acho que executamos um grande trabalho em defendê-los e isso nos deu a oportunidade de vencer”, completou o treinador.

Para o argentino Manu Ginobili, a chave para o triunfo foi a intensidade da equipe. “Fizemos uma excelente partida, muito intensa. Estou muito feliz com a maneira como temos jogado. Tentaremos manter esse ritmo”, afirmou.

Tim Duncan, que se destacou no duelo de ontem ao marcar 21 pontos em 27 minutos, fez uma análise mais sóbria e evitou supervalorizar a defesa texana. “Entramos em quadra com foco e um plano de jogo: apenas executamos o que foi pedido”, explicou.

Para o ala-pivô, o empenho do setor defensivo será fundamental nos próximos jogos: New York Knicks, Boston Celtics e Indiana Pacers – todos fora de casa. Sobre o time de Mike D’Antoni, Duncan acredita que o Spurs terá que controlar o ritmo da partida se quiser vencer. “Eles querem correr a quadra toda e marcar pontos. Teremos que controlar isso”, opinou.

Quem também analisou os próximos embates foi o armador George Hill. “A defesa será fundamental contra New York, Boston e Indiana”, disse. “Se nossa meta for ganhar o campeonato é isso que temos que fazer. Sei que muitos atletas podem marcar pontos, mas temos que defender bem para triunfar”, finalizou.

Anúncios

Spurs (29-4) vs Thunder (23-12) – Passeio no Texas

101×74

Sem sustos durante toda a partida, o San Antonio Spurs, jogando no AT&T Center, venceu neste sábado o Oklahoma City Thunder por 101 x 74.

Essa foi fácil, hein Manu? Foto em sports.yahoo.com

Gregg Popovich mandou à quadra o mesmo quinteto titular de toda a temporada: Tony Parker, Manu Ginobili, Richard Jefferson, DeJuan Blair e Tim Duncan. E o Spurs começou dominando o garrafão: com seis pontos de Blair e seis de Duncan, o time da casa abriu 17 x 9 na primeira metade do período inicial. Com bom trabalho defensivo de Jefferson sobre Kevin Durant, a equipe texana chegou a pôr 24 x 10 no placar, e venceu a primeira parcial por 31 x 17.

Blair se aproximou do double-double. Foto em sports.yahoo.com

No início do segundo período, a avalanche continuou. Com defesa forte e mortais nos contra ataques, os mandantes abriram 36 x 18 com facilidade. A partir daí, o Thunder esboçou uma reação e chegou a cortar a vantagem para 11 pontos. Porém, no intervalo o estrago era grande para os visitantes: Spurs 49 x 36, com Parker já tendo 12 pontos no boxscore.

No começo da segunda metade da partida, o Thunder chegou a cortar a diferença para dígitos simples. Porém, a alegria durou pouco: com pouco mais de seis minutos para jogar na terceira parcial, Spurs 62 x 43 e tempo do time de Oklahoma City. A partir daí, os texanos vontaram a impor um melhor jogo, e entrariam no quarto quarto vencendo por uma confortável vantagem: 77 x 53.

No último período, restou ao técnico Gregg Popovich colocar seus reservas em quadra para administrar a vitória. Com isso, Tiago Splitter, que havia entrado mal no primeiro quarto, teve mais uma oportunidade para mostrar seu jogo. Fim de partida, Spurs 101 x 74.

A equipe texana volta à quadra na próxima terça-feira para encarar o New York Knicks no Madison Square Garden.

Destaques da partida

San Antonio Spurs

Tim Duncan – 21 pontos (10-15 da quadra) e nove rebotes

George Hill – 16 pontos (6-10 da quadra)

Tony Parker – 14 pontos (7-10 da quadra), dez assistências e duas roubadas de bola

DeJuan Blair – 12 pontos, nove rebotes, três assistências e duas roubadas de bola

Tiago Splitter – Seis pontos (2-7 da quadra, 2-2 nos lances livres), seis rebotes (três de ataque), um turnover e dois tocos contra em 19:28 minutos

Oklahoma City Thunder

Kevin Durant – 16 pontos e quatro rebotes

Serge Ibaka – 14 pontos, 13 rebotes e quatro tocos

James Harden – 12 pontos e três rebotes