Arquivo diário: 24/12/2010

“Jogo do finalmente” reacende expectativas do Magic

Arenas brilhou contra o San Antonio Spurs

A noite de quinta-feira será rapidamente esquecida em San Antonio. O San Antonio Spurs, equipe comandada pelo técnico Gregg Popovich, foi derrotado pelo Orlando Magic por 123 a 101.

Um dos destaques da noite, o armador Gilbert Arenas, do Magic, classificou a partida como o “jogo do finalmente”. O polêmico Arenas, que passou parte da última temporada suspenso após carregar armas de fogo no vestiário do Washington Wizards, anotou 14 pontos, pegou seis rebotes e distribuiu nove assistências. Tudo isso em apenas 28 minutos.

“Tenho esperado por isso desde novembro”, declarou o atleta, que se beneficiou do excesso de faltas cometidas por Jameer Nelson, armador titular do Magic. “Ele mudou o cenário do jogo no primeiro tempo”, analisou Gregg Popovich. “Estávamos bem e o duelo estava lá e cá, mas aí ele entrou e fez duas ou três cestas que abriram larga vantagem”, completou o técnico.

Outro que fez a diferença foi Dwight Howard. Soberano em quadra, o Superman marcou 29 pontos e coletou 14 rebotes. O desempenho destacado arrancou elogios do ala-pivô Tim Duncan. “Dwight foi muito consistente ao longo da noite”, observou Timmy. “Ele foi bem debaixo da cesta e nos afetou muito com sua defesa”, pontuou.

Anúncios

Spurs (25-4) @ Magic (17-10) – Cadê a criptonita?

Robson Kobayashi - Resumo de Jogo

101×123

Os texanos venceram o Nuggets e voaram direto para Orlando, terra do Mickey Mouse e do Superman da NBA. Os titulares foram os mesmos (Parker, Ginobili, Jefferson, Duncan e Blair). George Hill continua desfalcando o nosso time. Os donos da casa abriram o placar e seguiram pontuando, fazendo 4×0. Os comandados de Gregg Popovich reagiram, e com  cestas do perímetro de Manu e Parker viraram o jogo. Arenas anotou cinco pontos no final do período, deixando o placar em 28×26 para o Magic.

Ninguém parou o Superman (Fernando Medina/NBAE via Getty Images)

O jogo recomeçou e a vantagem só aumentou para o time de Dwight Howard: a distância no marcador chegou a 14 pontos. Os texanos tentaram reagir, mas mesmo assim os times foram para os vestiários com o placar em 53×62. No retorno do intervalo, o pesadelo continuou: foram 23 pontos do nosso time contra 35 do adversário.

No último quarto, Splitter começou jogando e anotou os seis pontos iniciais do Spurs no período, terminando com um total de 11. Vitória fácil dos donos da casa, que venceram todos os quartos, acabando com a sequência de dez vitórias do nosso time.

Na noite de Natal o Magic recebe o Celtics, líder da conferência Leste. Já os líderes do Oeste retornam para San Antonio e recebem o Wizards no domingo.

Destaques da Partida

San Antonio Spurs

Tony Parker – 16 pontos e três assistências

Gary Neal – 16 pontos

Tim Duncan – 12 pontos e seis rebotes (20min)

Tiago Splitter – 11 pontos, cinco rebotes, duas roubadas de bola e um bloqueio (17:26min)

Orlando Magic

Dwight Howard – 29 pontos, 14 rebotes e três bloqueios

JJ Redick – 17 pontos (5-5 3pts), três rebotes e quatro assistências

Brandon Bass – 17 pontos, seis rebotes e duas assistências

Jason Richardson – 15 pontos e quatro rebotes

Gilbert Arenas – 14 pontos, seis rebotes e nove assistências