Spurs (17-3) vs Hornets (13-7) – Rolo compressor

109X84

Em casa, diante do New Orleans Hornets, rival da divisão sudoeste, o San Antonio Spurs não teve a menor dificuldade para conseguir a segunda vitória consecutiva jogando no AT&T Center para dormir mais uma noite como o time de melhor campanha da NBA.

Duncan jogou menos de vinte minutos

Gregg Popovich mandou à quadra o mesmo quinteto titular do resto da temporada: Tony Parker, Manu Ginobili, Richard Jefferson, DeJuan Blair e Tim Duncan. E o Spurs começou melhor, abrindo nove pontos antes da metade do primeiro quarto. A vantagem chegou a beirar os 15 pontos, mas no final do período o Hornets conseguiu diminuir um pouco o estrago: os texanos fecharam a parcial em 34 a 23 com um buzzer beater de Matt Bonner.

O segundo quarto começou com uma corrida de 14 x 4 em favor do time de San Antonio. Nessa altura, o Spurs vencia por 48 a 27, com excelente aproveitamento nos arremessos de três pontos: seis de oito tentados. Com pouco mais de cinco minutos pela frente, a vantagem já era de 30 pontos: 64 a 34, com a equipe da casa acertando 74% dos arremessos de quadra e 81,8% dos arremessos de três. O passeio continuou até o intervalo: o Spurs desceu para os vestiários vencendo por 68 (maior pontuação do time na primeira metade de um jogo nesta temporada) a 41.

Parker foi o cestinha do Spurs

O terceiro período começou com o Hornets tentando reagir, e imprimindo uma corrida de 8 a 2 que forçou Pop a pedir tempo. A partir daí, o Spurs voltou a estar ligado na partida e abriu 30 pontos de vantagem novamente. Com pouco menos de metade da parcial por jogar, o brasileiro Tiago Splitter entrou em quadra pela primeira vez. O garbage time começou já no final do terceiro quarto, com Chris Quinn em quadra, e o período derradeiro começaria com a equipe mandante vencendo por 90 a 59.

No quarto final, os dois times colocaram seus reservas em quadra para cumprir tabela, e a equipe texana não teve problemas para chegar à 17ª vitória em 20 jogos e manter a melhor campanha desta temporada. Final: Spurs 109 a 84.

Para tentar manter a boa fase, o Spurs recebe o Golden State Warriors na quarta-feira, às 22h30 (Horário de Brasília), na terceira de uma série de seis partidas que a equipe texana fará no AT&T Center.

Destaques da partida

San Antonio Spurs

Tony Parker – 19 pontos, seis assistências, três rebotes e duas roubadas de bola

Matt Bonner – 14 pontos (4-5 nos arremessos de três)

Richard Jefferson – 13 pontos e quatro rebotes

Tim Duncan – 11 pontos, nove rebotes, três assistências e dois tocos

Gary Neal – 11 pontos, cinco assistências e cinco rebotes

George Hill – 11 pontos e três rebotes

DeJuan Blair – 10 pontos e oito rebotes

Tiago Splitter – Cinco pontos (2-4 da quadra, 1-4 nos lances livres), dois rebotes, uma roubada de bola, duas faltas e um turnover em 17:38 minutos

New Orleans Hornets

Chris Paul – 16 pontos, oito assistências, cinco rebotes e duas roubadas de bola

David West – 13 pontos, cinco rebotes, três assistências e dois tocos

Trevor Ariza – 13 pontos e quatro rebotes

Anúncios

Sobre Lucas Pastore

Um dos fundadores do Spurs Brasil, seu maior orgulho na carreira jornalística. Formado em Jornalismo na Universidade Presbiteriana Mackenzie em 2010, é redator do UOL. Cobriu o basquete olímpico na Olimpíada de 2016 pelo LANCE!. Trabalhou também para Basketeria e mob36.

Publicado em 05/12/2010, em Resumo de Jogos. Adicione o link aos favoritos. 10 Comentários.

  1. eu acho muito bom nos termos jogadores do banco pontuando em digitos duplos

  2. Os caras secaram o Splitter! xD

  3. k-delmondes

    boa partida
    em fim uma tranquila
    destaque pro Bonner que quando quer mata o jogo ou pro bem ou pro mau

  4. Ta loko finalmente saiu a zica do Bonner, pena que do Ginobili nao…Tiago Splitter ateh que nao foi tao mal dessa vez, deu um air ball perdeu umas bolas, mas evoluiu bem na marcaçao, espero que ateh o fim do ano ele possa começa a apresentar um bom basquete. Depois de 4 pessimos jogos, os ultimos 2 Parker vem jogando bem. Essa sequencia de jogos em casa vai ser bom pro banco ir pegando experiencia

  5. Para mim Sliplitter jogou mal,deu um air ball perdeu muitas bolas, teve erros na marcação,mas é esperar para ver se ele evolui

  6. Também acho que o big man jogou mal. lembrando que aconteceu a mesma coisa com o nene em sua 1º season com o Denver.

  7. Pedro Mendes

    ” destaque pro Bonner que quando quer mata o jogo ou pro bem ou pro mau ” (euri)
    Mas sem duvida uma bela vitoria sobre um bom adversario!

  8. Bom.. tdo mundo tem seus jogos zuados.. apesar do air ball o jogo do Splitter n foi de todo mal…

    Infelizmente ele só vai jogar mesmo na proxima temporada.. como todos os calouros do Spurs..
    Apesar de q o Anderson e o Neal estão tendo bons minutos nessa temporada..

  9. Eu prefiro olhar com outrao olhos não podemos criticar tanto assim o Splitter afinal todo mundo tem dificuldades de adaptação seja qual for o esporte que pratica , acho que ele como todo time só tem a crescer , e falando sobre o jogo o que foi aquela séria de arremessos de três ,caramba foi show toda torcida vibrando não só com os arremessos mas também com cada ponto foi incrivél pra mim a melhor partida sem dúvida dos Spurs Richard Jefferson e George Hill estão jogando muito bem pra mim é os dois destaques até agora dos Spurs ! Go Spurs Go !! OBS: desenterraram essa noite o sapo morto do quintal do Manu Ginobili , Graças a Deus .

  1. Pingback: Spurs (37-6) @ Hornets (28-16) – Temporada Regular | Spurs Brasil – O seu site de notícias em português sobre o San Antonio Spurs

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s