Arquivo diário: 25/11/2010

Spurs (13-1) @ Wolves (4-13) – Que virada!

113×109

Na noite desta quarta-feira, o San Antonio Spurs, jogando fora de casa, chegou a estar perdendo por 20 pontos para o Minnesota Timberwolves, mas conseguiu levar o jogo para a prorrogação e levar a melhor nos minutos finais.

Jefferson voltou a jogar bem (Fonte: sports.yahoo.com)

Popovich mandou à quadra o mesmo quinteto titular das últimas partidas: Tony Parker, Manu Ginobili, Richard Jefferson, DeJuan Blair e Tim Duncan. Porém, mesmo com o time bem entrosado e cheio de moral, o primeiro quarto foi um verdadeiro passeio da equipe de Minnesota, que anotou 33 pontos, permitiu apenas 18 e, logo de cara, complicou a vida do líder da Conferência Oeste.

No segundo período, o time texano melhorou na partida e conseguiu equilibrar as ações, mas foi pouco para cortar a vantagem do Timberwolves, que tinha na dupla de garrafão Kevin Love e Darko Milicic o seu ponto forte. Com isso, os donos da casa desceram para os vestiários vencendo por 55 a 41.

Ginobili voltou a ser decisivo (Fonte: sports.yahoo.com)

Com a grande desvantagem, Gregg Popovich teve de deixar os titulares em quadra em grande parte do jogo: Parker, Manu, Jefferson e Duncan mal descansaram no terceiro período. Porém, mesmo assim, o Spurs conseguiu cortar somente mais três pontos de diferença, e entraria na parcial derradeira perdendo por 82 a 71.

No começo do quarto quarto, bolas de três de Manu e Neal derrubaram a vantagem para sete pontos. A reação não parou mais: com cestas seguidas de Hill e com uma bola de longe de Matt Bonner, o Spurs estava apenas dois pontos atrás faltando pouco mais de seis minutos para o final do jogo. A partir daí, as equipes começaram a trocar cestas até que, faltando pouco mais de dois minutos, uma sequência de cinco pontos do Wolves colocou a equipe de casa seis pontos na frente.

Depois dessa sequência, Ginobili caiu no chão sentindo fortes dores no estômago. O argentino conseguiu continuar em quadra, e ajudou a derrubar a diferença para um ponto faltando 30 segundos. No ataque seguinte, o Spurs colocou Kevin Love na linha dos lances livres, e o ala-pivô converteu seus dois arremessos. Em seguida, Neal sofreu falta ao tentar arremessar para três, e empatou nos lances livres. Na última jogada, McDyess deu um tocaço em Ridnour, e garantiu o time de San Antonio na prorrogação.

Na primeira jogada da prorrogação, Milicic, já com 22 pontos, oito rebotes e cinco tocos, fez sua sexta falta, sobre Manu Ginobili, e foi eliminado do jogo. Com isso, a equipe texana passou a jogar mais dentro do garrafão. Porém, foi Matt Bonner, com uma bola de três, que colocou o Spurs na frente: 111 a 109 com pouco mais de 40 segundos por jogar. Na posse seguinte, Manu interceptou passe de Love e sofreu falta. No ataque, porém, não conseguiu pontuar, dando a chance para um novo empate. Mas o argentino compensou com um toco sobre o ala-pivô adversário na defesa. Dice ainda converteu dois lances livres para garantir mais uma vitória para a equipe.

Como esperado, Splitter foi bastante acionado durante a partida: atuou por 22 minutos, e, entre os big man do Spurs, jogou menos apenas que Duncan no tempo regulamentar. Porém, não foi acionado na prorrogação, e acabou “ultrapassado” por Bonner.

Para tentar manter a boa fase, o Spurs recebe o rival Dallas Mavericks na sexta.

Destaques da partida

San Antonio Spurs

Manu Ginobili – 26 pontos, seis assistências, seis rebotes e duas roubadas de bola

Richard Jefferson – 19 pontos e quatro rebotes

Tony Parker – 18 pontos, seis assistências e três rebotes

George Hill – 12 pontos e cinco rebotes

Tiago Splitter – Seis pontos (1-3 da quadra, 4-5 nos lances livres), quatro rebotes, um toco, uma roubada de bola e três faltas em 22 minutos

Minnesota Timberwolves

Kevin Love – 32 pontos, 22 rebotes e três assistências

Darko Milicic – 22 pontos, oito rebotes e cinco tocos

Wesley Johnson – 15 pontos e três tocos

Anúncios