Arquivo diário: 18/11/2010

Sai Alonzo Gee, entra Danny Green

https://i2.wp.com/i689.photobucket.com/albums/vv251/peskinha/barras/glauber-noticias.jpg

Foto em flickr.com/photos/keithallison/

O San Antonio Spurs anunciou na terça a dispensa do ala Alonzo Gee, deixando o time com apenas 12 jogadores, um abaixo do mínimo exigido pela NBA.  Assinado como agente livre em 29 de março, Gee esteve em cinco partidas nesta temporada, totalizando dois pontos, três rebotes e dois bloqueios em 17 minutos.

A equipe texana teria que em duas semanas assinar com outro atleta para preencher o mínimo, mas só demorou um dia para fechar com outro atleta.

O Spurs assinou nesta quarta com o ala Danny Green, novo o 13° membro do elenco. Green, selecionado na 46ª escolha do segundo round do Draft em 2009, fez 20 partidas na temporada passada pelo Cleveland Cavaliers, com médias de dois pontos.

O técnico Gregg Popovich, que acumula o cargo de presidente de operações de basquete, consultou o ex-GM do Cavaliers Danny Ferry, atual vice-presidente de operações de basquete do Spurs, e o ex-técnico do Cleveland Mike Brown sobre a contratação de Green, um jogador cuja habilidade defensiva e sua capacidade de arremessos do perímetro dá  a ele uma chance de adaptar em San Antonio.

Spurs (9-1) vs Bulls (6-4) – Mais uma vitória incrível

Robson Kobayashi - Resumo de Jogo

103X94

Jogando em casa para tentar chegar à sétima vitória seguida, o San Antonio Spurs começou a partida sem nenhuma mudança nos titulares. Ex-jogador da equipe texana, Keith Bogans começou arremessando do perímetro, mas errou. Manu anotou os dois primeiros pontos da partida, e daí pra frente foi um toma lá, da cá, até que os visitantes abriram vantagem e o período terminou em 25-18 para o Bulls.

Os texanos tentavam diminuir a vantagem, mas nada funcionava. O ex-time de Michael Jordan foi ampliando a diferença, chegando a 45-28. Nosso time reagiu e conseguimos ir para os vestiários com 47-37.

Se eles conseguiram abrir dez pontos na primeira metade, poderíamos tirar a diferença na segunda. Demorou pouco, e com uma cesta de fora de Jefferson empatamos a partida. Bem mais do que o esperado, abrimos 15 pontos de vantagem, vencendo o quarto por 37-13.

No período decisivo, Derrick Rose voltou à quadra para botar fogo no jogo. Os visitantes baixaram a diferença para sete pontos e Pop teve que pedir tempo. Os donos da casa apenas administraram a vitória com muita cautela, tanto que o brasileiro Tiago Splitter nem entrou em quadra.

Com a vitória, o Spurs iguala a melhor campanha. da NBA. Na sexta o Bulls vai para Dallas enfrentar o Mavericks, enquanto o Spurs vai até Salt Lake City enfrentar o Jazz.

Destaques da Partida

San Antonio Spurs

Tony Parker – 21 pontos (9-14 FG) e sete assistências.

Manu Ginóbili – 20 pontos, cinco assistências e quatro rebotes.

Tim Duncan – 16 pontos, 18 rebotes, cinco assistências e dois bloqueios.

Chicago Bulls

Derrick Rose – 33 pontos (15-27 FG).

Joakim Noah – Dez pontos e 14 rebotes.

Duncan pontuou dígitos duplos, terminando com mais um double-double ((Foto: AP Photo/Eric Gay)