Primeiras impressões

O San Antonio Spurs vive uma das pré-temporadas mais misteriosas da era Gregg Popovich. Se o torcedor da equipe texana sabe de cabeça o time titular escalado pelo técnico, a rotação do time para a temporada regular é um mistério, dada a grande quantidade de jogadores novos e relativamente desconhecidos que a franquia contratou. Porém, na quinta-feira – dia do primeiro teste deste elenco, diante do Houston Rockets – pudemos ter uma primeira impressão a respeito desses jogadores.

Jefferson precisa tanto de um reserva que até dói

A primeira novidade interessante ficou por conta da titularidade de DeJuan Blair. É bem verdade que dois de seus concorrentes, Antonio McDyess e Tiago Splitter, não jogaram, mas a tendência é que o jovem ganhe cada vez mais minutos em quadra. Pop costuma aumentar o tempo de jogo de novatos que se destaquem em seu primeiro ano – como Blair teve um primeiro ano sólido, deve passar a ser mais acionado pelo técnico.

Quem também se aproveitou das ausências foi o pivô Marcus Cousin, que anotou dez pontos e oito rebotes no clássico texano. No meu entendimento, o atleta é um dos principais azarões a ficar com uma das 15 vagas no elenco do Spurs – além de Dice, Blair e Splitter, a equipe conta também com os experientes Matt Bonner e Tim Duncan. Porém, sua atuação sólida, enfrentando um garrafão de respeito – formado por Luis Scola, Yao Ming e Jordan Hill – pode ter feito com que o jogador ganhasse pontos com a comissão técnica.

No perímetro, me arriscaria a dizer que os três principais reservas da equipe hoje são George Hill, Gary Neal e Bobby Simmons. O último, na minha opinião, é fundamental por sua experiência, dada a enorme quantidade de novatos e segundanistas que o elenco terá nessa temporada. Neal, por sua vez, tem como principal característica a precisão no arremesso, assim como Kirk Penney, mas leva vantagem por defender melhor.

Confesso que esperava um maior tempo de quadra para James Anderson e Alonzo Gee. A participação pequena de jogo do primeiro porém, não chega a ser uma surpresa, já que Popovich costuma lançar os novatos com muita calma. Porém, Gee nem sequer pisou na quadra, e pode acabar sendo uma surpresa na lista de dispensa da equipe.

Claro que todas essas opiniões foram baseadas apenas em uma primeira impressão. Hoje, dependendo dos planos de Popovich para o jogo contra o Miami Heat, tudo isso pode mudar. Vamos esperar para ver como o técnico formará o elenco da equipe.

Sobre Lucas Pastore

Um dos fundadores do Spurs Brasil. Formado em Jornalismo na Universidade Presbiteriana Mackenzie em 2010, é editor assistente do UOL Esporte. Cobriu o basquete olímpico na Olimpíada de 2016 pelo LANCE!. Trabalhou também para Basketeria e mob36.

Publicado em 09/10/2010, em Na linha dos 3. Adicione o link aos favoritos. Deixe um comentário.

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s