Arquivo diário: 09/09/2010

Splitter jogou contra Argentina no sacrifício

https://i2.wp.com/i689.photobucket.com/albums/vv251/peskinha/barras/glauber-noticias.jpg

O pivô Tiago Splitter começou no banco a derrota nas oitavas de final contra a Argentina, e teve uma atuação discreta, com dez pontos e cinco rebotes, pois não estava em plenas condições de jogo, como revelado pelo médico da seleção brasileira, Carlos Andreoli.

Franck Fife / AFP Photo

“Ele sentiu uma dor na coxa no jogo contra a Eslovênia, e estávamos tratando. Contra a Croácia, jogou com dor. Contra a Argentina também, mas conseguiu jogar bem,” declarou o médico.

Logo no início da preparação brasileira, Splitter sofreu uma contratura muscular na coxa esquerda durante o torneio Super Four, em Brasília, jogando contra Angola. Foi poupado de uma série de treinos e só voltou a jogar contra a França, perto do Mundial. Pelo que foi revelado, Tiago lesionou a coxa direita na competição, jogando contra os eslovenos.

Nem o jogador nem o técnico Rubén Magnano mencionaram o problema nas entrevistas que deram desde o jogo da Eslovênia até a eliminação brasileira. Tampouco a assessoria de imprensa da Confederação Brasileira de Basquete divulgou a contusão. Como todos os treinos da seleção foram fechados à imprensa, não era possível saber que o pivô foi poupado de várias sessões.

Contudo, o médico garante que o fato de Splitter não ter iniciado o duelo como titular foi uma opção do treinador Rubén Magnano.

“Começar no banco foi mais uma opção técnica mesmo. Liberamos o jogador para a partida,” afirmou Andreoli.