Arquivo diário: 01/09/2010

Mundial de basquete – Dia 5

Foto por Jeff Haynes/Reuters

No quinto dia de disputa do Mundial de Basquete, o Brasil não conseguiu vencer a Eslovênia, e tem a obrigação de vencer a Croácia na última rodada da fase de classificação para conseguir uma posição melhor em seu grupo.

O Brasil fez um primeiro quarto parelho, mas fechou-o perdendo por 18 a 20. No segundo período, o time se perdeu, reclamando de várias marcações da arbitragem e afrouxando a defesa, permitindo que a Eslovênia fosse ao intervalo vencendo por 30 a 44. No terceiro quarto, a Seleção Brasileira começou bem, mas permitiu que os eslovenos aumentassem a vantagem e fossem para a parte final vencendo por 51 a 67. No período final, os brasileiros conseguiram uma recuperação impressionante, mas os eslovenos conseguiramom  vencer por 77 a 80. Pelo Brasil, os destaques foram Marcelinho Machado, com 20 pontos, e o Spur Tiago Splitter, com 19. Pela Eslovênia, bela partida de Jaka Lakovic, com 20 pontos, sendo seis arremessos de três pontos.

Na disputa pela primeira posição do grupo D, a Lituânia venceu a França por 69 a 55. Os destaques foram: pela equipe lituana, Jonas Maciulis, com 19 pontos, e pelos franceses Nicolas Batum fez 13. Os draftados pelo Spurs, o lituano Robertas Javtokas anotou dois pontos e cinco rebotes, e o francês Nando De Colo conseguiu nove pontos.

O time dos donos da casa, a Turquia ganhou de Porto Rico em uma dura partida por 79 a 77 e continua invicta. Os EUA garantiram a primeira colocação do grupo B passando com tranquilidade pelo Irã por 88 a 51, e a Argentina não teve moleza para continuar invicta, vencendo a Jordânia por 88 a 79.

Confira os resultados do quinto dia:

Grupo A

Sérvia 94 x 79 Austrália

Alemanha 88 x 92 Angola

Argentina 88 x 79 Jordânia

Grupo B

Croácia 84 x 64 Tunísia

Irã 51 x 88 EUA

Brasil 77 x 80 Eslovênia

Grupo C

China 80 x 89 Rússia

Costa do Marfim 60 x 97 Grécia

Turquia 79 x 77 Porto Rico

Grupo D

Canadá 61 x 71 Nova Zelândia

Líbano 57 x 91 Espanha

Lituânia 69 x 55 França

Anúncios

Spurs de olho em três jogadores

Jawad Williams pode pintar em San Antonio

Enquanto os fãs de basquete voltam suas atenções para o Mundial, a diretoria do San Antonio Spurs continua trabalhando para reforçar a equipe para a próxima temporada. Nesta semana, surgiram rumores ao redor de três possíveis contratações da franquia texana: o ala-armador Thomas Gardner e os alas Darius Miles e Jawad Williams.

Gardner, que pode jogar nas posições 2 e 3, estreou na NBA na temporada 2007-2008, na qual disputou apenas quatro jogos pelo Chicago Bulls. Em 2008, transferiu-se para o Hawks, obtendo médias de 1,5 pontos e 0,4 rebotes em 6,1 minutos por partida – disputou 16 jogos na temporada 2008-2009. Desde então, o jogador de 25 anos estava no Antwep Giants, da Bélgica. De acordo com o jornalista Alex Kennedy, do Hoopsworld, o jogador já trabalhou com a comissão técnica do Spurs nesta offseason.

Miles também está afastado da NBA desde 2009. Durante sua carreira, o jogador sofreu com problemas nos joelhos, e chegou a anunciar que deixaria as quadras. Porém, parece estar pronto para voltar ao basquete. Aos 28 anos, o ala, que pode jogar nas posições três em quatro, teve média de 10,1 pontos e 4,9 rebotes em 26,3 minutos por jogo no período em que ficou na NBA, entre as temporadas 2000/2001 e 2008/2009. A informação de que o Spurs estaria interessado em contar com seu basquete surgiu no site da NBC Sports. Ainda de acordo com a página, o ala deve realizar alguns trabalhos sob a comissão técnica da equipe texana nesta offseason.

Williams é o único do trio que esteve na NBA na última temporada – apresentou médias de 4,1 pontos e 1,3 rebotes em 11,9 minutos por partida pelo Cleveland Cavaliers. De acordo com o site My San Antonio, o atleta de 27 anos, que também pode jogar nas posições 3 e 4, despertou o interesse dos dirigentes da franquia texana.

Neste momento, o Spurs conta com 12 jogadores com contrato garantido para a próxima temporada: Tony Parker, George Hill, Manu Ginobili, Gary Neal, Alonzo Gee, James Anderson, Richard Jefferson, Matt Bonner, Antonio McDyess, Tim Duncan, DeJuan Blair e Tiago Splitter. O máximo permitido para a NBA são 15. Os jovens armadores Garrett Tempe e Curtis Jerrels correm por fora para completar o elenco.