Reconstrução do Spurs – O elenco

As finais da NBA já batem na porta dos fãs da Liga. Mas a verdade é que, pra nós, torcedor do San Antonio Spurs, elas não têm tanta graça, já que nossa equipe foi eliminada faz tempo. Por isso, a partir de hoje, usarei este espaço para escrever uma série de posts analisando o elenco da franquia texana e as opções disponíveis na offseason para melhorá-lo.

A série terá quatro partes – na primeira, de hoje, batizada de O elenco, analisarei o que temos hoje no plantel do Spurs. As outras postagens se chamarão O perímetro, em que falarei sobre as posições 1 e 2 da equipe, Posição 3, para analizar a posição, em minha opinião, mais carente do time – a ala – e O garrafão, para falar dos big men do time texano.

Este rapaz se chama LeBron James, e NÃO jogará no Spurs na próxima temporada

Vamos então à primeira parte…

Sem contar os atletas que ficaram indo e vindo da D-League, o elenco do San Antonio Spurs teve efetivamente 11 jogadores durante a última temporada. A seguir, em ordem de posição, vamos analizar a situação de cada um:

Tony Parker – Mesmo sendo ídolo da equipe e tendo contrato garantido para a próxima temporada, o francês começou a fazer parte de rumores sobre possíveis transferências graças, principalmente, às boas atuações do também armador George Hill. Vai ganhar US$ 13,5 milhões na próxima temporada, e pode acabar virando uma moeda de troca.

George Hill – Foi a grata surpresa do Spurs na temporada, crescendo de produção e sendo decisivo na série diante do Dallas Mavericks. Tem contrato garantido para a próxima temporada, e o Spurs tem ainda a opção de mantê-lo em 2011/2012 por “apenas” US$ 2 milhões anuais. Figurinha garantida na equipe.

Roger Mason – Ao contrário de Hill, foi a decepção do Spurs na recém terminada época. Tem seu contrato se encerrando nesta offseason, e, caso o Spurs decida dispensá-lo, economiza cerca de US$ 3,8 milhões, que podem ser investidos em outro jogador para a próxima temporada.

Manu Ginobili – Teria seu contrato encerrado nesta pós-temporada, mas voltou a jogar muita bola e obrigou o Spurs a correr para mantê-lo em suas fileiras. É mais uma cara garantida para a próxima época.

Keith Bogans – Assinou por um ano para flutuar entre as posições 2 e 3 e ser o especialista em defesa do perímetro texano. Alterou boas e más exibições, e não virou unanimidade entre os torcedores. Sem contrato, sua dispensa garantiria pouco mais de US$ 1 milhão nos cofres do Spurs.

Richard Jefferson – Contratado a peso de ouro para devolver o Spurs para a briga pelo título da NBA, não conseguiu se encaixar no rigoroso esquema tático do técnico Gregg Popovich. Ganhará US$ 15 milhões na próxima temporada – sua última garantida no Texas – e pode até ser trocado se alguma equipe engolir este contrato.

Matt Bonner – Mais um free agent da equipe. Os aros de San Antonio já se empolgam com a possibilidade de não receberem tantas pedradas na próxima temporada. Na época passada, seu salário anual foi de US$ 3,2 milhões.

Antonio McDyess – Outro que chegou a San Antonio cercado de grande expectativa, mas rendeu menos do que o esperado. Tem mais dois anos de vínculo garantido – receberá cerca de US$ 4,9 milhões em 2010/2011 e aproximadamente US$ 5,2 milhões em 2011/2012… quem sabe o Spurs não empurra esse contrato pra alguém em alguma troca?

DeJuan Blair – O novato mostrou que a pinça de R.C. Buford e Gregg Popovich nos drafts segue precisa. Tem mais um ano de contrato garantido – ganhando menos de US$ 1 milhão – e o Spurs ainda tem a opção de mantê-lo por mais tempo. Certo para a próxima temporada.

Tim Duncan – Não preciso falar nada. Seu contrato termina apenas no meio de 2012, mas The Big Fundamental deve ficar em San Antonio até 2749.

Ian Mahinmi – O grande mistério da lista. Gregg Popovich e companhia não quiseram renovar seu contrato, e em seguida deram, enfim, minutos para o pivô mostrar seu jogo. De qualquer jeito, seu contrato de quase US$ 1,1 milhão anual termina nesta offseason.

Em suma, o Spurs tem quatro jogadores certos para a próxima temporada (George Hill, Manu Ginobili, DeJuan Blair e Tim Duncan), três com contrato garantido, mas que podem ser usados em trocas (Tony Parker, que ganhará US$ 13,5 milhões na próxima temporada, Richard Jefferson, que ganhará US$ 15 milhões, e Antonio McDyess, que ganhará US$ 4,9 milhões) e quatro free agents (Roger Mason, Keith Bogans, Matt Bonner e Ian Mahinmi). A situação dos jogadores de importância menor – quie tiveram passagens pela D-League e por outros clubes da NBA – será analisada nos próximos posts.

Se não renovar com nenhum de seus agentes livres, o Spurs vai economizar pouco mais de US$ 13 milhões em sua folha salarial, já que vai se livrar, também, dos ordenados de jogadores “esquecidos”, como Michael Finley e Marcus Haislip. A quantia pode ser usada para trazer agentes livres de outras equipes ou até mesmo jogadores que atuam na Europa. Essas possíveis negociações também serão expostas nos próximos capítulos da série.

Não perca, na semana que vem, a análise sobre as posições 1 e 2 do elenco do Spurs, e possíveis opções no mercado!

Anúncios

Sobre Lucas Pastore

Um dos fundadores do Spurs Brasil, seu maior orgulho na carreira jornalística. Formado em Jornalismo na Universidade Presbiteriana Mackenzie em 2010, é redator do UOL. Cobriu o basquete olímpico na Olimpíada de 2016 pelo LANCE!. Trabalhou também para Basketeria e mob36.

Publicado em 29/05/2010, em Na linha dos 3. Adicione o link aos favoritos. 9 Comentários.

  1. Duncan = Highlander (2749)

    Bogans e Ian devem permanecer devido ao baixo custo. Parker tbm, a não ser que seja envolvido em uma troca boa, algo que pode acontecer com Manu e Blair tbm.

    RJ24 e Dice não renderam o esperado.

    Bonner e Mason são dúvidas.

    Enfim, acho q somente Duncan e Hill são certezas.

  2. RJ, Dice, Mason e Bonner c ctza tem q ir embora….

    Bogans deve ficar so se n arrumarmos um reserva decente pra defesa do perimetro…

    Ian deve ficar… ao meu ver ele merece mais oportunidades.. qdo elas apareceram ele ate q jogou bem…

    Hill, Manu, Duncan e Blair devem ficar…

    Parker so sai se arrumarem uma troca mto boa…. veremos..

  3. João Paulo

    boa materia.2749,kkkkkkk

  4. Eu queria o LeBron James no Spurs. mas pra pagar o salário dele teria q dispensar metade do elenco e vender 25% do AT&T Center! =/

    realmente, o Spurs vai continuar de fora da free agency…
    pegar as sobras…

  5. João Paulo

    cara,ñ gostaria do lebron no spurs,ñ sei pq,mas ñ queria.Preferiria Nowitzki ou Bosh no time

  6. Nowitzki?? O sr. esta defecando pela boca.. hauuahauhuhaa
    ele eu n quero no Spurs nem pintado de ouro.. rs

  1. Pingback: Página não encontrada « Spurs Brasil – O seu site de notícias sobre o San Antonio Spurs

  2. Pingback: Reconstrução do Spurs – A ala « Spurs Brasil – O seu site de notícias sobre o San Antonio Spurs

  3. Pingback: Reconstrução do Spurs – O garrafão « Spurs Brasil – O seu site de notícias sobre o San Antonio Spurs

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s