Arquivo diário: 18/05/2010

Vem, Tiago!

Nesta semana, para quem não viu, o brasileiro Tiago Splitter foi eleito o jogador mais valioso (MVP) da liga espanhola de basquete, a ACB. Motivo de orgulho para nós brasileiros, e mais ainda para nós, torcedores do Spurs,  já que os direitos do pivô brasileiro na NBA pertencem ao time de San Antonio.

Esperamos vê-lo em breve com nossa camisa

Ser MVP da Liga ACB não é pouca coisa. O campeonato espanhol é considerado por muitos a segunda liga nacional mais forte do mundo – atrás apenas da própria NBA, claro. Isso, sem dúvida, despertaria o interesse de qualquer franquia americana, e somos nós, o Spurs, que temos em mãos a chance de trazê-lo.

Sem possibilidade de fazer grandes contratações no movimentado mercado de free agents da offseason de 2010, a grande aquisição do time texano pode ser o pivô brasileiro. Se não podemos pensar em Wade, LeBron e Bosh, como a maioria, temos uma missão até mais fácil: trazer Tiago Splitter.

Não vou me alongar em análises táticas de como Splitter jogaria no Spurs; já fizemos isto aqui algumas vezes antes e também cada um pode ter uma percepção sobre as possibilidades. Quero me focar no lado “burocrático” da contração: afinal, o que precisamos fazer para trazê-lo?

Dizem na Espanha que o Real Madrid estaria disposto a fazer uma proposta altíssima para ter o brasileiro em seu elenco, algo que beiraria 7 milhões de euros limpos. E esse pode ser o principal entrave na negociação de nosso conterrâneo com o Spurs.

Mas,  a favor da franquia texana, está o encanto que jogar na NBA causa. Se não todos, a grande maioria dos jogadores de basquete sonha em chegar à NBA, e isso pode pesar na balança para o lado do Spurs. Outro ponto favorável aos texanos é que a liga americana, futuramente, pode pagar mais do que qualquer clube na europa pagaria. Alguns contratos, quando renovados, ultrapassam os 10 milhões de dólares, as vezes chegando a 15 ou até 20 milhões. Então, dependeria do rendimento de Tiago na NBA para que, no futuro, o contrato fosse renovado com um salário melhor.

Acredito que a saída para o Spurs é apostar todas as fichas em trazer o brasileiro. A equipe precisa de renovação, e um jogador de garrafão de qualidade como Splitter não se encontra em qualquer esquina.

Mas também não será possível o brasileiro chegar ganhando o salário mínimo de novato da NBA, então a melhor saída seria trabalhar usando a Mid Level Exception, um valor que a equipe terá para usar em contratações e que gira em torno dos 5,5 milhões de dólares.

Ainda sim, este valor seria mais baixo do que ele receberia na Europa, mas não deixaria de ser um belo salário. Acredito que, nessas condições, Tiago não abriria mão de seu sonho de jogar na NBA.