Spurs (0) vs. Suns (3) – Um desastre

96X110

O San Antonio Spurs esteve a frente do placar por toda a partida, mas o Phoenix Suns, comandado por um iluminado Goran Dragic, conseguiu uma virada arrasadora e deixou o Spurs a uma derrota de ser eliminado, panorama que nenhum time na história conseguiu reverter.

Agora complicou... (Foto por Ronald Martinez/Getty Images)

Como era esperado, o técnico Gregg Popovich resolveu colocar Tony Parker de volta ao time titular, no lugar de George Hill, e manteve o restante dos titulares. O Spurs começou forte no ataque, com Antonio McDyess anotando os seis primeiros pontos do time, e segurou o ímpeto do Suns, que teve seu desempenho nos arremessos abaixo dos 40%, mesmo tendo Jason Richardson anotado 11 pontos. Matt Bonner saiu do banco e acertou duas cestas de três seguidas. Com 52,6% nos arremessos de quadra, o San Antonio fechou a frente o primeiro quarto com 28 a 19.

Foi impossível para o San Antonio parar o esloveno (Foto por Ronald Martinez/Getty Images)

O banco de reservas do Spurs vinha fazendo boa partida, ajudando a manter a liderança, mas o time errava muitos lances livres. O Suns começou a reagir  no segundo período, diminuindo a distância no placar, mas o San Antonio continuava com a liderança. A equipe texana chegou ao intervalo vencendo por 50 a 44.

Retornando à partida, o argentino Manu Ginobili entrou logo querendo manter a dianteira na partida, anotando oito pontos nos cinco minutos iniciais dos dez que fez no terceiro quarto. Depois da metade do período, o Phoenix começou a mostrar a que veio, com Steve Nash anotando dez pontos. O Spurs caiu de produção e foi para o tempo derradeiro vencendo por apenas um ponto; 72 a 71.

No último quarto, os dois times iniciaram com parte de seus reservas em quadra,;foi quando o Suns começou a dominar o jogo. Comandados pelo esloveno Goran Dragic e pelo brasileiro Leandro Barbosa, ambos selecionados pelo Spurs no Draft e depois trocados com o Suns, o Phoenix passou a frente no placar pela primeira vez na partida e já conseguiu uma vantagem acima dos dois dígitos. Dragic simplesmente acabou com o jogo, anotando 23 dos seus 26 pontos na partida no quarto período. O Suns acertou 71,4% (15 de 21) de seus arremessos de quadra no quarto final e derrotou mais uma vez o Spurs na série, com o placar de 96 a 110.

Veja os melhores momentos do jogo

Destaques da Partida

San Antonio Spurs

Manu Ginobili – 27 pontos, cinco assistências, três roubos de bola e 58,8% (10-17) nos arremessos de quadra

Tim Duncan – 15 pontos, 13 rebotes e três bloqueios

Antonio McDyess – 12 pontos e dez rebotes

Matt Bonner – 11 pontos

Tony Parker – Dez pontos e cinco assistências

Phoenix Suns

Goran Dragic – 26 pontos, 76,9% (10-13) nos arremessos de quadra e 100% (5-5) nos arremessos de três pontos em 17 minutos

Jason Richardson – 21 pontos e 71,4% (5-7) nos arremessos de três pontos

Grant Hill – 18 pontos e 63,6% (7-11) nos arremessos de quadra

Steve Nash – 16 pontos, oito rebotes e seis assistências

Leandro Barbosa – 13 pontos

Sobre Glauber da Rocha

Estudante de Direito e torcedor do San Antonio Spurs desde 2007

Publicado em 08/05/2010, em Playoffs 2010, Resumo de Jogos e marcado como , , . Adicione o link aos favoritos. 10 Comentários.

  1. Infelizmente agora foi tdo pro saco… Spurs n jogou nessa serie..

  2. Fiquei muito puto vendo esse jogo.

    O spurs so defende o pick and roll , trocando a defesa ai fica um TD sem mobilidade pra marcar um armador, ridiculo.

  3. Cara, pela primeira vez em mtos anos eu to com vergonha desse time.

    Oq foi aquilo??? O DUNCAAN tava marcando o Nash!!! Que abeerração!!! O time ontem foi extremamente incompetente. Duncan tava dominando completamente o garrafão, Ginobili mantinha o Spurs na frente com suas cestas espetaculares, Parker volta e meia fazia uns pontinhos em alguns momentos importantes do jogo…

    Mas e o resto do time?? Onde estava?? Richard jefferson conseguiu fazer o pior jogo da carreira dele com 67843893 turnovers e no meu ponto de vista foi o grande responsável pela reação do Suns na volta do intervalo! Nunca vi alguem errar tanto e fazer tantas faltas que nem ele fez ontem..

    A defesa foi tão incompetente que o resultado foi esse: O DRAGIC tava fazendo a festa, o DRAGIC!!! Além disso teve que o Duncan ir mostrar como se marca um armador, lamentável, ridículo.

    A situação se inverteu, dessa vez ta sendo o Spurs q ta jogando sem defesa! É bom saber que podemos contar com esse elenco de apoio quando a coisa realmente aperta….¬¬

  4. ja foi!!!!

    tchau spurs! =(

  5. João Paulo

    ae galera,tenhão esperança p esse ultimo jogo.Ta dificil,mas vcs estão esquecendo q Popovich é um dos melhores tecnicos da história do basquete e um monstro defensivo,acredito q caso ele e o spurs se encontre, ainda podemos levar p o sétimo jogo.Dificil??muito dificil,mas ainda acredito

  6. GABRIEL FONSECA

    Assino embaixo João Paulo ___________

  7. Bruno Alves

    não adianta, agora já era… o Suns foi mto mais competente, méritos deles… quem ganhou essa série foi o banco do Suns, que se mostrou bem mais forte que o do Spurs, onde só o Parker jogou… Bonner e Mason foram ridículos…

  8. Leonardo Moura

    Caros amigos torcedores do San Antonio Spurs. Venho lhes dizer: fiquem felizes. O Spurs vem de uma temporada difícil, desacreditado, em reconstrução, em reestruturação. Como que vocês querem cobrar de um time que está crescendo já o campeonato?
    Amigos, lembrem onde estamos, nas Semi – Finais do Oeste, somos um dos quatro melhores da conferência mais difícil. Vencemos o segundo colocado, grande rival nosso e grande concorrente ao título, Dallas Mavericks. Isso com grandes dificuldades pois, ao contrário do Dallas, NÃO somos um time completo. Faltam peças.
    Vamos fazer uma pequena lembrança das nossas dificuldades:
    1 – Richard Jefferson não mostrou tudo o que pode ainda: Tenho profunda confiança que Greg Popovich irá criar uma situação ofensiva favorável para ele. Um jogador como ele, com grande capacidade ofensiva e explosão física, tem de ser aproveitado. O que aconteceu foi que esperávamos que ele fizesse EXATAMENTE aquilo que o Bowen fazia, ou seja, defendesse com a mesma eficiência e atacando até melhor. RJ é o extremo oposto do BB. O Spurs já teve um ataque rápido, veloz. Nos anos 90, incluindo o título de 99 e nos anos 2000 no título de 2005, tínhamos um ataque veloz, por que não recuperar essa receita? Temos Tony Parker, um dos mais rápidos armadores da liga, Manu Ginóbili que sabe jogar na velocidade, George Hill também muito capaz de ser veloz e eficiente e RJ que produz MUITO mais em velocidade.
    2 – Falta de opções para o garrafão: Nos anos 90 era David Robinson, no título de 2003 tínhamos o mesmo David Robinson em fim de carreira e Kevin Willis, no título de 2005 tínhamos Nazs Mohammed e Robert Horry, no título de 2007 era Francisco Elson, Fabrício Oberto, Robert Horry. E agora em 2010 temos quem? DeJuan Blair, Antonyo McDyees e Matt Bonner. Tirando o Dejuan Blair que é novato, ainda não alconsou seu melhor jogo, McDyees e Bonner são fracos demais para a função. Bonner tem medo de garrafão e McDyees sabe o que fazer mais o corpo não responde mais adequadamente. Tim Duncan sozinho não resolve tudo. Torço, com muito força, pela vinda de Thiago Splitter. Um excelente pivô que pode desafogar demais o Duncan, permitindo que ele demonstre seu jogo com mais plenitude.
    3 – Falta de entrosamento defensivo: Do ano passado (ou seja dos anos que tínhamos a melhor defesa) sobrou quem: Tim Duncan, Tony Parker, Manu Ginobili.
    Todos os outros são jogadores que ou ainda não aprenderam o esquema defensivo ou ainda não entenderam a necessidade de empenho defensivo. Temos que regenerar esse nosso jogo. A defesa, fundamentada na solidariedade de um jogo coletivo, sem espaços para o adversário.
    Podemos voltar a ser assim, basta termos o entrosamento de campeões.

    Existem outros problemas, mas podemos nos recuperar. Para o ano.
    Terminamos a temporada regular como os sétimos e terminamos como um dos quatro melhores. Não acho tão ruim.
    É uma melhora significativa em relação ao ano passado, e melhor ainda, temos um longo e excelente futuro por vir.
    Abraços

  9. GABRIEL FONSECA

    Calma gente, é impossível, mas nunca duvide dos Spurs

  1. Pingback: Spurs (0) vs. Suns (3) – Semifinal de conferência « Spurs Brasil – O seu site de notícias sobre o San Antonio Spurs

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.