Spurs (0) @ Suns (1) – Sem antídoto para Nash e Richardson

102X111

Podemos dizer que o jogo 1 entre San Antonio Spurs e Phoenix Suns foi uma cópia do Jogo 1 entre San Antonio e Dallas Mavericks pela primeira rodada dos playoffs. Enquanto o time da casa abria uma vantagem confortável, os texanos tentavam desconstruir o placar, mas sem obter sucesso.

Jason Richardson faz de 3 e joga a pá de cal em San Antonio (Getty Images)

Isso pode ser um bom presságio, já que eliminamos Dirk Nowitzki e sua trupe em seis jogos. No entanto, é bom tomar cuidado, já que perder os dois primeiros jogos pode ser extremamente preocupante. Antes do breve resumo, aliás, é bom ponderar algumas coisas.

Ginobili fez com que San Antonio vendesse caro a derrota (Photo by Barry Gossage/NBAE via Getty Images)

Primeiro: Parker, além de fazer uma partida exuberante, foi o melhor antídoto contra o canadense Steve Nash, ao contrário do que todos imaginavam, que era o jovem George na cola do armador. Hill bem que tentou, é verdade, mas foi dominado pela experiência e velocidade do camisa #13.

Segundo: Mais uma vez o treinador Gregg Popovich insistiu em colocar Roger Mason e Matt Bonner juntos em quadra. Se com um deles já temos calafrios, imagine com os dois ao mesmo tempo… é teste pra cardíaco! Alguma alternativa deve haver. Talvez Garrett Temple, talvez Keith Bogans, que hoje entrou e fez um bom papel. Vamos ver como esse problema será solucionado para o próximo jogo.

Sobre a partida, há pouco o que ponderar. San Antonio fez um péssimo primeiro tempo e merecia ir ao intervalo perdendo por 20. Por sorte, os texanos conseguiram ir descansar com apenas dez pontos atrás no marcador. Na volta, os comandados de Gregg Popovich fizeram uma bela corrida e chegaram a virar o placar, abrindo três pontos de vantagem. No entanto, o Suns, sempre comandado por Steve Nash e com um Jason Richardson inspirado, conseguiu se distanciar mais uma vez no marcador.

O período derradeiro foi uma cópia do terceiro quarto. O time da casa começou com vantagem, mas deixou o alvinegro texano encostar. Sorte que Amar’e Stoudemire e Jason Richardson chamaram a responsabilidade e conseguiram colocar o Suns mais uma vez à frente. No jogo dois, na quarta-feira, uma vitória será importantíssima. Uma derrota, como disse acima, acende o sinal amarelo no Texas.

Veja os melhores momentos da partida

Destaques da Partida

San Antonio Spurs

Manu Ginobili – 27 pontos, cinco rebotes e cinco assistências

Tony Parker – 26 pontos e três assistências

Tim Duncan – 20 pontos, 11 rebotes e quatro assistências

Phoenix Suns

Steve Nash – 33 pontos e dez assistências

Jason Richardson – 27 pontos e seis rebotes

Amar’e Stoudemire – 23 pontos e 13 rebotes

Anúncios

Sobre Bruno Pongas

Acompanha o San Antonio Spurs desde 1998, já escreveu para o Spurs Brasil de 2008 a 2012, criou o Destino Riverwalk e agora volta à velha casa para dar seus pitacos sobre o San Antonio Spurs.

Publicado em 04/05/2010, em Playoffs 2010, Resumo de Jogos e marcado como , , , , , , . Adicione o link aos favoritos. 2 Comentários.

  1. Se conseguirmos dar uma segurada no Steve Nash a gte tem grandes chances de fechar essa serie…

  1. Pingback: Spurs (0) @ Suns (1) – Semifinal de conferência « Spurs Brasil – O seu site de notícias sobre o San Antonio Spurs

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s