Arquivo diário: 13/04/2010

Ahhhh os playoffs!

Tá chegando a hora!

Caros amigos leitores, nossa hora está chegando. Vêm aí os playoffs! Não há como negar que para nós, torcedores do San Antonio Spurs, o que interessa mesmo é a fase dos “mata-matas”.

É verdade que não fizemos uma temporada como era esperada, estamos nos classificando abaixo do quarto lugar, ou seja, sem o mando de quadra na primeira rodada, algo que não era o planejado. Mas, para os texanos, não importa se classificar em primeiro ou em sétimo.

Sabemos jogar os playoffs como nenhuma outra equipe, e desde que Tim Duncan chegou, não ficamos fora de uma pós-temporada sequer. Somos um time acostumado a jogos decisivos, e é nos “mata-matas” que mostramos nossa verdadeira força.

Para que se desgastar em 82 partidas da temporada regular se o que interessa mesmo é agora? De que adianta ter uma campanha excepcional e morrer na praia, como os casos recentes de Phoenix Suns, Dallas Mavericks e Cleveland Cavaliers?

Como este é um espaço voltado para a opinião, não vejo problemas em deixar aflorar o meu lado torcedor na hora de escrever. E digo: eu me sinto a vontade mesmo é nos playoffs. E as recentes vitórias sobre os principais rivais pelo título me deixa ainda mais empolgado.

O adversário ainda não está definido. Para a maioria das equipes, ainda resta um jogo para fazer (inclusive o Spurs). Uma vitória ou uma derrota pode mudar tudo no chamado “Oeste Selvagem”. Hoje, nosso rival seria o Dallas Mavericks, mas existe a possibilidade de enfrentarmos Jazz, Nuggets ou até o Suns – tudo dependerá da última rodada. A única certeza é que não enfrentaremos o Lakers, que ficará em primeiro lugar, já que nós já garantimos pelo menos o sétimo.

Ahhh os playoffs… clima de decisão, rivalidade, briga pelo título. Esse sim é o nosso ambiente.

Spurs (50-31) vs. Timberwolves (15-66) – 50ª vitória

133X111

O San Antonio Spurs chegou à sua 50ª vitória na temporada com certa facilidade, sendo comandado pelos reservas da equipe diante do Minnesota Timberwolves. Com essa conquista, o Spurs consegue chegar à sua 11ª temporada consecutiva com pelo menos 50 triunfos, e também garantiu ao menos o sétimo posto na conferência Oeste com a derrota do Oklahoma City Thunder para o Portland Trail Blazers. Mesmo que as duas equipes empatem, o time texano fica em sétimo pelos critérios de desempate.

Hill foi a surpresa da noite com seu retorno (Foto por D. Clarke Evans/NBAE via Getty Images)

O técnico Gregg Popovich surpreendeu com sua escalação, colocando George Hill como titular em seu retorno tirando Garrett Temple, e escalando Matt Bonner no lugar de Antonio McDyess, que nem foi relacionado para o jogo. O Spurs começou apático na partida, permitindo que o Timberwolves acertasse oito dos nove primeiros arremessos, e chegou à metade do quarto perdendo por 14 a 22. Mas logo a equipe texana acordou, e com uma bela corrida de 19 a 4, comandada por Richard Jeffeerson, com seis pontos, e um trabalho forte na defesa, permitindo apenas uma cesta nas 12 tentativas seguintes do Wolves, o Spurs fechou o primeiro quarto vencendo por 33 a 26.

Bogans foi o cestinha do time com 17 pontos (Foto por Edward A. Ornelas/Express-News)

No segundo período, o Minnesota conseguiu encaixar novamente seu jogo, chegando a empatar em 37 a 37. Depois, o San Antonio, nos oito minutos finais, dominou novamente, conseguindo mais uma corrida de 32 a 8, indo para o intervalo com uma grande vantagem de 69 a 47.

Retornando dos vestiários, a partida continuava no domínio do Spurs, permitindo assim que o técnico descansasse seus titulares e colocasse em quadra os reservas, ávidos para mostrar serviço. O Timberwolves ainda tentou reagir perto do final do terceiro quarto, mas o Spurs continuava tranquilamente à frente com 98 a 74.

No período final, apenas os reservas estiveram em quadra. Com isso, todos os jogadores pontuaram na partida. Hill retornou bem, anotando seis pontos e duas assistências em 12 minutos. Assim, o Spurs venceu sua 19ª partida nas úiltimas 27, com um placar de 133 a 111.

Veja os melhores momentos da partida

Destaques da Partida

San Antonio Spurs

Keith Bogans – 17 pontos, cinco assistências e 71,4% (5-7) nos arremessos de três pontos

Tim Duncan – 16 pontos, seis rebotes e 85,7% (6-7) nos arremessos de quadra

Ian Mahinmi – 14 pontos e sete rebotes

Malik Hairston – 14 pontos

Matt Bonner – 13 pontos e três roubos de bola

Roger Mason – 13 pontos

Tony Parker – 12 pontos e sete assistências

Richard Jefferson – 11 pontos e seis rebotes

Minnesota Timberwolves

Aleksandar Pavlovic – 16 pontos, 85,7% (6-7) nos arremessos de quadra e 100% (5-7) nos de três pontos

Ramon Sessions – 13 pontos e dez assistências

Al Jefferson – 13 pontos e seis rebotes

Wayne Ellington – 13 pontos

Ryan Gomes – 12 pontos

Kevin Love – 11 pontos e nove rebotes

Corey Brewer – 11 pontos