Arquivo diário: 11/04/2010

Por pouco!

Nesta semana, restou ao Caja Laboral – equipe do pivô brasileiro Tiago Splitter, cujos direitos, na NBA, pertencem ao San Antonio Spurs – juntar os cacos após a eliminação na Euroliga e voltar a concentrar-se exclusivamente na Liga ACB – o campeonato espanhol de basquete. O time conseguiu uma difícil vitória nesta semana. Confira um pequeno resumo da partida a seguir:

O jogo

04/04/2010 – Caja Laboral 70 x 69 C.B. Granada

Splitter foi importante na vitória do Caja Laboral (Foto em baskonia.com)

Jogando em casa, o Caja Laboral teve dificuldades para bater o fraco adversário. O time basco ficou em desvantagem na grande maioria da partida, e só conseguiu passar à frente no placar no último quarto. A equipe da casa contou, para vencer, com grande atuação de Fernando San Emeterio, cestinha do jogo com 17 pontos. O ala ainda contribuiu com quatro rebotes e três assistências. Splitter também fez bela partida: foram 15 pontos, 12 rebotes e duas roubadas de bola para o brasileiro. Pelo C.B. Granada, o destaque foi Pablo Aguilar, que anotou 16 pontos e oito rebotes.

Situação da equipe

A vitória sobre o C.B. Granada manteve o Caja Laboral (22-6), já garantido na próxima fase da Liga ACB, na terceira colocação da competição, atrás apenas de Regal F.C. Barcelona (27-2) e Real Madrid (23-6). O time pode igualar a campanha dos madrilenhos ainda hoje, fora de casa, diante do Cajasol.

Não perca, na semana que vem, o resumo de mais uma semana de Splitter e companhia aqui, no Spurs Brasil!

Spurs (49-31) @ Nuggets (52-28) – Que os playoffs venham logo!

104X85https://i0.wp.com/us.i1.yimg.com/us.yimg.com/i/us/sp/v/nba/teams/20080123/80x60/den.gif

Uma vitória surpreendentemente tranquila. Assim podemos resumir a partida entre o San Antonio Spurs e Denver Nuggets. Dominando durante todo o jogo, os texanos venceram de maneira mais fácil que o esperado, mesmo jogando fora de casa, e voltaram a encher de esperanças seus torcedores para os playoffs. Mais uma vez, o conjunto foi a grande força da equipe. Sete jogadores deixaram a quadra com ao menos dez pontos anotados.

Chauncey Billups bem que tentou, mas o Denver Nuggets não foi páreo para o San Antonio Spurs. (AP Photo)

O Spurs repetiu o quinteto titular dos últimos jogos. Garrett Temple iniciando e Tony Parker vindo do banco, embora tenha atuado cerca de 30 minutos. No Denver Nuggets, destaque para a volta de Kenyon Martin à equipe.

Com o jogo iniciado, Tim Duncan mostrou que estava em um dia inspirado e que não daria moleza para o garrafão adversário. Durante a partida, limitou Kenyon Martin a apenas seis pontos e Nenê a apenas três, além de carregar o brasileiro em faltas, o que acarretou na exclusão do jogador no último quarto.

Parker voltou a atuar por 30 minutos. (Foto por Garrett W. Ellwood/NBAE via Getty Images)

O segundo período começou com os comandados de Gregg Popovich em pequena desvantagem. Mas, já no meio do período, os texanos recuperaram a ponta para não mais perdê-la. No intervalo, o placar era de 45 a 40.

Na volta dos vestiários, o Spurs manteve o Nuggets sob controle e seguiu na frente. Tim Duncan e Richard Jefferson lideravam a equipe, enquanto, do outro lado, Chauncey Billups fazia o que podia para manter o time do Colorado vivo no jogo.

Mas, no último quarto, não houve que fazer. Os visitantes enterraram de vez as esperanças dos anfitriões e ampliaram a vantagem para quase 20 pontos. A partir daí, os titulares passaram a ser poupados e os reservas mandados à quadra. Sem forças para reagir, o Denver Nuggets também poupou seus titulares e apenas aguardou o fim da partida com os suplentes atuando.

Agora uma breve análise. Depois de perder para o Phoenix Suns e ser derrotado de maneira decepcionante pelo Memphis Grizzlies, muitos colocaram em xeque o desempenho da equipe para os playoffs. A vitória de ontem volta a dar confiança para o elenco e para a torcida, visando a fase final. Em um período de 15 dias, o Spurs venceu Cavaliers, Lakers, Magic, Celtics e, agora, Nuggets, todos times considerados na briga pelo título. O que é realmente animador. Como torcedor, não vejo a hora de os playoffs chegarem para colocar esta equipe realmente à prova.

Veja abaixo os melhores momentos da partida:

Destaques da Partida

San Antonio Spurs

Tim Duncan – 18 pontos e dez rebotes

Richard Jefferson – 15 pontos e sete rebotes

Manu Ginobili – 15 pontos e sete assistências

DeJuan Blair – 12 pontos e oito rebotes

Tony Parker – 12 pontos e seis assistências em 30 minutos

Garrett Temple – 11 pontos e quatro rebotes

Matt Bonner – Dez pontos e três roubos de bola

Denver Nuggets

Chauncey Billups – 27 pontos

Carmelo Anthony – 19 pontos e cinco desperdícios de bola

J.R. Smith – 13 pontos

Nenê – Três pontos, dois rebotes e seis faltas em 32 minutos