Spurs (41-26) vs. Warriors (19-49) – Noite de recorde!

147X116https://i1.wp.com/us.i1.yimg.com/us.yimg.com/i/us/sp/v/nba/teams/20080123/80x60/gsw.gif

Nem os mais otimistas dos torcedores poderia esperar o show que foi apresentado pelo San Antonio Spurs nesta sexta-feira. Diante do frágil Golden State Warriors, oito jogadores chegaram à marca de pelo menos dez pontos marcados e a equipe marcou impressionantes 147 pontos, recorde da franquia sob o comando de Gregg Popovich (o recorde geral da franquia é de 163 pontos, conseguidos em 1978 contra o San Diego Clippers). Este também foi o 24º triunfo consecutivo do Spurs jogando em casa contra o Warriors, a maior série invicta de um time como mandante diante de um mesmo rival em toda a NBA.

Don Nelson e Gregg Popovich conversam antes do jogo. Creio que esta não seja uma boa companhia Pop! (Foto: D. Clarke Evans/NBAE via Getty Images)

Sem nenhuma surpresa entre os titulares das duas equipes, o Spurs logo mostrou que não teria dificuldades em superar o oponente jogando em casa. O placar de 41 a 28, nos primeiros 12 minutos, já era um aperitivo da quantidade de pontos elevada que estava por vir.

Hairston foi quem mais tempo jogou pelo Spurs (Foto: D. Clarke Evans/NBAE via Getty Images)

No segundo quarto, Tim Duncan sequer entrou em quadra. Já com larga vantagem, DeJuan Blair e Matt Bonner formaram o garrafão e Malik Hairston ganhou chance de atuar mais minutos do que o habitual. Com a fraca defesa imposta pelo Warriors, o placar no intervalo já apontava 77 a 61 para os donos da casa.

Na volta dos vestiários, Duncan retornou à quadra, mas somente para mais seis minutos. Ao todo, o ala-pivô jogou por apenas 14 minutos, ganhando um importante descanso. Com o jogo já decidido, Popovich poupou os titulares, dando chance para os reservas mostrarem serviço. Malik Hairston foi quem permaneceu por mais tempo em quadra pela equipe texana; foram 28 minutos, seguido por Blair, com 25.

O último quarto começou com o placar já acima dos 120 pontos e com vantagem de mais de 30.  Com tamanha superioridade, Ian Mahimi foi outro a ganhar oportunidade e também ultrapassou a casa dos dez pontos, chegando a 12. Um verdadeiro show do San Antonio Spurs como há tempos não se via.

Destaques da Partida

San Antonio Spurs

Manu Ginobili – 23 pontos e 11 assistências

Richard Jefferson – 21 pontos

Tim Duncan – 17 pontos (8-8 nos arremessos de quadra), seis rebotes e cinco assistências em 14 minutos

Malik Hairston – 16 pontos e quatro rebotes

DeJuan Blair – 14 pontos e nove rebotes

Matt Bonner – 14 pontos

Ian Mahinmi – 12 pontos e seis rebotes

Golden State Warriors

Monta Ellis -39 pontos

Corey Maggette – 30 pontos

Reggie Williams – 15 pontos e sete rebotes

Anúncios

Sobre Victor Moraes

Formado em Jornalismo no ano de 2012 pela Universidade Metodista de São Paulo. Fanático por esportes, sobretudo o basquete, passou pela redação do Diário Lance!, trabalhou na Liga Nacional de Basquete e no extinto Basketeria. Se orgulha de fazer parte da equipe do Spurs Brasil desde a criação em 2007.

Publicado em 20/03/2010, em Resumo de Jogos e marcado como , . Adicione o link aos favoritos. 5 Comentários.

  1. Sem falar q o Don Nelson foi expulso da quadra ainda no primeiro tempo se não em engano, mas tbm não faria muita diferença.

  2. Guilherme Markus

    Bota ae, os lances do jogo…

  3. Mais 6 pontos ….

  4. Bruno Pongas

    Tá lá o vídeo :D

  1. Pingback: Curtinhas: Hairston aproveita oportunidades « Spurs Brasil – O seu site de notícias sobre o San Antonio Spurs

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s