Arquivo diário: 07/03/2010

Uma semana de derrotas

Uma das piores semanas na atual temporada do Caja Laboral – equipe espanhola em que joga o pivô brasileiro Tiago Splitter, cujos direitos, na NBA, pertencem ao San Antonio Spurs. O time basco perdeu na Liga ACB, o campeonato espanhol de basquete, e na penúltima rodada do Top 16 da Euroliga, todos fora de casa. O brasileiro continua fora do time com uma lesão no tornozelo esquerdo. Confira, a seguir, um pequeno resumo das partidas:

Os Jogos

28/02/2010 – Gran Canaria 2014 86 x 85 Caja Laboral

Jogando fora de casa, o Caja Laboral sofreu sua quarta derrota na estreia do montenegrino Vladimir Dasic, cedido pelo Real Madrid ao Gran Canaria. O Saski Baskonia começou muito bem a partida, mas fechou o primeiro tempo atrás no placar. No segundo tempo do jogo, os dois times trocaram cestas até que, no final, após várias faltas e lances livres, o Gran Canaria 2014 conseguiu uma boa conquista. Pela equipe basca, os destaques foram o herzegovino Mirza Teletovic e o canadense Carl English, com 22 e 18 pontos, respectivamente. Pelo time da casa, o principal destaque foi o cestinha da partida, o americano Jaycee Carroll, com 28 pontos e quatro assistências.

04/03/2010 – Olympiacos 102 x 85 Caja Laboral

Jogando contra o líder do grupo na penúltima rodada do Top 16, o Caja Laboral sentiu a ausência de Tiago Splitter e acabou sendo derrotado pelo time grego do Olympiacos. A equipe basca fez um ótimo primeiro quarto, mas, como da última partida, deixou os gregos passarem à frente e dominarem a partida até o final. Pela Saski Baskonia, se destacaram novamente Teletovic, com 25 pontos, nove rebotes e três roubos de bola, e English, com 14 pontos. Pelo Olympiacos, os destaques foram o americano Josh Childress, com 20 pontos e dez rebotes, e Sofoklis Schortsanitis, com 19 pontos.

Situação da Equipe

Na Liga ACB, o Caja Laboral (19-4), segundo colocado na competição, segue sua perseguição ao Regal FC Barcelona (21-2), mas, com essa derrota deixou o Real Madrid encostar com a mesma campanha, ficando na frente apenas nos quesitos de desempate. A equipe de Splitter volta às quadras pela competição logo mais, em casa, diante do DKV Joventut.

Pela Euroliga, o time basco (2-3) está na segunda colocação no grupo H, à frente do BC Khimki graças aos critérios de desempate. A equipe tem na quinta-feira seu último duelo, precisando vencer a equipe croata Cibona Zagreb, em casa, para se classificar para as quartas de final.

Não perca, na semana que vem, o resumo de mais uma semana de Splitter e companhia aqui, no Spurs Brasil!

Anúncios

Parker se machuca e deverá ficar seis semanas afastado

Pois é, caros leitores do Spurs Brasil, a bruxa está solta ao redor do Tony Parker.

Ontem, na boa vitória diante do Memphis Grizzlies, o jogador saiu cedo de quadra após quebrar um osso da mão. O machucado é bem semelhante ao que tirou Matt Bonner de 15 partidas no meio da temporada.

Em entrevista ao final do duelo de ontem, o treinador Gregg Popovich afirmou categoricamente que o francês deverá ficar afastado por seis semanas, o que indica que ele só volta ao final de abril para o início dos playoffs.

Enquanto nosso titular está fora, George Hill deverá assumir o posto de armador principal, como já aconteceu em outras oportunidades.

Spurs (36-24) @ Grizzlies (32-31) – Uma conquista não tão boa

102X92

O San Antonio Spurs alcançou sua quarta vitória consecutiva vencendo o Memphis Grizzlies fora de casa, mas sofreu uma dura perda para, possivelmente, o restante da temporada regular. O armador francês Tony Parker quebrou um dedo da mão direita durante uma disputa de bola ao final do primeiro tempo, e deve voltar somente nos playoffs.

Jefferson fez mais uma boa partida pelo Spurs (Foto por Joe Murphy/NBAE via Getty Images)

A equipe enfrentou problemas na viagem para Memphis, chegando apenas algumas horas antes do confronto, por problemas do avião. O técnico Gregg Popovich decidiu usar Tim Duncan e iniciou o jogo ainda com Parker, George Hill, Keith Bogans e Antonio McDyess. O time errou quatro de seus cinco primeiros arremessos, mas logo conseguiu se recuperar, com boa participação de Parker. Contudo, o Spurs caiu de produção e permitiu que o Grizzlies conseguisse fazer 55% de seus arremessos tentados, e, mesmo com os oito pontos de Blair, o Memphis fechou o primeiro quarto a frente com 22 a 28.

Parker em quadra somente nos playoffs (Foto por Joe Murphy/NBAE via Getty Images)

O Spurs voltou arrasador no segundo período, acertando três cestas de três pontos nos minutos iniciais e conseguindo uma bela corrida de 20 a 4, recuperando a liderança no placar. A nota ruim da partida fica pela lesão do armador francês no final do quarto, que deve mantê-lo fora das quadras por atá seis semanas. Jefferson fez 12 pontos e liderou a retomada da equipe no jogo, indo para o intervalo vencendo por 58 a 48.

Retornando à partida, o Grizzlies pressionou o Spurs no ataque, mas a defesa texana conseguiu segurar bem o ímpeto dos donos da casa e manteve o time vencendo a partida. Mesmo sem Parker, o time continuou à frente, indo para o quarto decisivo vencendo por 78 a 72.

No período decisivo, o San Antonio dominou o Memphis, que não conseguiu mais reagir, e, com sete pontos de Duncan e oito de Ginobili, a equipe texana conseguiu sua quarta vitória consecutiva, uma regularidade que não se via há um bom tempo, vencendo por 102 a 92.

Veja os melhores momentos da partida

Destaques da Partida

San Antonio Spurs

Richard Jefferson – 18 pontos, seis rebotes e 63,6% (7-11) nos arremessos de quadra

Manu Ginobili – 17 pontos e seis assistências

Tim Duncan – 17 pontos

Matt Bonner – 13 pontos, cinco rebotes e 57,1% (4-7) nos arremessos de três pontos

George Hill – 11 pontos

DeJuan Blair – Dez pontos, cinco rebotes e três roubos de bola

Memphis Grizzlies

O.J. Mayo – 23 pontos

Marc Gasol – 17 pontos, 13 rebotes, quatro assistências, três roubos de bola e 70% (7-1o) nos arremessos de quadra

Zach Randolph – 15 pontos e sete rebotes

Rudy Gay – 13 pontos