Arquivo diário: 05/03/2010

Finley assina com o Celtics

Depois de pedir para ser dispensado em San Antonio, o veterano ala Michael Finley assinou contrato com o Boston Celtics até o final da temporada.

Finley, que completa 37 anos neste sábado, deverá entrar imediatamente no plano de jogo do técnico Doc Rivers, que deve colocá-lo para jogar já no domingo contra o Washington Wizards, em Boston.

Na carreira, o ala possui médias de 15.9 pontos e 4.4 rebotes por jogo.

Anúncios

Spurs (34-24) vs. Hornets (31-31) – Temporada Regular

Robson Kobayashi

San Antonio Spurs vs. New Orleans Hornets – Temporada Regular

Data: 05/03/2010

Horário: 23:30 (Horário de Brasília)

Local: AT&T Center

Situação do Jogo

O Spurs vai pra cima do Hornets e pode “passar a vassoura” na temporada – os visitantes perderam as três últimas partidas para times da divisão Sudoeste. Já os comandados de Gregg Popovich venceram o Suns e o time das abelhinhas na casa do adversário. A estrela do time adversário, Chris Paul, não deve jogar devido a uma lesão no joelho esquerdo.

Confrontos na temporada (3-0)

28/10/2009 – Spurs 113 vs. 96 Hornets

No primeiro jogo da temporada, a equipe texana venceu o Hornets com facilidade. A partida marcou a estreia com o pé direito do pivô DeJuan Blair, que na oportunidade anotou 14 pontos e pegou 11 rebotes.

18/01/2010 – Spurs 97 @ 90 Hornets

O San Antonio Spurs encerrou com vitória uma sequência de quatro partidas fora de casa. Mesmo atuando em seu ginásio, o Hornets foi dominado desde o início pela equipe texana. O trio formado por Duncan, Parker e Manu foi o grande responsável pelo resultado positivo; juntos, eles anotaram 57 pontos.

01/03/2010 – San Antonio Spurs 106 @ 92 New Orleans Hornets

O Spurs dominou a partida com George Hill sendo o cestinha da equipe com 23 pontos, além de cinco rebotes e dois bloqueios..

San Antonio Spurs

PG – Tony Parker

SG – George Hill

SF – Keith Bogans

PF – Tim Duncan

C – DeJuan Blair

Fique de olho –George Hill terá a missão de marcar o calouro Darren Collison, que vem pontuando muito. Hill tem médias de 11,7 pontos, 2,4 rebotes e 2,4 assistências por jogo.

PG – Darren Collison

SG – Morris Peterson

SF – Peja Stojakovic

PF – David West

C – Emeka Okafor

Fique de olho – O ala de força adversário pode complicar o jogo se não for bem marcado. West tem médias de 18,3 pontos, 7,5 rebotes e 2,6 assistências nessa temporada.

Ídolo quase de casa nova

Finley e a juíza comemoram bola de 3 no último segundo

Como todos nós já vimos, Michael Finley pediu para deixar o Spurs porque estava insatisfeito com o pouco tempo de quadra.

Particularemente acho que ele está mais do que certo…

Apesar dos 36 anos (Fin completa 37 neste sábado), o ala ainda tem muita lenha para queimar.

Explico porque:

Numa equipe já formada, Michael Finley viria do banco como aquele jogador experiente que entra só para meter umas bolinhas de 3, como fazia o Steve Kerr no Spurs. Lembram dele destruindo o Mavs nos playoffs?

Pois é…

Muito por isso, equipes como Boston Celtics e Los Angeles Lakers demonstraram interesse em adquirir os serviços do camisa #4.

No Boston, Finley poderia descansar os também veteranos Paul Pierce e Ray Allen e abocanhar seus 18-25 minutinhos por noite.

Em L.A, o ala seria uma ótima alternativa, já que o banco do Lakers é um dos piores entre os principais candidatos ao título nesta temporada.

Um melhor destino ainda…

Ao conversar com o companheiro Lucas Pastore, pensamos em uma ótima casa para o nosso ídolo.

Falam tanto de Boston, Los Angeles… já ouvi rumores que até o Denver gostaria de ter o Finley no elenco.

No entanto, há uma equipe do Oeste em que o ala cairia mais do que bem…

Será que alguém já pensou no Oklahoma City Thunder? É isso mesmo, o Thunder, que vem dando muita dor de cabeça para os grandes da NBA.

Em OKC falta um cara que venha do banco e possa converter tiros de longa distância com mais frequência. Quem seria esse cara? O Finley!

No mais, o atleta ainda adicionaria força ao elenco com sua experiência.

Michael Finley é um rato da NBA. Jogou no Suns, brilhou no Dallas Mavericks e finalmente ganhou um anel no San Antonio Spurs.

Será que existe alguém melhor do que ele para ajudar uma equipe de jovens?

Infelizmente, acho que o Thunder nem se interessou nos serviços do camisa #4.

Uma pena…