Spurs (34-24) @ Hornets (31-30) – De volta às vitórias

106X92

Dominando a partida desde o início, o San Antonio Spurs alcançou uma ótima vitória fora de casa sobre o New Orleans Hornets. O protagonista da noite foi o jovem George Hill, que, além de conseguir parar a sensação Darren Collison, ainda foi o cestinha da equipe.

Parker busca voltar à sua velha forma (Foto por Layne Murdoch/NBAE via Getty Images)

Sem o pivô Antonio McDyess, que lesionou o joelho no domingo, Gregg Popovich iniciou a partida com Tony Parker, Hill, Keith Bogans, Tim Duncan e DeJuan Blair. As duas equipes começaram bem no aproveitamento em arremessos; contudo, o Hornets, na metade do primeiro quarto, estava à frente no placar. Mas logo o Spurs conseguiu passar à frente com uma boa corrida de 12 a 2 comandada por Hill, que anotou 11 pontos. Apesar dos nove pontos de Emeka Okafor e sete de Peja Stojakovic, o San Antonio fechou o período inicial vencendo por 31 a 24.

Hill mais uma vez foi o destaque do time (Foto por Layne Murdoch/NBAE via Getty Images)

O Hornets veio para o segundo quarto melhor, conseguindo uma corrida de 8 a 0, chegando a empatar em 39 a 39. Mas, após a metade do período, o Spurs voltou a render no ataque e conseguiu uma corrida de 8 a 0. Com uma cesta de três no estouro do cronômetro de Matt Bonner, o time texano foi para o intervalo na frente por 58 a 47.

No retorno dos vestiários, o Spurs continuou com seu bom ritmo e bem na defesa, com apenas uma ocorrência; o ala Bogans saiu de quadra com dores no dedo. Porém, após o raio-x negativo, ele voltou à quadra no final do terceiro período. O New Orleans novamente conseguiu uma corrida de 0 a 12; contudo, a equipe texana se segurou na frente do placar e, com mais uma cesta de três pontos de Matt Bonner no últimos segundo do quarto, eles chegaram na frente para o tempo final em 80 a 73.

No quarto decisivo, o San Antonio continuava com um jogo sólido, mantendo a distância no placar. Parker mostrava sinais de estar voltando à sua antiga forma, mesmo com a incômoda lesão. Richard Jefferson não repetiu as boas atuações, mas fez uma partida boa, ajudando o time na defesa e no ataque. Ao final, o Spurs conseguiu aumentar sua vantagem e fechou tranquilamente a partida em 106 a 92.

Vejam os melhores momentos da partida:

Destaques da Partida

San Antonio Spurs

George Hill – 23 pontos e 69,2%(9-13) nos arremessos de quadra e 75% (3-4) nos de três pontos

Tim Duncan – 22 pontos e nove rebotes

Tony Parker – 18 pontos e seis assistências

Manu Ginobili – 13 pontos, oito assistências e quatro roubos de bola

Richard Jefferson – Dez pontos e seis rebotes

Matt Bonner – Dez pontos

New Orleans Hornets

Marcus Thornton – 30 pontos, sete rebotes, 63,1%(12-19) nos arremessos de quadra e 85,7% (6-7) nos de três pontos

Emeka Okafor – 18 pontos e sete rebotes

David West – 13 pontos e nove rebotes

Peja Stojakovic – 11 pontos

Darren Collison – Dez pontos e 15 assistências

Anúncios

Sobre Glauber da Rocha

Estudante de Direito e torcedor do San Antonio Spurs desde 2007

Publicado em 02/03/2010, em Resumo de Jogos. Adicione o link aos favoritos. Deixe um comentário.

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s