Arquivo diário: 09/02/2010

George Hill envolvido em escândalo

Que fase, hein Hill!?

O aparente bom menino e certinho George Hill está envolvido num escândalo daqueles nos Estados Unidos.

Hill caiu no conto do vigário, foi pego falando coisas pouco ortodoxas para uma garota no celular e ainda teve algumas fotos menos ortodoxas ainda publicadas em um site norte-americano.

O burburinho logo virou gigantesco; tanto que ganhou as páginas virtuais do sensacionalista TMZ.com, o mesmo que deu o furo da morte de Michael Jackson e tantos outros escândalos da mídia estadunidense.

Agora, os advogados do San Antonio Spurs lutam para tirar as fotos do ar. Se vai dar certo ninguém sabe, o que importa é que os texanos andam com um bela de uma zica nessa temporada.

Há quem diga que isso tudo já é velho, mas veio à tona somente agora…

Que fase!!!

Para ver a notícia do TMZ clique aqui!

Para ver o site que gerou todo o escândalo clique aqui!

Hill se desculpou…

Ciente da repercussão, o armador veio à imprensa e pediu desculpas pelas fotos que foram divulgadas.

“Ano passado eu cometi um erro e assumo toda a responsabilidade por isso”, disse. “Eu amadureci e aprendi muito com esse episódio”, completou. O jogador aproveitou para se desculpar com a família, com o San Antonio Spurs e com os torcedores da franquia.

Anúncios

Spurs (29-21) @ Lakers (40-13) – Decepcionante…

San Antonio Spurs89X101

O Los Angeles Lakers entrou em quadra ontem sem dois dos seus principais jogadores: Kobe Bryant e Andrew Bynum. Com isso, tudo parecia ficar mais fácil para San Antonio, que jogava completo e com todo o time descansado. Palco perfeito, time inteiro e Lakers baleado; tinha como dar errado? Tanto tinha como deu!

Gasol assustou o Spurs e também seus companheiros...

Perdido em quadra, com uma defesa que mais parecia uma peneira, San Antonio viu o Lakers passear, jogar como quis e humilhar o Spurs. Os 101 a 89 seriam absolutamente normais se Kobe e Bynum estivessem em quadra, mas, sem eles, os texanos tinham o dever de vencer.

Mais uma vez o time errou tudo, teve um aproveitamento ruim nos arremessos – sobretudo no segundo tempo -, e deixou o Lakers como um legítimo dono de casa – à vontade. Ginobili bem que tentou; está encontrando o bom basquete e foi o mais lúcido dentro das quatro linhas.

Ginobili jogou muito e se salvou entre os texanos

O resto, tirando Duncan, Hill e Blair, irrita – não só pela noite de ontem, mas pelo conjunto da obra em si. Tudo bem que o Parker está machucado, mas se ele tem um problema este tem que ser tratado enquanto há tempo. Richard Jefferson é uma grande piada de mal gosto; pra que acertar arremessos? Quando ele pega qualquer bola livre para arremessar eu já sei qual vai ser o resultado: amassar o aro!

E o time até que começou bem ontem. Fez uma corrida de 9 a 0 logo de cara, se acomodou, como sempre, e permitiu a virada. O primeiro período foi bom. San Antonio acertou mais de 60% dos arremessos, mas ao mesmo tempo deixou o adversário jogar como quis. O quarto terminou em 34 a 28 para o Spurs, o que dava mostras de que poderíamos sair do Staples Center com a vitória.

No segundo período, no entanto, os comandados de Gregg Popovich simplesmente dormiram. Com 22 a 13 no quarto para os angelinos, fomos para o intervalo perdendo por 50 a 47. Na volta do descanso, vimos um terceiro período equilibrado, o que ainda nos deixou esperançosos. O quarto derradeiro, contudo, jogou tudo por terra. Perdido, nulo, passivo… o Spurs foi tudo isso, deixou o Lakers deitar e rolar e saiu de quadra com mais uma derrota na temporada, a segunda na rodeo trip.

O próximo jogo dos texanos é na quinta-feira contra o Denver Nuggets, em Denver. Uma vitória ainda pode animar o time, uma derrota significa desânimo total e o fundo do poço. Los Angeles, por sua vez, se mantém no Staples Center, onde recebe na quarta-feira o embalado Utah Jazz, partida essa que promete ser excelente!

Destaques da Partida

San Antonio Spurs

Manu Ginobili – 21 pontos

Tony Parker – 20 pontos e oito assistências

Tim Duncan – 16 pontos e 15 rebotes

DeJuan Blair – 11 pontos

Los Angeles Lakers

Pau Gasol – 21 pontos, 19 rebotes e oito assistências

Ron Artest – 18 pontos, cinco rebotes e quatro assistências

Lamar Odom – 16 pontos e dez rebotes