Arquivo diário: 06/02/2010

Chatice hipócrita

Está chegando a hora do All Star Game. Principal momento de descontração da NBA em meio à temporada regular, o evento reunirá os principais jogadores da liga e colocará frente a frente as conferências Leste e Oeste – com, acredito, favoritismo do Leste. Sem encantar há muito tempo, o ASG de 2010 terá como principal atração o local a ser realizado: o Cowboys Stadium, um dos estádios mais modernos do mundo, com capacidade para cerca de 110 mil espectadores e que pertence ao Dallas Cowboys, franquia da NFL, liga de futebol americano. Tudo bem. Ou não.

A NBA caminha a passos largos na queda de popularidade nos Estados Unidos – e, deste modo, no mundo. É uma situação preocupante que começou a se destacar depois da aposentadoria do lendário Michael Jordan. A carência de ídolos e a chatice de algumas novas regras fizeram com que a liga de basquete perdesse espaço no coração dos estadunidenses. O dinheiro investido continua monstruoso, mas o retorno já não é mais o mesmo. A necessidade faz com que garotos da high school sejam colocados em patamares absurdos, visando sempre a criação de novos astros, que possam ser idolatrados pela torcida. John Wall, provável primeira escolha do próximo Draft, é o exemplo mais recente. Mas acredito que o problema é um pouco maior.

Alguns podem lembrar melhor dos tempos nos quais Jordan desfilava em quadra. Lembrarão que ele não era o único ídolo e que outros brilhavam muito, do jeito que fosse. Brilhavam, inclusive, porque as regras permitiam. O contato físico era mais intenso, assim como a permissão para provocações. O jogo, hoje, virou um esporte mais frio, no qual se condena muito o uso das chamadas “gracinhas”. Uma baita hipocrisia.

Uma liga que passa metade de sua temporada coletando votos para o All Star Game e que torce desesperadamente por jogadas de malabaristas e risadas durante o evento, proíbe tudo isso ao longo dos jogos considerados corriqueiros. É estranho e faz perder a graça. Só a graça? A esperança também – nunca mais vou ver um Dennis Rodman.

Spurs (28-20) @ Clippers (21-28) – Temporada regular

San Antonio Spurs @ Los Angeles Clippers – Temporada Regular

Data: 06/02/2010

Horário: 01:30 (Horário de Brasília)

Local: Staples Center

Situação do Jogo

Longe de casa, o San Antonio Spurs chega a Los Angeles para o primeiro dos dois confrontos que a equipe fará contra as franquias locais. Nesta madrugada, diante do “primo pobre”, o Clippers, o Spurs joga sua terceira partida na Rodeo Trip – até aqui, os texanos conseguiram uma vitória e uma derrota. A equipe precisa da vitória para voltar a brigar pelas primeiras colocações da Conferência Oeste.

Série na temporada (2-0)

13/12/2009 – Spurs 115 @ 90 Clippers

A equipe texana foi até o Staples Center e conseguiu uma de suas raras vitórias atuando como visitante. Com 21 pontos, Tim Duncan foi o destaque da partida. Do lado do Clippers, o destaque foi o armador Baron Davis, que, vindo do banco de reservas, contribuiu com 20 pontos, seis assistências e dois tocos.

21/12/2009 – Spurs 103 vs. 87 Clippers

Pouco depois de uma semana, o Spurs voltava a vencer a equipe angelina. Desta vez, o comandante da equipe texana foi o armador Tony Parker, que terminou a partida com 19 pontos e três assistências. Do lado do Clippers, destaque para Chris Kaman, com 23 pontos e 15 rebotes.
.

PG – Tony Parker

SG – George Hill

SF – Richard Jefferson

PF – DeJuan Blair

C –  Tim Duncan

Fique de olho – De volta após se lesionar, o armador francês precisa melhorar para que sua equipe volte a incomodar. Nessa temporada, Parker tem médias de 16,9 pontos e 5,8 assistências por partida.
.

PG – Baron Davis

SG – Eric Gordon

SF – Rasual Butler

PF – Marcus Camby

C – Chris Kaman

Fique de olho – Apesar de não ter sido convocado, Chris Kaman vem fazendo uma temporada de All-Star, e é, na minha opinião, um dos melhores pivôs da liga. O jogador vem com médias de 20,1 pontos e 9,2 rebotes por partida.