Arquivo diário: 15/01/2010

Parker em dúvida se jogará pela França no Mundial

Será que Parker irá ao Mundial da Turquia? (Foto em FIBA Europe)

A França pode ir ao Campeonato Mundial de 2010 na Turquia sem sua grande estrela, o armador do San Antonio Spurs Tony Parker, que começa a admitir que pode descansar durante as férias e não se juntar à seleção francesa.

O técnico do Spurs, Gregg Popovich, vem ganhando muitos jogos com Parker armando a equipe. O armador, de 27 anos, anotou pelo menos 21 pontos em cinco das últimas seis partidas, incluindo 28 pontos contra o Oklahoma City Thunder. Contudo, ele está com médias de 17.1 pontos nesta temporada, a sua pior das últimas cinco épocas na NBA. O All-Star Parker disse que está jogando demais.

Antoine Diot é uma das promessas francesas (Foto por Bellenger/Castoria/FIBA Europe)

“Eu acho apenas que venho jogando muito basquete.” disse Parker. “Eu joguei cinco verões seguidos, e acho que está chegando a hora em que preciso descansar. Este ano é o primeiro em que percebi que meu corpo está esgotado, sabe?”, declarou o francês.

“Às vezes é difícil, porque eu jogo todo ano pela seleção, todo ano. Então, eu tenho que tomar algumas decisões, pois não sou o Superman. Eu não posso jogar 82 partidas no nível que Pop quer, e ainda jogar na França,” adicionou o armador.

Ninguém pode jogar para sempre, e se Parker não for para a Turquia, os franceses jogarão sem um dos seus grandes jogadores. São poucos os times que podem lidar com a perda de uma estrela, embora Estados Unidos, Espanha e provavelmente França possam enfrentar um desfalque melhor que outras equipes.

Jovens promessas, como Antoine Diot, do Le Mans Sarthe Basket, da Ligue Nationale de Basketball da França, o MVP da vitória francesa contra a Turquia no EuroBasket que classificou a equipe para o Mundial, e Nando De Colo, do Power Electronics Valencia, da Liga ACB da Espanha, selecionado no último Draft na 53ª escolha pelo Spurs, podem certamente estar prontos para ocupar a vaga.

Ginobili também é dúvida para o mundial (Foto em FIBA.com)

A equipe da França já mostrou no passado que consegue ganhar jogos sem Parker. Nesta offseason, em uma de suas partidas mais importantes na repescagem para a EuroBasket, Parker não jogou, porém, os Les Bleus venceram a Itália no tempo-extra fora de casa e conseguiram se classificar para o campeonato europeu. No Campeonato Mundial de 2006, no Japão, Parker quebrou seu dedo alguns dias antes do início do torneio, contudo, os franceses conseguiram ficar na quinta posição.

Parker não é o único Spur envolvido com as equipes nacionais. O assistente de Popovich, Brett Brown, é o técnico da Austrália. Matt Bonner espera ser convocado para jogar pelo Canadá neste ano e o pivô Ian Mahinmi é uma grande promessa francesa e espera servir seu país pelo segundo ano seguido. San Antonio também tem Manu Ginobili, o jogador mais famoso da história do basquete argentino.

Ginobili não participou da Copa América em 2005 nem em 2007, mas continuou representando seu país nos anos seguintes, participando do Campeonato Mundial em 2006, no Japão, e das Olímpiadas em 2008, na China. Os argentinos esperam que sua estrela de 32 anos, que também não participou da Copa América do ano passado, em Porto Rico, jogue pela sua esse ano na Turquia. Ginobili já declarou que também não tem certeza se participará do Mundial, pois não vem passando por um bom momento em sua carreira depois das seguidas lesões que vem sofrendo.

Spurs (24-13) @ Bobcats (17-19) – Temporada Regular

San Antonio Spurs @ Charlotte Bobcats – Temporada Regular

Data: 15/01/2010

Horário: 22:00 (Horário de Brasília)

Local: Time Warner Cable Arena

Situação do Jogo

O San Antonio Spurs fará a segunda partida de quatro seguidas que jogará fora de casa, e buscará a quarta vitória consecutiva contra o Charlotte Bobcats. O time texano teve dificuldades em vencer o Oklahoma City Thunder, precisando ir à prorrogação para alcançar o triunfo. O Spurs mandou Malik hairston de volta para o Austin Toros, da D-League, indicando assim a proximidade do retorno de Michael Finley para o time. O Bobcats vem fazendo uma boa campanha em casa, tendo vencido 14 de 18 jogos em sua arena.

Confrontos na temporada (1-0)

11/12/2009 – San Antonio Spurs 104 vs. 85 Charlotte Bobcats

Em mais uma grande atuação do argentino Manu Ginobili, o San Antonio Spurs venceu o Charlotte Bobcats por 104 a 85 , em jogo disputado no  AT&T Center. Ginobili estava voltando e mostrou que ainda é capaz de comandar a equipe, anotando 22 pontos, quatro rebotes e duas roubadas de bola.

San Antonio Spurs

PG – Tony Parker

SG – Keith Bogans

SF – Richard Jefferson

PF – Tim Duncan

C – DeJuan Blair

Fique de olho – O armador francês vem lidando com uma lesão no pé que está limitando sua principal arma; as infiltrações. Parker não quer  perder jogos, porém vem sentindo grande dificuldade durante as partidas. Mesmo assim, anotou mais de 21 pontos em cinco das últimas seis partidas, incluindo 28 na vitória sobre o Thunder.

PG – Raymond Felton

SG – Stephen Jackson

SF – Gerald Wallace

PF – Boris Diaw

C – Nazr Mohammed

Fique de olho – A troca que trouxe Jackson e Ace Law para o Bobcats e enviou Raja Bell e Vladimir Radmanovic par ao Golden State Warriors foi muito boa para o ala-armador. Ele melhorou sua média de pontos, de 16.6 para 21.1, e de rebotes, de 3.9 para 5.2. Na última partida contra, o Houston Rockets, ele anotou o recorde de pontos na sua carreira; 43.

Comentando o rumor: CP3 no Spurs?

Pois é, caro leitor do Spurs Brasil.

O Bruno, que é assíduo frequentador aqui do blog, havia me alertado ontem sobre esse rumor que tinha rolado na mídia norte-americana. Fui atrás e realmente vi que havia uma sondagem do Spurs em cima de uma possível troca entre Chris Paul e Tony Parker. De início achei absurdo, pois Paul é melhor que o Parker, todos sabemos – tanto que o Hornets negou a proposta logo de cara. No entanto, uma coisa interessante me despertou interesse em tal rumor.

Antes, vamos dar o crédito a quem divulgou essa história toda, que foi o site norte-americano Hoopsworld. Para ser sincero, nunca tinha lido nada desse lugar, mas pelo que investiguei internet afora, trata-se de um portal que fala muito e acerta pouco. Brincadeiras à parte, seria mais ou menos a Rede TV dos Estados Unidos.

Pois bem… vamos aos fatos. Por mais que esses rumores pareçam sem o mínimo fundamento, eles surgem de algum lugar. Uma conversa, uma simples sondagem. Isso já é mais do que suficiente para um monte de gente chegar na imprensa e falar: Chris Paul por Parker! É óbvio, todavia, que só alguém muito tolo divulgaria isso como uma verdade absoluta, já que uma pessoa com o mínimo de inteligência saberia que é muito difícil de acontecer.

Mas, o que eu achei interessante, foi que isso tudo quer dizer que San Antonio aceitaria trocar uma de suas principais estrelas sem pensar duas vezes. Parker já foi envolvido em possíveis trocas no passado. Há alguns anos atrás, nos primeiros anos de liga do francês, uma troca entre ele e Jason Kidd esteve muito, mas muito perto de acontecer. Na época, ninguém imaginava que o afobado e ingênuo armador se tornaria o que se tornou… R.C Buford e companhia acertaram em mantê-lo na oportunidade.

Hoje, entretanto, tudo está diferente. É claro que essa troca seria extremamente vantajosa para o Spurs, porque os salários, além de tudo, são compatíveis. New Orleans, por sua vez, precisa de grana e visa reformular o elenco. TP tem um contrato expirante de quase US$ 13 mi em 2011, o que é, de certa forma, um atrativo para muitas equipes que pretendem fazer mudanças radicais em seus plantéis.

Os chefes do Hornets decidiram da maneira certa. Querem um time novo com a estrela “velha”, a qual eles classificaram como “inegociável”. Algo parecido com que o Utah Jazz anunciou na semana passada: aceitamos trocar todos, menos Deron Williams. CP3, no entanto, tem o seu contrato expirando em 2012 e é ele quem optará se vai ficar em New Orleans. Em entrevista, o jogador garantiu que ali é o seu lugar, mas será que vai continuar sendo daqui há alguns anos? É provável que, mais hora ou menos hora, ele decida sair para buscar um título, coisa que muitos têm feito nos últimos anos.

É esperar para ver… enquanto isso ficamos com um pequeno duelo dos dois.