Arquivo diário: 13/01/2010

Spurs (23-13) @ Thunder (21-16) – Temporada Regular

San Antonio Spurs @ Oklahoma City Thunder – Temporada Regular

Data: 13/01/2010

Horário: 23:00 (Horário de Brasília)

Local: Ford Center

Situação do Jogo

Depois de vencer o Los Angeles Lakers, líder da conferência Oeste, o Spurs visita o Oklahoma City Thunder tendo em mente que a equipe adversária não é mais o saco de pancadas da NBA. Muito mais bem postado, o time tem em Kevin Durant um cestinha mais do que confiável. É bom lembrar que o Spurs também não costuma se dar bem enfrentando o rival desta noite, com algumas derrotas colecionadas. Para buscar a vitória, Gregg Popovich deve novamente apostar em Tony Parker e Tim Duncan, com mais ênfase no segundo, uma vez que o garrafão é o ponto fraco do Thunder.

Confrontos na temporada (0-1)

06/11/2009 – San Antonio Spurs 98 vs. 101 Oklahoma City Thunder

No retorno do armador Tony Parker e do ala-pivô Tim Duncan, a equipe do San Antonio Spurs perdeu em casa para o Oklahoma City Thunder pelo placar de 101 a 98.
.

PG – Tony Parker

SG – Keith Bogans

SF – Richard Jefferson

PF – Tim Duncan

C – DeJuan Blair

Fique de olho – O jovem ala-pivô ganhou a vaga no time titular após a lesão de Matt Bonner, e ganhou espaço na rotação da equipe. Com uma oportunidade dificilmente dada pelo técnico Gregg Popovich aos novatos, Blair vem fazendo uma boa temporada de estréia. Ele tem médias de 6.5 pontos e 5.4 rebotes em 16 minutos em quadra por jogo.
.

PG – Russell Westbrook

SG – Thabo Sefolosha

SF – Kevin Durant

PF – Jeff Green

C – Nenad Krstic

Fique de olho – O ala é o líder dessa jovem equipe do Thunder. Ele vem mostrando  em sua terceira temporada na liga que pode vir a ser um grande jogador. Ele tem médias de 28.8 pontos, quinto cestinha da NBA, 6.9 rebotes, três assistências e 1.4 roubos de bola em 40 minutos por partida.

Curtinhas: Parker tem jogado com problema no pé

Parker tem dores na planta do pé e preocupa...

A queda abrupta nas médias do francês Tony Parker era uma incógnita para o torcedor do San Antonio Spurs. No entanto, ontem, após a vitória diante do Los Angeles Lakers, o jogador assumiu que tem atuado com uma fasceíte plantar no pé esquerdo, ou, na linguagem popular, com fortes dores na planta esquerda do pé.

O problema é semelhante ao vivido por Tim Duncan na temporada 2005-2006. Na época, isso incomodou muito o jogador e foi fundamental para sua queda de rendimento. Quando perguntado porque tem atacado pouco a cesta nessa temporada, Parker disse involuntariamente: “Estou mais devagar; a causa? Minha fasceíte plantar está me matando”.

Para evitar as intensas dores na planta do pé, o departamento médico do Spurs designou uma meia especial para o atleta. Com ela, Parker disse que irá jogar o quanto aguentar antes de parar para se tratar. “Tenho que vestir a meia e fazer tratamento todos os dias”, disse o francês, “assim como o Duncan em 2006. Ele teve isso durante toda a temporada. Perguntei ao TD o que fazer e ele respondeu: a meia é boa”, completou.

Nesse momento, Parker só pensa em jogar. Ele irá deixar as decisões com o técnico Gregg Popovich. “No momento eu não quero perder jogos, quero entrar em quadra”, garantiu. “Talvez na estrada [nos duelos fora de casa], em março, ou abril, eu perca alguns embates sequenciais ou algo do tipo. Mas é o Pop quem vai decidir”, finalizou.

Bogans foi contratado para tomar conta dos cestinhas

Keith Bogans - San Antonio SpursQuando Keith Bogans chegou a San Antonio, muita gente torceu o nariz. De fato, esperávamos mais uma grande estrela para brigar de vez pelo título.

Devagar, o camisa #10 foi tomando seu espaço e aos poucos se tornou titular. Bom defensor, Bogans é visto como o sucessor de Bruce Bowen. Na noite de ontem, contra o Los Angeles Lakers, ele ficou encarregado de parar a principal estrela da liga, o ala Kobe Bryant. “Já defendi muito o Kobe no passado”, disse. “É difícil. Ele é provavelmente o melhor jogador da NBA atual. Tento ficar em frente a ele e espero que meus companheiros venham ajudar”, completou.

Bonner volta aos treinos

Matt Bonner - San Antonio SpursApós fraturar um osso da mão no último dia 19 de dezembro, o ala-pivô Matt Bonner está apto a participar de alguns treinamentos com a equipe. “Ainda não fui liberado para o coletivo de quadra inteira”, disse, “mas o um contra um e o dois contra dois eu já posso fazer”.

Bonner tem participado de algumas sessões intensas de arremesso. Para isso, uma espécie de luva especial protege sua mão. “Continuo com dor, mas eles [os médicos] dizem que eu tenho que praticar e tolerar esse incômodo”.

Apesar de não ter uma data fixa para voltar às quadras, o ala-pivô espera retornar até o dia 20 de janeiro.

Mahinmi quer mais chances

Depois de fazer sucesso com os 15 pontos e nove rebotes contra o New Jersey Nets, o pivô Ian Mahinmi está ansioso para voltar a atuar. “Tive um bom jogo e estou feliz com isso”, afirmou. “Espero que não seja somente um jogo. Eu realmente quero me tornar uma alternativa [para o treinador]”, completou.

Spurs (23-13) vs. Lakers (29-9) – Surra para lavar a alma!

San Antonio Spurs105X85

Se basquete fosse que nem futebol, poderíamos tranquilamente afirmar que o San Antonio Spurs aplicou uma sonora goleada pra cima do rival Los Angeles Lakers. Com jogo bonito, ofensivo e inteligente, os texanos dominaram os angelinos e saíram de quadra com uma vitória mais fácil do que era esperado. Tudo bem que Pau Gasol não jogou e Kobe Bryant saiu com um problema nas costas ao final do terceiro quarto, mas o triunfo foi importante para dar ânimo à equipe, que estava se tornando estigmatizada em não vencer adversários com campanha acima dos 50%.

Duncan deu show em cima de Bynum e companhia...

Enquanto os californianos mantiveram seus titulares em quadra, o jogo foi parelho. Ao final do primeiro período, tínhamos uma vantagem pequena de quatro pontos. A entrada dos reservas em ambos os times, no entanto, mostrou que o banco do Spurs é infinitamente superior ao do Lakers. Só para ter uma ideia, os suplentes texanos anotaram 42 pontos contra 20 dos reservas de L.A… uma baita diferença!

Manu Ginobili foi importante vindo do banco de reservas

Com a vantagem de contar com um bom banco, San Antonio começou a se distanciar no placar com muita facilidade. Ao final do primeiro tempo, o placar apontava uma diferença de 12 pontos para o Spurs. Na volta do descanso, os comandados de Gregg Popovich continuaram esbanjando técnica e habilidade. Em determinado momento do quarto, a vantagem havia subido para 22 pontos, o que encheu os torcedores de ânimo.

O período derradeiro, todavia, trouxe à tona o fantasma das viradas contra os chamados ‘times grandes’. Mesmo sem Kobe Bryant, que havia saído de quadra lesionado, o Lakers foi tirando a vantagem pouco a pouco. Há alguns minutos do fim, o placar havia sido reduzido a apenas seis pontos de diferença. Nada, entretanto, que um tempo e uma bela bronca não resolvessem. Quando viu que a coisa estava ficando feia, Pop pediu para falar com a equipe. Depois disso, San Antonio voltou a jogar bem e aumentou a vantagem, que terminou sendo de 20 pontos: 105 a 85.

Destaco, no triunfo, o bom jogo feito por Tim Duncan. O ala-pivô deitou e rolou em cima da defesa de Los Angeles. TD fez cesta de todas as maneiras; em ganchos, arremessos de meia-distância, bandejas… foi uma verdadeira aula para cima de Andrew Bynum, que apenas assistiu os 25 pontos, 13 rebotes e quatro assistências da estrela texana.

E Tony Parker comandou a vitória junto com TD

Tony Parker também voltou a atuar bem. Apagado nessa temporada, o francês soube usar a velocidade – sua principal característica – para infernizar os defensores do Lakers. Com 22 pontos e seis assistências, o armador saiu de quadra também como destaque.

Reitero aqui também a importância do banco de reservas, que nessa noite foi essencial. Roger Mason esteve implacável no primeiro tempo e fechou a partida com nove pontos. Assim como Parker, Manu Ginobili também infernizou a defesa adversária e ficou com nove pontos e seis assistências. Quem foi mais importante, contudo, foi o armador reserva George Hill, que fez jogadas espetaculares e foi agraciado com 13 pontos, seis assistências e quatro rebotes.

Em boa fase, o San Antonio Spurs volta a jogar nesta quarta-feira, contra o jovem Oklahoma City Thunder. O Lakers, por sua vez, também atua nesta quarta. Seu adversário será o difícil Dallas Mavericks, segundo colocado na Conferência Oeste.

Confira abaixo os melhores momentos da partida:

Destaques da Partida

San Antonio Spurs

Tim Duncan – 25 pontos, 13 rebotes e quatro assistências

Tony Parker – 22 pontos e seis assistências

George Hill – 13 pontos, seis assistências e quatro rebotes.

Richard Jefferson – 12 pontos

Los Angeles Lakers

Andrew Bynum – 23 pontos e oito rebotes

Kobe Bryant – 16 pontos e três assistências

Ron Artest – 13 pontos e oito rebotes