Arquivo diário: 14/12/2009

Popovich monitora tempo de Duncan

Aos 33 anos, Tim Duncan não é mais aquele garoto de alguns bons anos atrás. Para chegar aos playoffs com saúde, o camisa 21 precisa ser poupado durante algum tempo na maioria das partidas.

É isso que o treinador Gregg Popovich tem feito. Ontem, contra o Los Angeles Clippers, Pop aproveitou a facilidade do jogo e deixou TD em quadra por apenas 25 minutos.

Na temporada, o ala-pivô tem jogado por volta de 32 minutos e é o segundo que mais joga na equipe, depois apenas de Richard Jefferson.

“Sempre tentamos mantê-lo por volta de 32 minutos”, disse o técnico. “Tem que ser assim. Se quisermos contar com ele nos playoffs eu não posso deixá-lo em quadra por 38, 39 minutos por jogo”, completou.

Anúncios

Spurs (12-9) @ Clippers (9-13) – Que venha o Suns!

115X90

Jogando fora de casa, o San Antonio Spurs venceu neste domingo o Los Angeles Clippers pelo placar de 115 a 90 e chegou à sua terceira vitória consecutiva na temporada. Com a sequência, o time texano saltou para a sexta colocação na Conferência Oeste.

Duncan foi o grande nome da vitória do Spurs. (Foto por Harry How/Getty Images)

Novamente sem surpresa no quinteto inicial, Gregg Popovich mandou à quadra Tony Parker, Keith Bogans, Richard Jefferson, Tim Duncan e Antonio McDyess como titulares. Pelo Clippers, alinharam Sebastian Telfair, Eric Gordon, Al Thornton, Marcus Camby e Chris Kaman.

A partida começou equilibrada. Aos poucos, o San Antonio Spurs, comandado por Richard Jefferson e Tim Duncan, foi abrindo vantagem; os dois anotaram, respectivamente, sete e nove pontos apenas no primeiro período. Com isso, a equipe texana acabou o quarto inicial vencendo por 39 a 26.

Esse é o Jefferson que todos esperavam! (Foto por Andrew D. Bernstein/NBAE via Getty Images)

O segundo período começou com o Spurs jogando bem e mantendo a vantagem de dígitos duplos no marcador. Porém, pouco antes do final do quarto, o Clippers encaixou uma boa corrida para diminuir a diferença e descer para os vestiários perdendo por 66 a 56.

Gregg Popovich, porém, aproveitou o intervalo para acertar sua equipe. Na volta dos vestiários, o Spurs continuou tomando conta da partida e voltou a abrir vantagem no placar. Ao fim do período, DeJuan Blair acertou uma bandeja no estouro do cronômetro e colocou a equipe de San Antonio 13 pontos à frente no placar; 88 a 75.

No último quarto, o San Antonio Spurs mostrou maturidade não só para manter a dianteira do placar como para abrir ainda mais vantagem. Fim de jogo, Spurs 115 a 90.

Depois das três vitórias seguidas, o Spurs tem um adversário difícil pela frente; enfrenta o Phoenix Suns, fora de casa, nesta terça-feira. O Clippers volta à quadra ainda hoje; recebe o Washington Wizards.

Veja os melhores momentos da partida

Destaques da partida

San Antonio Spurs

Tim Duncan – 21 pontos e três rebotes

Richard Jefferson – 17 pontos, quatro rebotes e três assistências

Manu Ginobili – 17 pontos, três assistências e três rebotes

DeJuan Blair – 14 pontos e nove rebotes

George Hill – 11 pontos

Tony Parker – Dez pontos e sete assistências

Los Angeles Clippers

Baron Davis – 20 pontos, seis assistências, três rebotes e dois tocos

Chris Kaman – 19 pontos e dez rebotes

Al Thornton – 16 pontos, nove rebotes, duas roubadas de bola e dois tocos