Volta de Iverson ao Sixers é, no mínimo, divertida

O assunto Allen Iverson já estourou sua cota para todo o ano de 2010. Contudo, uma coisa não pode passar em branco. Sua volta ao Philadelphia 76ers foi algo memorável para todos que viram o auge e a decadência dessa grande figura do basquete mundial nos últimos anos. Eu sempre fui um daqueles entusiastas do basquete do Iverson, mesmo sabendo que no fundo ele era, e é, um grande fominha, um grande individualista, sem o mínimo espírito de grupo.

A.I sabe que seria bem recebido em sua volta, afinal, todos partem do princípio que “o bom filho à casa torna”. De fato ele voltou, foi recepcionado com muita festa e até beijou o símbolo dos Sixers estampado no chão do Wachovia Center. É claro que tudo isso faz parte de um grande ritual de “fazer média com a torcida”. Ainda assim, quem viu o auge desse jogador deve ter ficado emocionado.

Mas depois de tantos festejos em torno da volta do camisa #3, a pergunta que fica é: quão efetivo ele pode ser para esse time? Eu particularmente acredito que bastante. Claro que o Iverson de hoje não é nem sombra daquele jogador que um dia carregou praticamente sozinho uma equipe fraca a uma final da NBA. Ele vai ser um coadjuvante – pelo menos se espera que um jogador como ele, em decadência, se porte como um ajudante. Eventualmente ele terá seus modelos glória, fazendo cestas decisivas e deixando o público em êxtase completo. Mas ao meu ver, A.I tem que se comportar, fugir das encrencas e aceitar o peso da idade.

Se isso realmente acontecer, ele estará pronto para carregar o time da Philadelphia aos playoffs, talvez em oitavo… com muita sorte em sétimo. Caso contrário, o Sixers irá se afundar cada vez mais.  É claro que isso tem um lado bom – uma escolha ótima no próximo draft. Mas será que vale a pena? É uma duvida cruel: ir aos playoffs e ser eliminado na primeira rodada ou fazer uma campanha grotesca e trazer uma boa promessa para o ano que vem?

Anúncios

Sobre Bruno Pongas

Acompanha o San Antonio Spurs desde 1998, já escreveu para o Spurs Brasil de 2008 a 2012, criou o Destino Riverwalk e agora volta à velha casa para dar seus pitacos sobre o San Antonio Spurs.

Publicado em 08/12/2009, em Na linha dos 3. Adicione o link aos favoritos. 2 Comentários.

  1. Victor Moraes

    Nunca fui muito com a cara do Iverson, mas tenho que reconhecer que ele foi um dos grandes nomes da NBA moderna. Claro que ele não é mais aquele de 2001 (talvez ele mesmo ainda não tenha percebido isso), mas ainda pode ajudar bastante essa deprimente equipe do Sixers.

    Digamos que o Iverson faz parte do folclore da NBA, uns amam, outros odeiam. Falem mal mas falem de mim, já dizia o velho ditado. Pelo bem ou pelo mal, Iverson atrai mídia e move multidões. Boa sorte a ele.

  2. Guilherme Markus

    eu tbm nunca fui fã de seu basquete, muto fominha, muito individualista, até que vi um jogo quando ele ainda era do Denver, Spurs vs. Nuggets, o Spurs tava acho que uns 20 pontos na frente e dai botaram os muleke pra joga, e no último periodo ele viro o jogo, sozinho, fez 30ponto no quarto e deu 4 asistencias, ai virei fãzão dele! :D

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s