Arquivo diário: 08/12/2009

Volta de Iverson ao Sixers é, no mínimo, divertida

O assunto Allen Iverson já estourou sua cota para todo o ano de 2010. Contudo, uma coisa não pode passar em branco. Sua volta ao Philadelphia 76ers foi algo memorável para todos que viram o auge e a decadência dessa grande figura do basquete mundial nos últimos anos. Eu sempre fui um daqueles entusiastas do basquete do Iverson, mesmo sabendo que no fundo ele era, e é, um grande fominha, um grande individualista, sem o mínimo espírito de grupo.

A.I sabe que seria bem recebido em sua volta, afinal, todos partem do princípio que “o bom filho à casa torna”. De fato ele voltou, foi recepcionado com muita festa e até beijou o símbolo dos Sixers estampado no chão do Wachovia Center. É claro que tudo isso faz parte de um grande ritual de “fazer média com a torcida”. Ainda assim, quem viu o auge desse jogador deve ter ficado emocionado.

Mas depois de tantos festejos em torno da volta do camisa #3, a pergunta que fica é: quão efetivo ele pode ser para esse time? Eu particularmente acredito que bastante. Claro que o Iverson de hoje não é nem sombra daquele jogador que um dia carregou praticamente sozinho uma equipe fraca a uma final da NBA. Ele vai ser um coadjuvante – pelo menos se espera que um jogador como ele, em decadência, se porte como um ajudante. Eventualmente ele terá seus modelos glória, fazendo cestas decisivas e deixando o público em êxtase completo. Mas ao meu ver, A.I tem que se comportar, fugir das encrencas e aceitar o peso da idade.

Se isso realmente acontecer, ele estará pronto para carregar o time da Philadelphia aos playoffs, talvez em oitavo… com muita sorte em sétimo. Caso contrário, o Sixers irá se afundar cada vez mais.  É claro que isso tem um lado bom – uma escolha ótima no próximo draft. Mas será que vale a pena? É uma duvida cruel: ir aos playoffs e ser eliminado na primeira rodada ou fazer uma campanha grotesca e trazer uma boa promessa para o ano que vem?

Anúncios

Spurs (9-9) @ Jazz (12-8) – Terceira derrota seguida e a má fase continua…

101X104

Nem o mais pessimista torcedor do San Antonio Spurs poderia acreditar que a equipe ia enfrentar uma fase tão ruim durante a temporada 2009-2010 da NBA. Com a derrota de hoje para Utah Jazz, San Antonio emplaca seu terceiro resultado negativo de forma consecutiva e crava seu pior início de temporada dos últimos anos. Hoje, nem mesmo os 28 pontos de Matt Bonner (sua melhor marca na carreira) foram suficientes para salvar o time da péssima campanha.

Matt Bonner foi a grande estrela da noite pelo lado texano. Melhor marca da carreira com 28 pontos (Foto por Melissa Majchrzak/NBAE/Getty Images)

O pior de tudo é que quem assistiu ao jogo pôde acompanhar um filme parecido com aquele que passou no último sábado no AT&T Center, quando os texanos foram derrotados pelo Denver Nuggets. Hoje, como naquela oportunidade, a equipe conseguiu abrir larga vantagem durante a partida; contudo, na hora de mostrar a experiência e saber administrar o resultado, sucumbiu à pressão adversária – comandada nesta noite por Deron Williams.

Caros Boozer foi fundamental para triunfo do Jazz (Foto por Melissa Majchrzak/NBAE/Getty Images)

A tônica do jogo foi basicamente essa. San Antonio dominou o primeiro tempo, abriu 15 pontos de vantagem e foi para o descanso com uma vantagem confortável no marcador. Na volta, o Jazz jogou todo o basquete que sabe e acuou os texanos da melhor forma possível, deixando os comandados de Gregg Popovich sem chances para reagir. O Spurs ainda esboçou uma contra-reação, comandada por um inspirado Matt Bonner. Tal investida contra Utah deu certo, tanto que Bonner e companhia conseguiram virar o jogo durante alguns instantes. No entanto, a equipe falhou quando precisou matar o jogo; Boozer até deu uma mãozinha, desperdiçando dois lances livres cruciais, mas nem assim os comandados de Gregg Popovich conseguiram a vitória.

Depois de mais um revés decepcionante, San Antonio tem dois jogos teoricamente fáceis em casa para tentar voltar ao eixo. O primeiro é na quarta-feira, diante do promissor Sacramento Kings, e o segundo na sexta, diante do Charlotte Bobcats. O Utah Jazz, por sua vez, tem uma sequência difícil pela frente: pega o Los Angeles Lakers na quarta e o Orlando Magic na quinta-feira.

Vejam os melhores momentos da partida:


Destaques da Partida

San Antonio Spurs

Matt Bonner – 28 pontos e oito rebotes

Tim Duncan – 23 pontos e 11 rebotes

Tony Parker – 22 pontos e cinco assistências

Utah Jazz

Carlos Boozer – 27 pontos, sete rebotes e cinco assistências

Deron Williams – 17 pontos e 11 assistências

Mehmet Okur – 14 pontos e nove rebotes