Brasil x Porto Rico – Copa América – No sufoco, Brasil é campeão da Copa América

O Brasil conquistou o título da Copa América vencendo Porto Rico por 61 a 60, após um duro último quarto que foi decido na última tentativa de arremesso. Agora, a seleção pode alcançar alguma vantagem com o título  no sorteio das chaves para o Mundial, e o time se encontrará novamente no ano que vem para o Mundial na Turquia. Enquanto isso, decisões serão feitas pela confederação, como a permanência ou não do técnico Moncho Monsalve.

A seleção brasileira recebe a taça da Copa América (Foto por José Jiménez/FIBA)

A seleção brasileira recebe a taça da Copa América (Foto por José Jiménez/FIBA)

A partida iniciou tensa, com um festival de erros nos dois lados da quadra. Com uma bandeja e um chute de três, Marcelinho Huertas abriu 5 a 0, enquanto Porto Rico continuava com dificuldades para anotar pontos. Após a metade do período, o jogo ficou equilibrado e o primeiro quarto fechou em 19 a 13.

Os brasileiros mantiveram o bom ritmo no ataque  e uma defesa forte no segundo período. A vantagem brasileira chegou a pular para 16 pontos; porém, mesmo com o péssimo aproveitamento de 2/12 nos tiros de três pontos, os portorriquenhos conseguiram diminuir após metade do período. Com um tapinha certeiro de Angelo Reyes, a vantagem caiu para oito no estouro do cronômetro, ficando em 36 a 28.

Na volta do intervalo, o Brasil manteve a cabeça no lugar. Conseguiu ampliar a vantagem, chegando à metade do terceiro período  com 44 a 28, e, na defesa, continuou anulando os chutes de três do rival. Depois, Porto Rico voltou ao jogo e,  no último segundo do período, o ala Filiberto Rivera acertou uma bola de três de sorte, todo desequilibrado, diminuindo a diferença para 50 a 37.

A defesa de Porto Rico veio mais forte para o último quarto, dificultando as ações do ataque verde e amarelo. O ginásio quase explodiu quando Guillermo Diaz completou uma ponte aérea com uma enterrada espetacular. Nervoso nos minutos finais, o Brasil se desestabilizou no ataque, fazendo escolhas erradas diante da marcação pressionada dos anfitriões. Perto do final da partida, a arbitragem deu uma falta esquisita na saída de bola do Brasil, e Vassallo encostou em 61 a 60. Nos últimos ataques, Tiago Splitter errou o arremesso após o tempo técnico pedido por Moncho Monsalve, e Arroyo partiu veloz para o ataque, chutando de três pontos totalmente desequilibrado. A bola bateu no aro e não caiu, e os brasileiros fizeram a festa para o título da Copa América.

Barbosa e Splitter foram as principais peças para a vitória do Brasil sobre Porto Rico na final (Foto por Reuters)

Barbosa e Splitter foram as principais peças para a vitória do Brasil sobre Porto Rico na final (Foto por Reuters)

O Brasil conquistou o título com dez vitórias em 11 partidas. Na preliminar, a Argentina garantiu a medalha de bronze ao derrotar o Canadá por 88 a 73.

“A vitória não significa nada para mim, mas muito para eles, que deram tudo neste torneio com uma grande defesa, a nossa principal arma. A defesa não só vence partidas, mas torneios,” disse Moncho Monsalve após o jogo.

Brasil

Leandro Barbosa – 24 pontos

Tiago Splitter – 13 pontos e 9 rebotes

Porto Rico

Carlos Arroyo – 14 pontos

Sobre Glauber da Rocha

Estudante de Direito e torcedor do San Antonio Spurs desde 2007

Publicado em 07/09/2009, em Brasil, Copa América 2009, Resumo de Jogos. Adicione o link aos favoritos. Deixe um comentário.

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s