Brasil x Canadá – Copa América – Passaporte carimbado para Turquia em 2010

O ala-armador do Phoenix Suns salvou o brasil com grande atuação sobre o Canadá (Foto por Reuters)

O ala-armador do Phoenix Suns salvou o brasil com grande atuação sobre o Canadá (Foto por Reuters)

Em jogo acirrado, o Brasil conseguiu “matar” o Canadá, como queria o técnico Moncho Monsalve, pelo placar de 68 a 59, e conquistou a vaga para o Mundial, que será disputado na Turquia, em 2010, após a derrota do Uruguai para o Panamá por 83 a 77. A seleção não manteve as boas atuações que vinha apresentando, e os canadenses dificultaram bastante, pois precisavam da vitória pra se manterem bem na disputa pela vaga no Mundial.

Logo no início, o selecionado canadense tomou a frente no placar, com surpreendente atuação do ala-pivô Levon Kendall, que anotou 10 pontos nos sete primeiros minutos da partida. A seleção verde e amarela começou errando muito defensivamente, diferente dos últimos confrontos. O quarto também teve uma discussão entre Alex e o armador do Canadá Carl English. Os dois foram punidos com uma falta técnica. O único jogador que colocou a seleção brasileira no jogo foi Leandro Barbosa, que do placar ao final do primeiro período, 18 a 15, fez 15 pontos e conseguiu virar o placar sozinho.

No segundo quarto, a seleção brasileira voltou mais intensa e conseguiu encaixar sua defesa, parando o Canadá, que até metade do período anotou apenas sete pontos. Mas os canadenses não desistiram e continuaram a incomodar o time brasileiro.  Barbosa não conseguiu continuar seu bom primeiro tempo e ficou sem marcar neste quarto. A 24 segundos do intervalo, Splitter cometeu um erro no ataque e, ao trombar com Joel Anthony, foi ao chão sentindo uma torção do joelho esquerdo. Ele teve de deixar a quadra amparado pelos companheiros. O Brasil foi ao intervalo vencendo por 36 a 33.

Splitter se lesionou durante a partida, mas retornou ao jogo ao final da partida (Foto por José Jiménez/FIBA)

Splitter se lesionou durante a partida, mas retornou ao jogo ao final do jogo (Foto por José Jiménez/FIBA)

O pivô brasileiro não voltou com a equipe dos vestiários; em seu lugar, o ala-pivô Guilherme Giovannoni iniciou o segundo tempo como titular. Sem conseguir abrir no placar, Moncho Monsalve não lançou os reservas na quadra. A diferença da seleção brasileira chegou a nove pontos, mas permitiram que o Canadá anotasse sete pontos seguidos. O penúltimo quarto terminou com o Brasil à frente por 52 a 50.

No último quarto, a seleção melhorou a defesa e a coleta de rebotes, conseguindo manter o controle da partida. O pivô Tiago Splitter voltou à quadra, mesmo com o joelho machucado, no meio do quarto período, para alívio da torcida brasileira. Com isso, o Brasil conseguiu fechar a complicada partida contra o Canadá com vitória por 68 a 59.

Vejam os melhores momentos da partida:

Brasil

Leandro Barbosa – 31 pontos e 68,8% (11-16) nos arremessos de quadra

Marcelo Huertas – 10 pontos e cinco rebotes

Anderson Varejão – 8 pontos, sete rebotes e três bloqueios

Canadá

Levon Kendall – 12 pontos e sete rebotes

Joel Anthony – 10 pontos

Olu Famutimi – 10 pontos

Sobre Glauber da Rocha

Estudante de Direito e torcedor do San Antonio Spurs desde 2007

Publicado em 03/09/2009, em Brasil, Copa América 2009, Resumo de Jogos. Adicione o link aos favoritos. Deixe um comentário.

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.