Arquivo diário: 15/07/2009

Um outro olhar sobre Romel Beck

Esta semana, estamos de volta com nossa coluna Um Outro Olhar. Convidamos para participar dela hoje o torcedor do Cleveland Cavaliers Marcelo Urbano, que também é membro da equipe do site Cavs Brasil. A partir da próxima semana, teremos uma coluna totalmente reformulada e escrita por um novo membro do site. Aguardem. A equipe Spurs Brasil agradece a seus leitores.

Um outro Olhar sobre Romel Beck

Por Marcelo Urbano

Um nome que vem despertando curiosidade de todos nessa liga de verão é o do ala mexicano Romel Beck.  Romel Beck, que pelo segundo ano consecutivo tenta integrar-se a algum time da NBA, ficou conhecido mundialmente após um grande drible seguido de cesta em cima do astro Kobe Bryant, atual campeão da NBA pelo Los Angeles Lakers.

Uma  curiosidade sobre Romel Beck é que ele nasceu em Los Angeles, California (EUA), porém mais tarde  naturalizou-se mexicano. O início de sua  carreira foi na Croácia, onde jogou pelo KK Zadar. Também tentou seguir carreira na Itália, mas não teve muito sucesso. Depois disso, Beck passou a jogar por uma universidade Mexicana, e depois  pela universidade de Las Vegas, a UNLV. Foi em Las Vegas que ele atraiu o interesse do norte-Americano Nolan Richardson, técnico mexicano da época.

Em 2007, no campeonato classificatório para as olimpíadas de 2008, em Las Vegas, Beck destacou-se jogando pelo Mexico, e atraiu olheiros norte americanos.  Nesse campeonato, além do lance em cima de Kobe Bryant, Beck conseguiu a excelente média de 20 pontos por jogo.

Na liga de verão do ano passado – 2008 – Beck jogou pelo Cleveland Cavaliers. Nas cinco partidas que disputou pelo Cleveland, o time foi derrotado, mas Beck teve um bom desempenho –  em 21 minutos jogados, ele conseguiu dez pontos por jogo e um aproveitamento de quadra e da linha dos três pontos invejável.  Seu aproveitamento em quadra foi de 54%, e o da linha dos três pontos foi de 66%. Apesar de todos esses números, Beck não teve chance na equipe do Cleveland Cavaliers.

A meu ver, Beck é um jogador que pode muito bem fazer parte do elenco de algum time da NBA. Não é jogador para participar efetivamente da rotação de uma equipe em busca de um título, mas pode ser utilizado como opção para a substituição de algum jogador, caso alguém da equipe venha a se contundir. Pode ter seus minutos e contribuir para a equipe com seu instinto ofensivo e chutes certeiros de média e longa distância. Na equipe do San Antonio Spurs, não vejo muito espaço para Romel Beck cumprir este papel,  pois a posição de ala/armador está bem preenchida com Manu Ginobili, Roger Mason e o veterano Michael Finley. Mas Beck é um jogador que, no Spurs, poderia evoluir ainda mais, e, quem sabe um dia, fazer parte efetiva de alguma equipe da NBA.

Twitter de Romel Beck: http://twitter.com/beck32

Anúncios

Interativo – Spurs @ Nuggets – Las Vegas Summer League

Melhores Momentos de Spurs @ Nuggets – 14/07/2009

Siga o Spurs Brasil também no Twitter. Clique aqui!

Participe da nossa comunidade oficial no Orkut. Clique aqui!

Spurs @ Nuggets – Las Vegas Summer League

78X76Denver Nuggets

O San Antonio Spurs conseguiu sua segunda vitória na Liga de Verão de Las Vegas jogando contra o Denver Nuggets, em uma partida em que o time texano alternou  bons e maus momentos.

O GM R.C. Buford (esquerda) e o dono do Spurs Peter Holt foram a Las Vegas só pra ver os jovens na Liga de Verão (Foto por  Tom Reel/Express-News)

O GM R.C. Buford (esquerda) e o dono do Spurs Peter Holt foram a Las Vegas só pra ver os jovens na Liga de Verão (Foto por Tom Reel/Express-News)

O Spurs começou arrasador, conseguindo nos seis minutos iniciais uma bela vantagem de 16 a 6 no placar, mas o Nuggets conseguiu reagir com uma sequência de 1 a 8, terminando o primeiro quarto encostado na pontuação. No segundo período, o Denver conseguiu a dianteira do placar com uma grande atuação do armador Cony Karl, que anotou 11 pontos, indo ao intervalo vencendo por 33 a 39.

Na volta do intervalo, os dois times se alternaram na liderança do placar, mas o Nuggets, ao final do terceiro quarto, continuou à frente do placar, com 52 a 57. No último quarto, o Spurs começou uma grande reação liderada pelo ala mexicano Romel Beck, que anotou dez pontos no período, conseguindo assim virar a partida e garantir o placar de 78 a 76.

O ala-pivô DeJuan Blair foi poupado desta partida, pois a comissão técnica  já viu na última partida o que ele pode fazer e queria testar outros jogadores de garrafão, como Ian Mahinmi e James Gist. O time texano também quer saber como reage o joelho de Blair, que é famoso por não ter o ligamento cruzado, antes de colocá-lo para jogar sua segunda partida.

O pivô Ian Mahinmi, após uma primeira partida apagada, conseguiu uma atuação sólida, mas cometeu muitas faltas durante a partida. O armador George Hill e o ala Malik Hairston continuaram tendo boas atuações. A decepção continua com o draftado desse ano, o ala-armador Jack McClinton, que atuou apenas dez minutos, errando as duas tentativas de arremesso que fez e distribuindo quatro assistências.

Mais uma vez, o ala mexicano Romel Beck surpreendeu com uma boa atuação na liga de verão, buscando uma chance depois de jogar a temporada passada na D-League pelo Dakota Wizards. O ala brasileiro Marcus Vinícius, o Marquinhos, que jogou pelo Pinheiros na NBB, atuou apenas um minuto no final do primeiro quarto, cometendo uma falta. O rápido armador do Nuggets Ty Lawson, que foi adquirido em troca com o Minnesotta Timberwolves, não acertou nenhum de seus sete arremessos, sendo muito bem marcado por Hill.

Destaques da partida

San Antonio Spurs

Malik Hairston – 17 pontos e 63,6% (7-11) nos arremessos de quadra

George Hill – 16 pontos e 41,6% (5-12) nos arremessos de quadra

Romel Beck – 14 pontos e 54,5% (6-11) nos arremessos de quadra

Ian Mahinmi – 12 pontos, 16 rebotes, 10 faltas e dois bloqueios

Denver Nuggets

Coby Karl – 19 pontos, 85,7% (6-7) nos arremessos de quadra e 75% (3-4) nos arremessos de três pontos

Ronald Dupree – 13 pontos

Richard Hendrix – 11 pontos e seis faltas

Sonny Weems – cinco pontos, nove rebotes, seis faltas e seis perdas de posse e 12,5% (2-16) nos arremessos de quadra.

Siga o Spurs Brasil também no Twitter. Clique aqui!

Participe da nossa comunidade oficial no Orkut. Clique aqui!

Mahinmi gera expectativas no Spurs

A participação de Ian Mahinmi nesta Liga de Verão gera enormes expectativas por parte do Spurs e também do próprio jogador, que tenta mostrar o seu valor e finalmente ganhar espaço na equipe.

Desempenho na Summer League pode definir o futuro de Mahinmi. (Foto por Douglas C. Pizac)

O francês foi selecionado na 28ª escolha do draft de 2005, e permaneceu jogando na França até 2007, quando veio aos Estados Unidos integrar o elenco do Spurs. Foram apenas seis jogos e médias discretas de 3,5 pontos e 0,8 rebotes em apenas 3,8 minutos por partida. Então, facabou enviado para a liga de desenvolvimento. Por lá, o pivô se saiu muito bem, e, em 2008, teria novamente oportunidade em San Antonio, mas uma lesão em seu tornozelo acabou tirando-lhe esta chance. O treinador Gregg Popovich ficou decepcionado: “Nós queriamos ver como ele reagiria com aquilo que nós tivemos. E ainda não sabemos”, completou.

A equipe texana confiou no potencial de Mahinmi e renovou seu contrato por mais um ano, e agora, em 2009, pode ser a última chance do pivô. E tudo começa nesta liga de verão. O assistente Don Newman, que comanda a equipe nesta liga, declarou: “Queremos que ele mostre que pode ser um dos grandes desta organização”.

Mahinmi trambém mostrou-se ansioso em poder jogar. “Eu tenho esperado por isso a um longo tempo”, comentou. Ele também mostrou-se chateado pela situação que o impossibilitou de jogar antes pelo Spurs: “Eu sabia que eles queriam que eu jogasse, para mostrar o que eu posso fazer. Eu também não queria que fosse tão ruim.”

Mas o francês ainda demostrou otimismo quanto ao futuro. “Eu sou ainda jovem, tenho apenas 22 anos”, lembrou o atleta. “Há uma longa carreira pela frente, espero que com os Spurs. Tudo o que posso fazer é ir lá e trabalhar duro, e mostrar o que posso fazer.”

O San Antonio Spurs tem até o dia 31 de outubro para optar por extender o contrato de Mahinmi para a temporada 2010/2011; do contrário, ele se tornará um agente livre ao final da próxima temporada. Lembrando que o francês não poderá mais jogar pela Liga de Desenvolvimento, por ter atuado lá por dois anos, limite de tempo que os jogadores podem permanecer na chamada D-League.