Arquivo diário: 12/07/2009

Spurs @ Hornets – Las Vegas Summer League

92X86New Orleans Hornets

O San Antonio Spurs vence neste domingo o New Orleans Hornets por 92 a 86 em sua estréia na Liga de Verão de Las Vegas.

Hill começou arrasador sua participação neste ano na Liga de Verão em Las Vegas(Foto por Garrett W. Ellwood/NBAE via Getty Images)

Hill começou arrasador sua participação neste ano na Liga de Verão em Las Vegas (Foto por Garrett W. Ellwood/NBAE via Getty Images)

A equipe texana começou com uma surpresas na equipe titular; o ala-pivô James Gist, draftado no ano passado, começou a partida entre os titulares, deixando o badalado novato DeJuan Blair no banco. Além de Gist, Hill, McClinton, Hairston e Mahinmi iniciaram a partida.

Os jovens Spurs sofreram um pouco com a inexperiência e com a falta de ritmo de jogo logo no primeiro quarto; diversos jogadores se penduraram nos primeiros minutos da partida. Com isso, pudemos ver em ação um maior número de atletas.

No segundo tempo, a equipe texana melhorou bastante seu jogo, e, com um começo de terceiro quarto fulminante, tomou a liderança da partida, se manteve no jogo até o fim e sacramentou a vitória nos instantes finais.

Jogo contou com uma árbitra, Metta Roberts. Copyright 2009 NBAE (Photo by Garrett W. Ellwood/NBAE via Getty Images)

Jogo contou com uma árbitra, Metta Roberts. (Foto por Garrett W. Ellwood/NBAE via Getty Images)

Do lado dos Spurs, o grande destaque foi o armador George Hill, um “veterano” nessa equipe. Foram 25 pontos, quatro rebotes e três assistências. Além dele, fizeram grande partida os outros dois jogadores que devem fazer parte do elenco profissional do time: o ala Malik Hairston, com 16 pontos, e o ala-pivô DeJuan Blair, que, além de 13 pontos, confirmou sua fama de bom reboteiro pegando dez rebotes.

Me decepcionaram as atuações do armador Jack McClinton, com apenas dois pontos e dois rebotes, do ala-pivô titular James Gist, com quatro pontos e três rebotes, e do pivô Ian Mahinmi, que, apesar dos oito pontos e quatro rebotes, exagerou no número de faltas.

A grata surpresa ficou por conta do ala Romel Beck, que anotou 13 pontos e pegou três rebotes. Em situação oposta, o armador Nando de Colo e o ala brasileiro Marquinhos nem sequer tiveram a oportunidade de entrar em quadra.

Do lado dos Hornets, destaque para os armadores Darren Collison e Marcus Thornton e para o ala Julian Wright; se tiverem chances na temporada regular, são jogadores para serem observados de perto.

Essa jovem equipe do San Antonio Spurs volta à quadra na terça, quando enfrenta a representação do Denver Nuggets também pela Liga de Verão de Las Vegas.

Destaques da partida

San Antonio Spurs

George Hill – 25 pontos, quatro rebotes, três assistências, 100% (11-11) de aproveitamento nos arremessos livres e quatro perdas de posse

Malik Hairston – 16 pontos e 100% (2-2) de aproveitamento nos arremessos de três pontos

DeJuan Blair – 13 pontos e 10 rebotes

Romel Beck – 13 pontos e três rebotes

New Orleans Hornets

Marcus Thornton – 22 pontos, seis rebotes e duas roubadas

Darren Collison – 19 pontos, seis assistências, cinco rebotes e 100% (7-7) de aproveitamento nos arremessos livres

Julian Wright – 15 pontos, sete rebotes, três tocos e duas roubadas

Siga o Spurs Brasil também no Twitter. Clique aqui!

Participe da nossa comunidade oficial no Orkut. Clique aqui!

Anúncios

Esquema tático foi atrativo para Spurs trazer McDyess

Não é segredo para nenhum fã do San Antonio Spurs que o grande desejo da franquia dentre os agentes livres disponíveis neste momento na NBA era o ala-pivô Rasheed Wallace, que recentemente acertou contrato com o Boston Celtics. A contratação de Antonio McDyess, jogador da mesma posição de Wallace, através do mercado de jogadores sem contrato, no entanto, é muito comemorada por diretores e pela comissão técnica do time. O jogador, apesar de ser segunda opção, é desejo antigo dos comandantes da franquia ,e precisou ser convencido das vantagens de atuar no Spurs ao longo das negociações.

Sabendo do desejo do Spurs por Rasheed, McDyess ouvira propostas de alguns outros times da liga e, segundo o general manager RC Buford, estava prestes a fechar com outra equipe da NBA quando recebeu a abordagem dos texanos. E, apesar de muitos afirmarem que a escolha do jogador foi feita pelo lado financeiro, Buford afirmou que a contratação aconteceu pelo fato de o ala-pivô ser franco admirador das táticas usadas pelo treinador Gregg Popovich.

“Quando começamos a conversar com Antonio, achávamos que ele estava muito distante. Insistimos muito e lhe apresentamos um belo projeto. Ao analisar melhor nossa proposta, ele nos revelou que as táticas de quadra do time eram um grande atrativo”, afirmou Buford. “Seu estilo de jogo, segundo ele mesmo disse, se encaixa perfeitamente com o do Spurs, e ele acha isso formidável. Além, é claro, de ser um grande admirador do nosso treinador” – completou.

E, aos poucos, o jogador começa a se entrosar com o time. Após assinar contrato na última sexta-feira, McDyess já treinou com seus novos colegas e acompanhou alguns treinamentos de campo realizados por jogadores mais jovens, como o armador George Hill e o novato ala DeJuan Blair. Na rotação de quadra da franquia de San Antonio, o novo jogador do time deverá ser, em um primeiro momento, reserva imediato do astro Tim Duncan. Cogita-se também a possibilidade de McDyess disputar posição com Matt Bonner, pivô titular em toda a última temporada.