Arquivo diário: 09/07/2009

Destino de Gooden segue indefinido

Após assinar contrato com o veterano ala Antonio McDyess, o San Antonio Spurs agora passará a dar atenção a outro caso que a equipe vinha analisando desde o final da última temporada: a permanência do também ala Drew Gooden. O jogador, que chegou ao time em meados de fevereiro, após ser dispensado pelo Sacramento Kings, teria revelado para amigos que, apesar do seu desejo de permanecer no Texas, teria ficado desagradado com a contratação de um jogador que atua em sua posição.

Chegadas de McDyess e Blair deixaram Gooden quase fora do Spurs; situação do ala, no entanto, segue sem definição.

“Ele [Gooden] não ficou tão satisfeito”, afirmou uma pessoa próxima ao jogador, que se manteve anônima. “Havia a possibilidade grande de ele assinar uma renovação dentro dos parâmetros da equipe, levando em conta a excessão salarial que o Spurs tem. Não vou dizer que ele sairá de San Antonio, mas hoje sua situação é muito mais indefinida do que na semana passada”.

A diretoria texana, no entanto, parece despreocupada com a situação em questão. A falta de franquias dispostas a pagar os valores exigidos pelo jogador pode acabar fazendo com que o mesmo permaneça em San Antonio por um valor abaixo do que deseja receber. Gooden já revelou em entrevistas que, caso tenha que receber menos do que acha justo, ficará no Spurs para buscar um anel de campeão.

Fontes próximas ao gerente-geral RC Buford afirmam que Gooden está descartado desde que o novato DeJuan Blair foi selecionado no último recrutamento de calouros por Gregg Popovich e sua comissão técnica. Blair é visto como jogador com muito futuro e deverá ser a terceira peça na rotação dos alas-pivôs, atrás de Tim Duncan, titular absoluto, e McDyess. A situação em questão deve ser definida no máximo em duas semanas, afirmam especialistas que acompanham a equipe.

Anúncios

Na linha dos 3 – O que muda com McDyess

Após muita especulação durante a última semana, e após perder Rasheed Wallace para o Boston Celtics, o San Antonio Spurs chegou a um acordo com  o pivô Antonio McDyess. O contrato firmado tem duração de dois anos, e o jogador receberá 5,8 milhões por temporada. Mas o que isso muda na equipe? Qual será o impacto da chegada de McDyess ao Spurs?

https://i0.wp.com/www.ugplay.com/Random/antoniomcdyess.jpg

Todos os principais candidatos ao títulos se reforçaram: Lakers perdeu Trevor Ariza mas conta com a chegada de Ron Artest, o Cleveland Cavaliers trouxe Shaquille O’Neal sem perder nenhuma peça importante, o Boston Celtics assinou com Rasheed Wallace através da free agency e o Orlando Magic trouxe Vince Carter em uma troca com o New Jersey Nets. Dentro de uma NBA em que os favoritos ficaram ainda mais fortes, a chegada de um jogador do calibre de Dyess era extremamente necessária para manter a equipe na luta pelo anel. Apenas a chegada de Richard Jefferson poderia não ser o bastante, principalmente pela ausência de jogadores de qualidade para o garrafão. Agora, sem dúvida, a equipe do Texas volta a figurar na lista de favoritos.

O jogador, prestes a completar 35 anos, vem de uma sólida temporada em que anotou médias de quase dez ponots e dez rebotes em 30 minutos por jogo. Em San Antonio ele deverá atuar menos tempo, até mesmo para evitar o desgaste excessivo. A principal contribuição de McDyess será defensiva, principalmente nos rebotes, setor que a equipe deixou a desejar na última temporada. Ofensivamente, apesar de não chegar a ser genial, ele irá contribuir muito nos rebotes ofensivos e pontuando com arremessos próximos ao garrafão, sua principal arma.

Acredito que a dupla titular no garrafão deve continuar sendo Duncan e Bonner, com Dyess vindo do banco, como inclusive é sua preferência. Mas como muitos especialistas dizem, os reais titulares não são aqueles que iniciam e partida, e sim aqueles que terminam, e o veterano se encaixará nessa situação.

O recém-draftado DeJuan Blair e o francês Ian Mahinmi também deverão entrar na rotação de garrafão e ganhar alguns minutos, principalmente na desgastante temporada regular, onde os jogadores mais experientes deverão ser poupados em muitos momentos.

McDyess era um sonho antigo da diretoria texana e agora finalmente irá atuar com a camisa prata e preta. Os torcedores com certeza podem comemorar o reforço, pois irão ver em quadra um grande profissional, muito bom técnicamente e com muita garra em busca do primeiro título em seus 13 anos de NBA.