Arquivo diário: 30/04/2009

Negócios começam em San Antonio

Após ser eliminado na primeira rodada da pós-temporada na série ante o Dallas Maverics, o San Antonio Spurs começa a se movimentar para reforçar seu plantel, visando uma próxima temporada melhor do que foi a atual, marcada por contusões e incostância. As duas primeiras negociações das quais a equipe deve participar envolvem o veterano ala Michael Finley e o ala-pivô Drew Gooden. Em ambos os casos, as conversas devem ser exaustivas.

Finley ainda tem dúvidas se dará continuidade à carreira (yahoo.com)

Finley (.esq) marca Josh Howard nos playoffs. Jogador ainda tem dúvidas se dará continuidade à carreira (yahoo.com)

Finley, atualmente com 36 anos, tem vínculo com a franquia do Texas até julho deste ano. Seu contrato, no entanto, conta com uma cláusula que permite a renovação automática por mais uma temporada, com vencimentos de US$ 2,5 milhões. A motivação do ala, entretanto, não é das maiores quando se toca no assunto.

“Não sei ainda o que vou fazer”, disse Finley ao ser questionado se continuaria na NBA. “Tenho algumas alternativas, entre elas me aposentar. Preciso pensar com calma e analisar a situação. Se continuar na NBA, devo ficar por aqui [em San Antonio], mas pode ser que eu vá para a Europa passar um ano por lá antes de me retirar. Não tenho nada decidido ainda”.

Gooden, por sua vez, procurará o melhor para o lado financeiro (yahoo.com)

Gooden, por sua vez, procurará o melhor para o lado financeiro (yahoo.com)

Se com Finley o grande problema parece ser uma possível tendência do atleta em se aposentar, o caso de Gooden parece um pouco mais complicado. Recém-chegado ao Spurs, o jogador tem contrato com valor baixo e que vence também em julho próximo. Sua idéia, no entanto, é conseguir um contrato de duração mediana e que lhe pague o valor que recebia antes de ser dispensado pelo Sacramento Kings, em meados da temporada que vai terminando.

“Poderei testar o mercado, buscar peixes em outras águas”, metaforizou o ala-pivô. “Gostei muito de atuar no Spurs, mas não sei se os valores serão compatíveis. Meu desejo é ficar, mas ainda não sei como serão as coisas. As negociações devem começar em breve. Com o Spurs e com outros times, quem sabe”.

Rasheed nunca pediu para ser mandado embora

Segundo dirigente, Rasheed mantém boas relações com o Pistons

Segundo dirigente, Rasheed mantém boas relações com o Pistons

Cotado como um dos possíveis reforços do San Antonio Spurs para a próxima temporada, o ala-pivô Rasheed Wallace, atualmente jogador do Detroit Pistons, foi citado nesta quinta-feira pelo presidente de operações da equipe do Michigan, Joe Dumars, durante uma coletiva de imprensa concedida pelo executivo para justificar a má fase de sua franquia, varrida pelo Cleveland Cavaliers na primeira rodada da pós-temporada do Leste.

Ao falar de Wallace, o ex-jogador e atual mandatário do Pistons não garantiu nenhuma vez que o experiente ala-pivô seguirá no Michigan nas próximas temporadas. No entanto, Dumars negou que Sheed, como é conhecido, tenha pedido para ser dispensado do time e que o mesmo se apresenta insatisfeito jogando no Pistons.

“Nunca ouvi nada de Rasheed sobre uma possível saída para outro time”, disse Dumars. “Sempre tivemos uma ótima relação e acho que o Pistons fez muito bem para ele, e há consciência deste fato por parte dele. Não posso garantir que ele ficará conosco nas próximas temporadas, mas garanto que ele nunca pediu para ser mandado embora”.

Wallace tem contrato expirante e, segundo diversas fontes que acompanham o general manger do Spurs, RC Buford, já existem negócios avançados entre as duas partes. O contrato oferecido ao veterano seria de uma ou duas temporadas, pelo valor da mid-level exception, que permite times que estão acima de seu limite salarial contratem agentes livres.

Spurs vs. Mavericks – Playoffs 2009 – Jogo 5

Melhores Momentos de Spurs vs. Mavericks – Jogo 5 – 28/04/2009

Top 5 da Rodada de 28/04/2009

Entrevistas após a partida com o técnico Gregg Popovich, Tim Duncan, George Hill e Ime Udoka

Coletiva de imprensa no dia após a eliminação com o técnico Gregg Popovich, Bruce Bowen, Drew Gooden, Roger Mason Jr. e Michael Finley