Coelho desse mato? Nem pensar!

O Texas abriga neste meio de abril uma das melhores séries das oito em melhor de sete jogos que estão sendo jogadas pela primeira rodada da pós-temporada da NBA. Falo do duelo entre os arqui-rivais San Antonio Spurs e Dallas Mavericks, que começou no último sábado a ser jogado. Nesta terça-feira que vos escrevo, temos jogados dois duelos, ambos em San Antonio, e cada uma das franquias soma uma vitória, o que concede ao Mavericks vantagem que antes do primeiro jogo era do Spurs – cenário típico de séries que são emocionantes.

De um lado, temos o esquadrão do Spurs, buscando o pentacampeonato sem a presença do importantíssimo ala-armador Manu Ginobili, lesionado até o início da próxima temporada. Se o argentino é desfalque certo para toda a pós-temporada, o reforço do ala-pivô Drew Gooden soa como um misto de alívio e esperança para os torcedores da franquia. A experiência do também ala-pivô Tim Duncan, a temporada excepcional do armador Tony Parker e a competência do treinador Gregg Popovich são as principais armas do San Antonio para avançar à segunda rodada.

Já em Dallas o entusiasmo é grande após a quebra do mando de quadra obtida com a vitória no primeiro jogo. Desacreditados em boa parte da temporada, os jogadores do Mavericks buscam nesta primeira série algo mais do que a classificação: buscam também a redenção e a afirmação perante adversários e torcedores. Para isso, contam com a técnica do ala-pivô Dirk Nowitzki, a experiência do armador Jason Kidd e os pontos dos ótimos alas Jason Terry e Josh Howard. O banco do time ainda conta com os bons Jose Juan Barea e Brandon Bass, armador e ala respectivamente, que foram decisivos no duelo pelo Dallas vencido.

Com tantos ingredientes, que fazem desta série uma das melhores desta primeira rodada da pós-temporada, pode até soar como loucura dizer que acho que nenhum dos dois times é considerado favorito nem para ganhar o título do Oeste e muito menos o da NBA. Mas essa é a minha opinião. Penso que, apesar da grandiosidade que envolve o duelo, e dos grandes jogadores – e treinadores também, por que não? – envolvidos, nenhuma das franquias em questão deverá fazer disputa parelha com os grandes favoritos Los Angeles Lakers e Cleveland Cavaliers.

Enquanto as duas favoritas seguem a todo o vapor em busca da grande final, o Mavericks e o Spurs passam a figurar apenas como segundo plano nessa disputa. A falta de Manu faz o time de San Antonio cair muito de nível, e, com o passar do tempo, essa ausência passará a ser mais sentida, tornando-se em breve, a meu ver, insuportável. Já nossos rivais de Dallas não possuem um elenco constante, que realiza boas partidas sempre. Seu esquema não encaixa com os de Lakers e Cavaliers e por isso acho realmente difícil que eles busquem o algo mais.

Ou seja, apesar da grandiosidade da série e das estrelas nela envolvida, desse mato não sairá coelho. Não será nesse ano que o campeão sairá do Texas.

PS: como deve ser bom morar no Texas, não? Nada mais nada menos do que dez jogos dessa primeira rodada poderão ser disputados lá (caso a série do Spurs e também a entre Houston Rockets e Portland Trail Blazers cheguem ao jogo sete).

Sobre Leonardo Sacco

É jornalista formado pela Faculdade Cásper Líbero. Cravou a opção pelo jornalismo no estouro do cronômetro, quando criou o Spurs Brasil em uma madrugada de domingo para segunda. Escreve para o Yahoo! Esportes e dá seus pitacos no @leosacco.

Publicado em 21/04/2009, em Na linha dos 3. Adicione o link aos favoritos. Deixe um comentário.

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.