Arquivo diário: 09/04/2009

Interativo – Spurs vs. Blazers – Temporada Regular

Melhores Momentos de Spurs vs. Trail Blazers – 08/04/2009

Top 10 da Rodada de 08/04/2009

O que fazer para a próxima temporada?

brunolinha3kv51

Ano ímpar, time jogando bem, chegada de Drew Gooden e boa expectativa nos playoffs permeavam o pensamento do torcedor do San Antonio Spurs quanto à temporada 2008/2009. Todo esse entusiasmo, no entanto, caiu por água abaixo na terça-feira, quando o departamento médico texano declarou o fim da temporada para o argentino Manu Ginobili.

Para completar a maré de azar, unida ao péssimo mês de março, os outros dois astros da equipe vêm com problemas constantes e preocupam o técnico Gregg Popovich: Tim Duncan tem sofrido com dores no joelho, enquanto Parker – que já ficou alguns jogos na temporada no estaleiro – também parece sofrer com o desgaste de ter que carregar a equipe nas costas durante o ano.

O panorama é assustador para nós torcedores, pois a Conferência Oeste desse ano é uma das mais fortes que eu já vi desde que comecei a acompanhar a NBA. Deixando de lado o Los Angeles Lakers – que para mim está um nível acima dos outros times – o resto é praticamente igual e todos têm chances de brigar para alcançar a grande final. Para completar, o Spurs, que antes era segundo colocado com autoridade, já perdeu a posição para o Denver Nuggets e vem sendo constantemente ameaçado por Houston Rockets e Portland Trail Blazers.

Para os pessimistas de plantão – grupo no qual atualmente me incluo – o adeus à temporada 2008/2009 é iminente. Talvez a força do elenco consiga carregar o time a duras penas até a segunda rodada dos playoffs; contudo, a partir daí deverá ser difícil almejar voos mais distantes, infelizmente. Quem é torcedor fervoroso e já está pensando no próximo ano da liga, vejo algumas alternativas interessantes para formar uma equipe ainda melhor.

A chegada de Tiago Splitter

O conturbado negócio com o argentino Luis Scola mostrou que conversas com o TAU Cerámica parecem difíceis. No entanto, o brasileiro Tiago Splitter já demonstrou interesse em vir atuar em San Antonio e deve reforçar o elenco na próxima temporada. Drew Gooden chegou e ajudou a fortalecer o defasado setor para esse ano. Tim Duncan, no entanto, já está ficando velho e notoriamente não goza do físico de alguns anos atrás. Sendo assim, a chegada do brasileiro seria um prato cheio para o treinador Gregg Popovich e para os torcedores do Spurs.

A saúde do elenco

É visível que esse ano, apesar de ser ímpar e contar com todo um misticismo ao seu redor, foi terrível quando se fala de problemas físicos. Os três astros da equipe – Duncan, Parker e Manu – passaram algum período da temporada fora de combate, o que prejudicou bastante a campanha dos texanos. Para a temporada que vem, é importante deixar os atletas 100% para atuar, e, principalmente, curar o argentino Manu Ginobili, que vem em uma inegável maré de azar.

Reforços?

Se formos para a guerra com o que está aí já está ótimo! Entretanto, é consenso da maioria que o time ainda precisa de alguns reforços. O setor mais defasado da equipe no momento é a ala. Bruce Bowen de longe lembra o marcador implacável de outras temporadas, e Ime Udoka é razoável – jogador para completar elenco apenas. No mais, os outros atletas que atuaram por ali esse ano foram improvisados. Ou seja, algum ala tem que chegar, seja ele via troca ou via draft.

Fator George Hill

O armador George Hill chegou esse ano e logo de cara se mostrou excelente jogador. No entanto, com o passar do meses, ele foi caindo de rendimento e, nos últimos jogos sequer jogou minutos relevantes, o que obrigou o treinador a reativar o veterano contestado, Jacque Vaughn. É evidente que o jovem jogador precisa evoluir e mostrar que possui capacidade para continuar no San Antonio Spurs. Particularmente, eu acredito no potencial do garoto; creio que, no ano que vem, com um ano de experiência no currículo sob a tutela do francês Tony Parker, Hill possa vir com tudo e substituir o francês sem deixar o desempenho do time cair.

É isso, caro leitor do Spurs Brasil. Sei que ainda é cedo para fazer prognósticos referentes à próxima temporada, mas se nosso barco afundar nesses playoffs, pelo menos já temos com que nos animar: o ano que vem promete!

Vai-e-vem de novatos da D-League

brunonoticiaspa35

Willians em jogo pelo Austin Toros; a NBA conta com 75 jogadores que já passaram pela D-League

Williams em jogo pelo Austin Toros; a NBA conta com 75 jogadores que já passaram pela D-League

O San Antonio Spurs anunciou nesta quarta-feira a dispensa do ala Malik Hairston e o contrato com Marcus Williams – também ala. É a 20ª vez na temporada que os texanos usam desse recurso para adicionar alguma coisa à equipe.

Marcus Williams foi draftado pelo Spurs na segunda rodada do último recrutamento e pouco agradou na pré-temporada. No Austin Toros, no entanto, Williams conseguiu bons números: 23.0 pontos, 7.0 rebotes, 5.3 assistências e 1.7 roubos de bola por partida. O jogador também foi escolhido para disputar o All-Star Game do torneio, que aconteceu paralelamente ao ASG da NBA. Sei que de nada vai adiantar, mas boa sorte, Williams!

Spurs (50-28) vs. Blazers (50-28) – A bruxa está solta!

brunoresumoai0

83X95

Para completar a má fase do San Antonio Spurs, que inclui péssimos jogos no mês de março e a contusão que tirou Manu Ginobili da temporada, a equipe perdeu agora há pouco para o Portland Trail Blazers, mesmo jogando em casa. Com a derrota, o Spurs vê o time do Oregon com a mesma campanha e já tem o terceiro lugar na conferência ameaçado.

Popovich reúne atletas em pedido de tempo; derrota foi inevitável (Photo by D. Clarke Evans/NBAE via Getty Images)

Popovich reúne atletas em pedido de tempo; derrota foi inevitável (Foto por D. Clarke Evans/NBAE via Getty Images)

Quem acompanhou só o primeiro quarto da partida deve ter se animado, pois San Antonio dominou amplamente o jogo naquele momento; errou pouco e atuou com um excelente jogo em conjunto. No segundo período, no entanto, foi a vez do Blazers mostrar sua força e descontar a vantagem que havia sido aberta anteriormente. Ao final do primeiro tempo, o marcador apontava apenas dois pontos de vantagem para os donos da casa.

Roy deu tocasso em Mason no complemento da jogada (Photo by D. Clarke Evans/NBAE via Getty Images)

Roy deu tocasso em Mason no complemento da jogada

Na volta do intervalo, o equilibrio passou a reinar no duelo. Ainda assim, Brandon Roy e companhia conseguiram se destacar e ir para o quarto derradeiro com uma pequena vantagem. No último período, a juventude e força do Blazers falaram mais alto, equipe quee, visivelmente melhor fisicamente, conseguiu arrancar para vencer o embate.

Com o novo revés, os comandados de Gregg Popovich tentam se recuperar no difícil jogo contra o Utah Jazz, na sexta-feira. Já o Portland, que está cada vez mais perto dos líderes da conferência, busca ampliar sua boa sequência contra o Los Angeles Lakers, também na sexta.

Destaques da Partida

San Antonio Spurs

Roger Mason Jr – 18 pontos e quatro assistências

Tony Parker – 17 pontos e sete assistências

Michael Finley – 11 pontos

Portland Trail Blazers

Brandon Roy – 26 pontos e seis assistências

LaMarcus Aldridge – 20 pontos e seis rebotes

Travis Outlaw – 12 pontos