Arquivo diário: 28/03/2009

Spurs (48-24) @ Hornets (44-27) – Temporada regular

Pré-Jogo – San Antonio Spurs @ New Orleans Hornets – Temporada Regular

Local: New Orleans Arena

Data: 29/03/2009

Horário: 21:00 (Horário de Brasília)

Situação do jogo

Empolgada com a sequência de três vitórias consecutivas e com o retorno do ala-armador Manu Ginobili, a equipe do San Antonio Spurs tem um difícil confronto pela frente. Trata-se da equipe do New Orleans Hornets, que, após duas derrotas, encontra-se na sétima colocação da Conferência Oeste; a título de curiosidade, Spurs x Hornets se enfrentariam nos playoffs caso a temporada regular acabasse hoje.

Série na temporada (1-1)

17/12/2008 – Spurs 83 x 90 Hornets

Após um primeiro quarto fraquíssimo e um primeiro tempo equilibrado, os Spurs conseguiram abrir boa vantagem no terceiro período, mas, no quarto derradeiro, jogaram muito mal e deram a vitória de presente para os Hornets. Nessa partida, Chris Paul tornou-se o atleta que roubou pelo menos uma bola em mais partidas consecutivas.

31/01/2009 – Spurs 106 x 93 Hornets

Os armadores Paul (38 pontos, seis rebotes e quatro assistências) e Parker (25 pontos e sete assistências) comandaram suas equipes dentro de quadra. Porém, no conjunto, o time texano, que já abria vantagem desde o primeiro período, se saiu melhor.

Fique de Olho

Paul e Parker duelam partida a partida pelo prêmio de melhor PG da temporada.

Paul e Parker duelam partida a partida pelo prêmio de melhor PG da temporada.

Chris Paul é o principal concorrente de Tony Parker para ser o armador do All-NBA First Team nessa temporada. O jogador vem com impressionantes médias 22,2 pontos, 10,9 assistências, 5,4 rebotes e 2,85 roubadas em 38,1 minutos por jogo. Individualmente, Paul segue um degrau acima. Mas aonde cada armador levará sua equipe? A resposta para essa pergunta deve definir o melhor PG da temporada.

Sai, zica!

Mesmo o mais otimista dos torcedores do San Antonio Spurs teve motivos de sobra para se preocupar no mês de março. Entre os dias 12 e 22, foram quatro derrotas em seis partidas disputadas, o que, naquela altura, nos custou a segunda colocação da Conferência Oeste. Ginobili não voltava de contusão e Duncan começava a preocupar. Mas parece que essa fase já passou.

O triunfo sobre os Clippers, ontem, foi o terceiro seguido da equipe texana, que parece ter voltado ao rumo certo das vitórias. A segunda colocação foi retomada, e me parece que será essa mesmo a posição em que os Spurs terminarão; sem menosprezar os Rockets, mas acho que Yao Ming e companhia têm uma tabela mais difícil até o fim dessa temporada regular.

E, em meio a essa positiva sequência, finalmente Manu Ginobili voltou a alinhar com a camisa 20 do San Antonio Spurs. Perdendo grande parte da temporada com problemas de lesões, o ala-armador argentino voltou no momento certo; ainda terá dez partidas pela temporada regular para pegar ritmo de jogo e chegar nos playoffs com sua condição física ideal.

Duncan ainda preocupa. A idade começa a acusar para o ala-pivô; nunca, antes, o lendário camisa 21 da franquia texana teve que ser poupado dessa maneira nas vésperas dos playoffs. Mas é justamente nesse planejamento da comissão técnica, comandada por Popovich, e nas recentes declarações de Duncan, que diz melhorar a cada jogo, que temos que confiar para termos nossa principal estrela 100% na pós-temporada.

O que falta para termos um time com chances de bater o Los Angeles Lakers e chegar à final da NBA? Na minha opinião, as bolas de três precisam voltar a cair, e Gooden tem que se encaixar logo, de maneira ideal, na rotação do garrafão da equipe do Spurs. Se isso acontecer, temos chances de ganhar mais um anel da Liga em mais um ano ímpar.

Oberto com problemas cardíacos

O pivô argentino Fabrício Oberto, de 33 anos, não foi opção para Gregg Popovich no jogo de ontem, diante do Los Angeles Clippers, e nem o será na partida de amanhã, contra o New Orleans Hornets. O jogador foi afastado devido a uma arritmia cardíaca.

Com problemas cardíacos, Oberto desfalcará a equipe amanhã. Fonte: nike.com

Com problemas cardíacos, Oberto desfalcará a equipe amanhã. Fonte: nike.com

Na última sexta-feira, o jogador sentiu estranhas sensações no seu peito. A equipe médica da franquia texana decidiu submeter o atleta a um exame cardíaco, que confirmou os batimentos irregulares. Agora, Oberto deve ser submetido diariamente a testes nos próximos quatro dias para acompanhar o ritmo de seu coração.

É a terceira vez desde que chegou à equipe que o pivô sofre com problemas cardíacos. A primeira vez foi durante os playoffs da temporada 2006/2007, em abril, e a segunda no último mês de outubro. O problema, entretanto, não parece preocupar muito o treinador Popovich:

“Claro, nós estamos preocupados, mas só ficaremos seriamente preocupados quando começar a acontecer frequentemente. A última vez foi em outubro. Se de repente começar a acontecer a cada três ou quatro meses, então começaremos realmente a questionar o que está acontecendo.”

O problema veio justamente quando Oberto poderia ganhar mais minutos. Fonte: wikimedia.org

O problema veio justamente quando Oberto poderia ganhar mais minutos. Fonte: wikimedia.org

Compatriota de Oberto, Manu lembrou que o problema veio em um mal momento para o pivô: “Nós estamos todos preocupados com ele, nós todos desejamos o melhor a ele. É ruim para ele, porque T.D. não está em grande condição, e ele estava tendo a oportunidade de jogar, de estar em quadra e de sentir o jogo que ele meio que perdeu. Agora que ele não poderá jogar, vai ser difícil para ele.”

Oberto, nessa temporada, atuou em 52 partidas, obtendo médias de 2,7 pontos e 2,7 rebotes em 12,6 minutos por jogo. O pivô declarou, antes do jogo contra o Clippers, que se sente bem depois dos procedimentos feitos para devolver seu coração ao ritmo certo. Salvo qualquer complicação inesperada, o pivô deve estar disponível para enfrentar o Thunder no próximo dia 31.

Spurs (48-24) vs. Clippers (18-55) – Mais uma vitória tranquila no confronto


111X98

Com o trio novamente reunido após seis semanas sem jogarem juntos, o San Antonio Spurs venceu novamente o Los Angeles Clippers sem grandes problemas, vencendo assim os quatro jogos que fez contra o time e conseguindo sua terceira vitória consecutiva. O time conseguiu a vitória com o primeiro e o terceiro quarto arrasadores.

Tony Parker comandou novamente o time, na foto sendo marcado por Mike Taylor (Foto por Gloria Ferniz/AP Photo)

Bem no início da partida, o pivô Marcus Camby do Clippers se machucou e saindo da partida e não retornando mais. Segundo informações posteriores a partida, Camby sofreu uma torção no tornozelo esquerdo. O início foi disputado entre os dois times, mas após uma sequência do Spurs de 10 a 4, o time texano disparou no placar. Tony Parker anotou 11 pontos em apenas quatro minutos de quadra. Tim Duncan anotou mais oito e Manu Ginobili acertou dois arremessos e deu duas assistências nos três minutos finais. Com impressionantes 77.9% de acerto das tentativas de cesta em quadra, o Spurs venceu o priemiro quarto por 39 a 19.

Ginobili fez 14 pontos e distribuiu sete assistências na primeira vez do trio jogando junto após seis semanas

Ginobili fez 14 pontos e distribuiu sete assistências na primeira vez do trio jogando junto após seis semanas (Foto por Gloria Ferniz/AP Photo)

Manu converteu dois arremessos de três pontos e não havia ainda errado nenhum arremesso. Tim Duncan conseguiu chegar aos 13 pontos na partida. O San Antonio chegou a liderar por mais de 25 pontos, mas permitiu que o Los Angeles encostasse no placar com uma sequência de 15 a 1 no final do período e foi ao intervalo com 59 a 46.

A partir do terceiro quarto, o técnico Gregg Popovich resolveu poupar os jogadores e colocaros reservas em quadra. Kurt Thomas anotou seis pontos no início do segundo tempo e Michael Finley e Roger Mason Jr. acertaram um arremesso de três pontos cada. Mesmo com Duncan no banco, foi mais um quarto espetacular do San Antonio que foi vencido por 96 a 72. No período derradeiro, os reservas conseguiram segurar o ímpeto do Clippers em virar a partida e conseguiram garantir a vitória em 111 a 98.

Quatro dos cinco titulares e mais três advindos do banco marcaram mais de dez pontos e os minutos em quadra foram divididos entre todos os atletas.

Destaques da partida

San Antonio Spurs

Tony Parker – 18 pontos e seis assistências em 17 minutos

Manu Ginobili – 14 pontos, sete assistências e três roubos de bola em 17 minutos

Drew Gooden – 14 pontos

Tim Duncan – 13 pontos e seis rebotes em 13 minutos

Michael Finley – 11 pontos

Kurt Thomas -10 pontos

Matt Bonner – 10 pontos

Roger Mason Jr. – oito pontos, oito rebotes e seis assistências

Los Angeles Clippers

Mike Taylor – 23 pontos e 76,9% (10-13) nos arremessos de quadra

Eric Gordon – 18 pontos

Al Thornton – 16 pontos

Zach Randolph – 16 pontos e seis rebotes

Alex Acker – oito rebotes