Arquivo diário: 25/03/2009

Spurs (47-24) @ Hawks (42-30) – Com show de Parker e volta de Manu, Spurs vence fora de casa

brunoresumoai02

102X92

Após vencer o já eliminado Golden State Warriors, o San Antonio Spurs entrou pela segunda noite seguida em quadra para enfrentar o perigoso time do Atlanta Hawks. Quem prestigiou o jogo em Atlanta pode ver a volta do argentino Manu Ginobili, que ficou longo tempo afastado com problemas no tornozelo. O técnico Gregg Popovich optou também por poupar mais uma vez o ala-pivô Tim Duncan; no seu lugar, quem começou uma partida pela primeira vez com titular foi o recém-chegado Drew Gooden.

Tony Parker fez muitos jogos memoráveis nessa temporada; contra o Hawks, mais uma atuação de gala (Photo by Scott Cunningham/NBAE via Getty Images)

Tony Parker fez muitos jogos memoráveis nessa temporada; contra o Hawks, mais uma atuação de gala (Foto por Scott Cunningham/NBAE via Getty Images)

Após muito tempo afastado, Ginobili voltou contra o Hawks (Photo by Scott Cunningham/NBAE via Getty Images)

Após muito tempo afastado, Ginobili voltou contra o Hawks (Foto por Scott Cunningham/NBAE via Getty Images)

A equipe texana entrou em quadra determinada a vencer o Hawks, que vinha de vitória diante do Minnesota Timberwolves na segunda-feira. Com um bom volume de jogo no primeiro período, o Spurs conseguiu abrir uma pequena vantagem de seis pontos. O segundo quarto permaneceu equilibrado; contudo, o time da casa conseguiu reduzir a diferença no marcador para apenas três pontos – e foi assim que as equipes foram para o intervalo.

Na volta do descanso, mais equilíbrio e duas equipes com a pontaria calibrada. Enquanto Joe Johnson castigava a defesa de San Antonio, Tony Parker tratava de manter a ótima média dos últimos jogos – o francês terminou o embate com 42 pontos e dez assistências. O torcedor do Spurs que esperou ansiosamente até o final para ver quem sairia vencedo, foi dormir entusiasmado. No quarto derradeiro, os comandados de Gregg Popovich apertaram a famosa defesa – e deu certo. Limitando os adversários a menos de 20 pontos pela primeira vez na partida, San Antonio conseguiu um grande sprint final e se desvencilhou no placar durante a segunda metade do quarto. Desta maneira, o Spurs venceu seu 47º jogo na temporada e voltou para o segundo lugar na Conferência Oeste.

Gooden tenta bloquear adversário

Gooden, que começou pela primeira vez como titular, tenta bloquear adversário

Apenas a título de curiosidade, Manu Ginobili teve desempenho tímido na sua volta à equipe. O argentino ficou durante 14 minutos em quadra, tentou sete arremessos e acertou somente um – terminando o embate com apenas dois pontos. Além disso, Manu conseguiu dois rebotes e uma assistência. Drew Gooden, por sua vez, teve desempenho razoável como titular. O jogador, vindo de Sacramento, conseguiu nove pontos e quatro rebotes em pouco menos de 25 minutos de quadra. Tim Duncan, para deixar os torcedores calmos, foi poupado apenas por precaução, já que o cansaço da viagem e de duas partidas em dias seguidos poderia desgastar o jogador – que tem problemas no joelho.

Após vencer dois jogos em sequência, o San Antonio Spurs volta para casa e enfrenta na sexta-feira o Los Angeles Clippers, que vem de três derrotas consecutivas e vive uma fase difícil, com uma turnê complicada de seis jogos fora de casa. O Atlanta Hawks, que tem situação confortável em quarto lugar da Conferência Leste, tem dois duelos muito perigosos pela frente – o Boston Celtics, na sexta, e o Los Angeles Lakers, no domingo.

Destaques da Partida

San Antonio Spurs

Tony Parker – 42 pontos e 10 assistências

Roger Mason Jr – 18 pontos

Michael Finley – 13 pontos e 6 rebotes

Atlanta Hawks

Joe Johnson – 30 pontos e 6 assistências

Flip Murray – 15 pontos

Mike Bibby – 13 pontos e 4 assistências

Anúncios

Brasileiros em fases diferentes

As últimas semanas têm sido diferentes no que se trata da fase dos jogadores brasileiros na NBA. Enquanto Anderson Varejão aparece bem, Nenê só foi assunto de forma negativa e Leandrinho nem tem conseguido atuar.

Varejão vive, sem dúvida, seu melhor momento na carreira. Além da boa fase individual, já que é titular de seu time e tem sido peça fundamental na parte defensiva da equipe, o Cleveland também atravessa um grande momento. É o líder da Conferência Leste e foi a primeira equipe a garantir classificação para os playoffs. Conta com uma equipe entrosada e, se demonstrar experiência, pronta para ser campeã. O que mais Anderson poderia querer?

Leandrinho vive situação delicada no Phoenix. O melhor sexto jogador da NBA em 2007 ainda está com o joelho esquerdo contundido. Para piorar, sua recuperação está sendo muito lenta, a ponto de, segundo ele mesmo, ainda precisar de mais duas semanas para voltar às quadras. Para piorar, as chances de classificação dos Suns são escassas, e parece que a equipe vai ter que ver os playoffs pela televisão.

Mas a pior de todas as situações nestas últimas semanas foi a de Nenê. O brasileiro se envolveu em uma confusão no jogo contra o próprio Phoenix e foi expulso. Faltando 7min25s do último quarto de jogo, o pivô dos Nuggets agarrou Louis Amundson e o atirou no chão, depois que o armador Chauncey Billups errou um arremesso de três. Para piorar, o reserva dos Suns alegou que Nenê havia dado uma cabeçada nele alguns momentos antes. “Na posse antes daquela (da falta flagrante), ele  me deu uma cabeçada. Eu jogo duro, não recuo contra ninguém. Muitos destes caras durões esperam que os adversários dêem para trás. Eles não gostam quando os outros jogadores não recuam, isso os deixa frustrados”, disse Amundson. Não feliz em ser expulso, o brasileiro ainda foi para cima do juíz, o que pode valer a ele suspensão e multa. Quem não gostou nada disso foi o técnico do Denver, que disse que os jogadores de sua equipe “precisam ser mais maduros emocionalmente”. Nada mais justo após a atitude do brasileiro.

Mason volta a ser decisivo para o Spurs

Mason voltou a ser decisivo para o Spurs (Getty Images)

Contratado pelo San Antonio Spurs antes do início da atual temporada, o ala-armador Roger Mason tem se destacado por sua frieza em momentos decisivos para a equipe texana. Após definir algumas partidas ao longo do ano com suas bolas de longa distância, o jogador voltou a ser muito importante para o Spurs na vitória sobre o Golden State Warriors na última terça-feira.

Em jogo apertado, o ala-armador foi crucial ao entrar em quadra nos segundos finais e colocar na cesta a bola que concedeu ao Spurs a dianteira final no placar. Diferente do que aconteceu em outros embates, no entanto, desta vez Mason teve tempo considerável para fazer os pontos.

“Creio que desta vez tive menos dificuldades, pois o cronômetro não estava para estourar”, afirmou Mason em entrevista após o duelo. “Fico feliz em estar sendo importante para o time nesses momentos, a vitória era essencial hoje (ontem).”

Eficiente nos arremessos de longa distância, o ala-armador, oriundo do Washington Wizards, faz em San Antonio sua melhor temporada na NBA, com médias de 11.9 pontos e 3.1 rebotes por partida disputada, além de um aproveitamento de 43% nos arremessos para três pontos, percentual que o coloca como um dos melhores da Liga no quesito.

Interativo – Spurs vs. Warriors – Temporada Regular

Melhores Momentos de Spurs vs. Warriors – 24/03/2009

Top 5 da Rodada de 24/03/2009

Entrevistas após a partida com o técnico Gregg Popovich, Roger Mason Jr. e Tony Parker


Spurs (46-24) @ Hawks (42-29) – Temporada regular

Pré-Jogo – San Antonio Spurs @ Atlanta Hawks- Temporada Regular

Local: Philips Arena

Data: 25/03/2009

Horário: 20:00 (Horário de Brasília)

Situação do Jogo

Após voltar a vencer depois de duas derrotas consecutivas o San Antonio Spurs retorna às quadras para enfrentar o Atlanta Hawks, quarto colocado da conferência Leste. Ciente da dificuldade de jogar em Atlanta contra o bom time do Hawks o treinador Gregg Popovich tentou poupar o máximo possível jogadores como Tim Duncan e Tony Parker no triunfo sobre o Golden State Warriors na última terça-feira. Ainda sem contar com o ala-armador Manu Ginobili o Spurs precisa da vitória para continuar na briga pela vice-liderança do Oeste.

Série na Temporada (1-0)

10/12/2008 – Spurs 95 x 89 Hawks

Atuando em seus domínios o Spurs fez jogo equilibrado contra os rivais de Atlanta e saiu com a vitória devido às boas atuações de Manu Ginobili (27 pontos e cinco rebotes), Tim Duncan (19 pontos e 11 rebotes) e Michael Finley (15 pontos). Pelos adversários o destaque ficou para Joe Johnson (29 pontos).

Fique de Olho

Smith é um dos grandes nomes do Hawks (Divulgação)

Incisivo no ataque e exemplar na defesa. Esse é Josh Smith, ala do Hawks e um dos maiores destaques da equipe nos últimos tempos. Valendo-se de seu atleticismo o jogador bloqueia bem, sabe marcar individualmente e no ataque costuma ser agressivo e enterrar muito.