Arquivo diário: 24/03/2009

Udoka quer continuar em San Antonio

O ala Ime Udoka chegou ao San Antonio Spurs antes que a temporada 2007/2008 começasse, e faz seu segundo campeonato com a equipe texana. Reserva de Bruce Bowen em sua chegada, o jogador viu seu status na equipe cair quando o próprio Bowen acabou perdendo minutos na rotação com a chegada do ala-armador Roger Mason. Mas, apesar da condição de reserva imediato ter sido perdida, Udoka continua gostando de estar em San Antonio, cidade na qual pretende permanecer por mais alguns anos.

Apesar das poucas chances nesta temporada, Udoka quer ficar em San Antonio (DayLife)

“Os dois anos que tive aqui foram excelentes”, conta o jogador. “Meu contrato expirará ao final da temporada, e agora é o momento que tenho que me dedicar mais a mim mesmo para que meu desempenho melhore e eu possa continuar jogando aqui. Estar em uma equipe que sempre figura na pós-temporada com chances reais de título é o sonho de qualquer jogador. Sinto que, com a minha experiência, ainda posso ajudar muito meus companheiros.”

O ala de 31 anos vem sendo pouco aproveitado pelo treinador Gregg Popovich, e hoje figura com vencimentos de US$ 2,2 milhões anuais, valor que provavelmente será revisto – e diminuído – caso a renovação seja acertada. Suas médias nesta temporada são de 4.2 pontos e 2.4 rebotes em 13.9 minutos médios nos 54 embates dos quais participou – três como titular. Serão agentes livres no Spurs ao final da temporada, além de Udoka, os alas Michael Finley e Drew Gooden e o armador Jacque Vaughn.  Finley depende de oferta qualificatória para ficar, enquanto Gooden negocia sua permanência com incremento no salário. Vaughn deve deixar a equipe.

Anúncios

Rubio virá para o draft?

Publicada nesta última semana pelo conceituado periódico espanhol Marca, a notícia sobre a intenção do armador Ricky Rubio, também espanhol, de se inscrever para o próximo recrutamento de calouros da NBA poderá afetar de imediato o planejamento de diversas franquias que hoje não correm atrás de vagas na pós-temporada, mas sim de maiores chances de obterem uma primeira escolha na seleção de novatos marcada para junho próximo.

Caso realmente coloque seu nome para ser apto a ser selecionado, Rubio poderá, sem sombra de dúvidas, transformar o futuro da equipe que o escolher. E poderá, caso erre os cálculos e se precipite, mudar para o lado errado sua carreira, que tem tudo para ser gloriosa e vitoriosa. Falo isso baseado na qualidade de algumas equipes que poderão recrutar seus serviços caso se confirme sua aparição ainda em 2009 no draft.

Para este ano, algumas boas opções surgem para as equipes que terão as primeras escolhas. Fala-se muito em dois grandes nomes para o próximo recrutamento: o ala-pivô Blake Griffin e o armador Brandon Jennings. O primeiro tem impressionantes médias de pontos e rebotes na NCAA, campeonato norte-americano de basquete universitário, enquanto o segundo é tido como um prodígio que partiu direto do colegial para a Europa, por onde jogou um ano antes de se inscrever para o próximo draft. Ambos seriam os principais “adversários” de Rubio na disputa pela primeira posição.

O grande problema, no entanto, não é ser selecionado em primeiro, segundo ou sexto lugar em um recrutamento. Afinal, não são poucas as estrelas que são oriundas de escolhas mais baixas. O grande embaraço para o jovem espanhol estaria nas possibilidades de times que poderiam o recrutar. Seriam eles, pela lógica e pela tabela da temporada regular, principalmente, Sacramento Kings, Washington Wizards, Los Angeles Clippers e Oklahoma City Thunder.

Destas citadas franquias, acredito que Rubio se daria realmente bem apenas na última. Inserido em um time jovem e com a companhia dos ótimos Kevin Durant e Jeff Green, o espanhol poderia ser o armador que hoje a equipe caçula da liga não tem. Se fosse recrutado para jogar em Sacramento, desembarcaria em um dos times mais jovens e desorganizados da NBA. E esta última característica, a desorganização, é um problema crônico que pode acabar com qualquer carreira. Sendo escolhido pelo Wizards, cairia em um time razoavelmente bom, sempre com esperanças para o futuro, mas que já conta com um armador de renome: Gilbert Arenas. Creio que Rubio não se daria bem ao lado do Agente Zero (ou sendo seu reserva). Por fim, o Clippers. Creio aqui em uma equipe um pouco mais organizada, mas que já conta com um bom armador, o excelente Baron Davis, e que não daria para Rubio todo o tempo que ele parece merecer.

Fica então a questão: Rubio virá para o draft? Vale realmente a pena acelerar o processo? São perguntas que o esboço de craque deverá responder nas próximas semanas, confirmando ou negando as informações do Marca.

Spurs (45-24) @ Warriors (25-45) – Temporada Regular

Pré-Jogo – San Antonio Spurs @ Golden State Warriors – Temporada Regular

Local: AT&T Center

Data: 24/03/2009

Horário: 21:30 (Horário de Brasília)

Situação do jogo

O Spurs vive um momento complicado dentro da competição. Após duas derrotas consecutivas, perdeu o segundo lugar na Conferência Oeste para o rival Houston Rockets e agora está na terceira posição, seguido de perto por Nuggets e Hornets. Já o Golden State Warriors não almeja mais nada na temporada. Eliminado dos playoffs, resta à equipe apenas cumprir tabela até o fim da temporada regular. A expectativa de vitória dos texanos é grande.

Série na Temporada (2-0)

06/12/2008 – Spurs 123 x 88 Warriors

O primeiro embate entre as duas equipes na temporada terminou com uma vitória fácil dos Spurs. A equipe texana impôs seu ritmo desde o começo e não encontrou dificuldades para sair da quadra com a vitória. Duncan (20 pontos, 13 rebotes, cinco assistências), Mason (17 pontos, oito assistências) e Finley (17 pontos, três rebotes) foram os destaques do San Antonio Spurs naquela oportunidade. Do lado dos visitantes, Wright (13 pontos, seis rebotes) e Crawford (12 pontos e três assistências) fizeram boa partida.

02/02/2009 – Spurs 110 x 105 Warriors

Foi difícil, mas o San Antonio Spurs conquistou a vitória fora de casa, precisando de uma prorrogação para bater a equipe de Oakland. Ginobili foi um dos destaques da equipe, marcando 32 pontos e convertendo dois lances livres, ao final do quarto período, que levaram a partida para o tempo extra, que teve a vitória texana por 15×10. Duncan anotou 32 pontos e 15 rebotes.

Fique de Olho

https://i2.wp.com/images.opensports.com/images/dynamic_images/images/9909/9494/267.jpg

Stephen Jackson é o principal jogador do Warriors nesta temporada. O ala, que foi campeão com o Spurs em 2003, chegou a jogar como armador principal na ausência de Monta Ellis e vem conseguindo excelentes atuações, inclusive se aproximando de alcançar o triple-double (dois dígitos em três fundamentos) em algumas partidas. Suas médias são de 20,9 pontos, 5,1 rebotes e 6,9 assistências por partida.

Interativo – Spurs @ Rockets – Temporada Regular

Melhores Momentos de Spurs @ Rockets – 22/03/2009

Top 10 da Rodada de 22/03/2009

Entrevistas após a partida com o técnico Gregg Popovich, Roger Mason Jr., Kurt Thomas, Ime Udoka e Tim Duncan