Spurs (42-20) vs Suns (34-29) – É de run’n’gun que a gente gosta

103X98

Atuando dentro de seus domínios, o San Antonio Spurs bateu neste domingo o Phoenix Suns, equipe que luta desesperadamente pela oitava colocação na disputada conferência Oeste – atualmente a franquia do Arizona é a nona colocada.  E no embate que marcou o reencontro do Spurs com o esquema run’n’gun que o Suns usava na última temporada – e que voltou a utilizar após a demissão de Terry Porter do cargo de treinador – mais uma vitória para os jogadores de San Antonio.

Aproveitando a boa fase, Matt Bonner curte idolatria dos fãs antes do embate (Getty Images)

Aproveitando a boa fase, Matt Bonner curte idolatria dos fãs antes do embate (Getty Images)

Lendas do basquete, Tim Duncan e Shaquille O'Neal travaram bom duelo (Getty Images)

Lendas do basquete, Tim Duncan e Shaquille O'Neal travaram bom duelo (Getty Images)

A partida foi equilibrada em sua totalidade, com ambas as equipes tendo chances de buscar a vitória. Com os ataques afiados e as defesas desatentas no primeiro período, o que se viu foi uma chuva de pontos, com 60 sendo anotados apenas nos 12 primeiros minutos, com 30 para cada lado. O grande destaque ficava para o duelo de armadores entre Tony Parker e Steve Nash.

Todo o equilíbrio do primeiro quarto, no entanto, foi perdido no período seguinte. Dominando amplamente o adversário, o Spurs conseguiu arrancar bela diferença de pontos ao vencer por 28 a 15, placar determinante para o restante da partida. Não contando com muita eficácia em suas bolas longas, o time da casa via em Parker e no ala-pivô Tim Duncan sua grande sustentação.

Parker teve nova atuação de gala (AP Photo)

Parker teve nova atuação de gala (AP Photo)

Na volta dos vestiários após o intervalo, o Suns voltou mais atento e disposto a eliminar a desvantagem de 13 pontos no placar. Melhor em quadra, o time do Arizona chegou a diminuir em nove tentos a distância para os anfitriões, dando aos seus torcedores a esperança de uma virada.

Porém, com a colaboração dos alas Michael Finley e Roger Mason, que passaram a exercer bem a função de pontuadores secundários, o Spurs voltou a tomar conta da partida, e apesar da emoção nos minutos finais, quando a partida foi decidida, a vitória acabou vindo. O Spurs segue na vice-liderança do Oeste, mesma conferência na qual o Suns pena – cada vez mais – para obter vaga na pós-temporada.

Destaques da partida

San Antonio Spurs

Tony Parker – 30 pontos e nove assistências

Tim Duncan – 17 pontos, 15 rebotes e quatro assistências

Michael Finley – 11 pontos, três rebotes e 2-3 nos arremessos de três pontos

Roger Mason – 18 pontos, quatro rebotes e três assistências

Ime Udoka – 11 pontos

Phoenix Suns

Steve Nash – 23 pontos e 11 assistências

Leandro Barbosa – 20 pontos e seis rebotes

Shaquille O’Neal – 14 pontos e cinco rebotes

Anúncios

Sobre Leonardo Sacco

É jornalista formado pela Faculdade Cásper Líbero. Cravou a opção pelo jornalismo no estouro do cronômetro, quando criou o Spurs Brasil em uma madrugada de domingo para segunda. Escreve para o Yahoo! Esportes e dá seus pitacos no @leosacco.

Publicado em 08/03/2009, em Resumo de Jogos. Adicione o link aos favoritos. 2 Comentários.

  1. Ta ERRADO o Placar!!!
    É 103 x 98 pelo site da NBA.
    Belo artigo, não vi o jogo mas deve ter sido um jogão. Foi fazer o Download.
    Abraços e mais uma vez ótimo artigo Leandro

  2. Hahahaha, mas que título maldosinho!

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s