Será que agora dá?

brunolinha3kv5

Durante o período que antecedeu a trade deadline, muito se cogitou em torno do nome do San Antonio Spurs. Diversos rumores vieram à tona, alguns deles sem o mínimo fundamento – como os casos de Vince Carter e de Richard Jefferson. É verdade que a tal novela Carter durou mais de uma semana; mesmo assim, qualquer torcedor o mínimo informado sabia que a troca era praticamente impossível, devido às poucas moedas de troca do Spurs e à incompatibilidade dos salários.

Com o fim do período de trocas, tudo levava a crer que os texanos continuariam com o mesmo elenco para o restante da temporada. Pois bem, nos últimos dias surgiu um forte rumor que colocava o ala-pivô Drew Gooden no Spurs. Gooden não é o sonho de consumo de nenhum time que aspira conquistar um título; no entanto, o jogador cairá como uma luva no esquema do técnico Gregg Popovich. Por quê?

Todos sabemos que, embora tenhamos vários jogadores para a ala, temos uma grande carência de um ala de força. Bruce Bowen já não consegue fazer o serviço de dois anos atrás, Ime Udoka é limitado. Os outros jogadores que atuam por ali são improvisados, casos de Manu Ginobili e Michael Finley – que acabam sofrendo para marcar os adversários mais altos e com físico mais avantajado.

Como o problema da ala continua sem ser resolvido, Popovich foi atrás de solucionar outro problema – o garrafão. Tim Duncan é considerado por muitos o melhor ala-pivô de todos os tempos; contudo, seus companheiros ali embaixo são pra lá de limitados. Matt Bonner até que vem fazendo uma boa temporada, mas sabe-se lá até quando a boa fase vai durar; além disso, sua defesa é muito fraca, o que o prejudica em algumas oportunidades. Fabricio Oberto e Kurt Thomas carregam nas costas o peso da idade, muito embora ainda consigam adicionar alguma coisa ao elenco – mesmo assim ainda é pouco.

É aí que entra o papel de Drew Gooden. Como já disse anteriormente, seu basquete passa longe de ser a oitava maravilha do mundo, mas, como já diz o ditado, “em terra de cego quem tem um olho é rei”. Pois bem, em terra de Matt Bonner e Kurt Thomas, Gooden chega para ser um pilar importante para ajudar Tim Duncan, que já não pode mais carregar a equipe nas costas como fazia há alguns anos atrás. Ao meu ver, Popovich acertou em cheio na contratação e fortaleceu bastante a equipe, que se torna ainda mais perigosa rumo ao título.

Sobre Bruno Pongas

Acompanha o San Antonio Spurs desde 1998, escreveu para o Spurs Brasil entre 2008 e 2012, criou o Destino Riverwalk e o podcast Cultura Pop, e agora está de volta ao Spurs Brasil para dar seus pitacos sobre o maior do Texas.

Publicado em 05/03/2009, em Na linha dos 3. Adicione o link aos favoritos. 2 Comentários.

  1. Eu sinceramente não sei se entre Gooden e Pops, a melhor escolha seja o Gooden. Tinha uma boa esperança de que Pops viesse a jogar bem no Spurs, com o retorno de Parker e Duncan, e quando Ginobili voltasse, acho q Pops poderia ser umas das armas secretas dos Spurs, aqueles jogadores que se apresentam bem enquanto os adversarios se preocupam em marcar o Big Three

  2. Gooden x Pops, no momento acho q o Pops está em melhor fase, porém no geral, Gooden!

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.