Arquivo diário: 02/03/2009

Interativo – Spurs @ Blazers – Temporada Regular

Melhores Momentos de Spurs @ Blazers – 01/03/2009

Top 10 da Rodada de 01/03/2009

Anúncios

Spurs (39-19) @ Clippers (15-45) – Temporada regular

Pré-Jogo – San Antonio Spurs @ Los Angeles Clippers – Temporada Regular

Local: Staples Center

Data: 02/03/2009

Horário: 00:30 (Horário de Brasília)

Situação do jogo

Após perder feio para o Portland Trail Blazers no retorno do ala-pivô Tim Duncan às quadras, após período afastado se tratando de lesão, o San Antonio Spurs busca retomar o fôlego para se manter na vice-liderança do cada vez mais conturbado Oeste. Para voltar às vitórias, o time texano encara um adversário teoricamente ideal, o Los Angeles Clippers. Detentor de uma das piores campanhas da liga, o time angelino já visa a próxima temporada e não deve oferecer muitas dificuldades. Mas atenção é necessária, uma vez que equipes como o Boston Celtics já entraram para enfrentar o Clippers com todo o favoritismo e deixaram o embate com uma vergonhosa derrota.

Série na temporada (2-0)

17/11/2008 – Spurs 86 @ 83 Clippers

Ainda sem contar com o ala-armador argentino Manu Ginobili, que perdeu todo o começo da temporada lesionado, o Spurs venceu o Clippers em Los Angeles com atuações concretas de Duncan (20 pontos, 15 rebotes e quatro assistências) e do ala Michael Finley (19 pontos e 3-5 nos arremessos de três pontos). Mas o grande destaque positivo ficou por conta do ala-armador Roger Mason, que começara a se destacar no time e foi autor de 21 tentos na vitória.

08/01/2009 – Spurs 106 vs. 84 Clippers

Já podendo contar com seu elenco completo e com o fator de atuar em seus domínios, o Spurs não encontrou maiores dificuldades para vencer o Clippers no segundo encontro das franquias na temporada. A ótima atuação do conjunto acabou rendendo o fácil triunfo, com destaque para o armador Tony Parker (19 pontos e quatro assistências) e novamente para Finley (15 pontos) e Mason (18 pontos e cinco rebotes).

Fique de Olho

Camby é pilar da defesa do Clippers (Photo by Noah Graham/NBAE via Getty Images)

Camby é pilar da defesa do Clippers (Photo by Noah Graham/NBAE via Getty Images)

Pela primeira vez desde a trade deadline, o Spurs enfrentara o pivô Marcus Camby, oferecido pelo Clippers ao time texano, que prontamente rejeitou a oferta. Camby é o grande nome da defesa do plantel angelino e deverá travar duelo com Tim Duncan quando este for acionado no ataque.

CSKA caindo no campeonato nacional

brunoolhonelesbsq9

21/02/2009 – Slavyanka Cheliabinsk 77 x 94 CSKA Moscow

Torcedor exibe faixa durante jogo da equipe; o que será que ela quer dizer?

Torcedor exibe faixa durante jogo da equipe; o que será que ela quer dizer?

Fora de casa, o CSKA conseguiu vitória fácil diante do Slavyanka. O destaque da equipe, como já era de se esperar, foi a belga Ann Wauters, que anotou 16 pontos e pegou oito rebotes.

Além dela, mais cinco jogadoras anotaram dez ou mais pontos. Foram elas: Liudmila Sapova (15), Ilona Korstin (14), Edwiges Lawson-Wade (12), Olexandra Gorbunova (11) e Janel McCarville (10).

01/03/09 – CSKA Moscow 79 x 90 Nadezhda Orenburg

Katie Douglas foi destaque na sua volta

Katie Douglas foi destaque na sua volta

Na volta para casa, o CSKA sofreu uma derrota inesperada. O algoz da vez foi o Nadezhda Orenburg, quinto colocado no campeonato. A derrota deixou a equipe da capital com três derrotas no torneio e em terceiro lugar, atrás de Dynamo Moscow e UMMC Ekaterimburg.

Voltando de contusão, a melhor jogadora da equipe foi a ala Katie Douglas, que pareceu estar em plena forma anotando 21 pontos e pegando cinco rebotes. Becky Hammon, que esteve ausente no duelo contra o Slavyanka, voltou razoávelmente bem; fez 11 pontos, pegou cinco rebotes e distribuiu cinco assistências.

Pelo lado adversário, Olga Ovcharenko fez 25 pontos – cestinha da partida. Quem também ajudou a construír a vitória do Nadezhda foi a ala-armadora americana Betty Lennox, que conseguiu 22 pontos e sete rebotes.

O CSKA volta à quadra no próximo dia 12 de Março. O adversário da vez será o Spartak SP. 

Gooden no Spurs?

brunonoticiaspa3

Outras equipes, como o Cleveland Cavaliers, podem atravessar o negócio

Outras equipes, como o Cleveland Cavaliers, podem atravessar o negócio

Após muito se cogitar durante o período de trocas, o San Antonio Spurs acabou não realizando nenhuma, e, como de costume, manteve a mesma equipe para o restante da temporada – como gosta o técnico Gregg Popovich.

No entanto, um bom jogador pode cair de pára-quedas na equipe mesmo após a trade deadline; trata-se do ala-pivô Drew Gooden. Gooden foi envolvido na troca do Chicago Bulls com o Sacramento Kings; contudo, recebeu um buyout do time californiano e está livre para negociar com qualquer equipe.

Um das favoristas, segundo o colunista do Yahoo Adrian Wojnarowski, é o San Antonio Spurs, que há algum tempo vem buscando reforços para o seu defasado garrafão. Apesar de não ser um atleta brilhante, Gooden pelo menos é daqueles atletas brigadores, que jogam com raça e se dedicam à equipe. Sem dúvidas seria um ótimo reforço.

Spurs (39-19) @ Blazers (37-22) – Surrados em Portland

84X102

Para todos que esperavam um San Antonio Spurs mais forte com o retorno do ala-pivô Tim Duncan, a partida contra o Portland Trail Blazers mostrou que o basquete oscilante da equipe desfalcada do jogador pode não ser consequência apenas da ausência do atleta. Jogando fora de seus domínios, o Spurs levou uma verdadeira surra dos mandantes na partida que marcou a volta de Duncan às quadras.

Elenco desolado assiste a derrota do Spurs (Photo by Sam Forencich/NBAE via Getty Images)

Elenco desolado assiste a derrota do Spurs (Photo by Sam Forencich/NBAE via Getty Images)

No primeiro período do duelo, o Blazers já tomou as rédeas e pontuou sem muitas dificuldades em um Spurs totalmente perdido em quadra. Com o ala-armador Brandon Roy inspiradíssimo, a franquia do Oregon abriu logo de cara vantagem confortável: 33 a 16. Pelo lado do Spurs, os arremessos de quadra falhos eram o grande problema.

Mas foi no segundo período que o Blazers realmente mostrou sua superioridade na partida. Com show de Roy e do ala-pivô LaMarcus Aldridge, o time da casa não deu sequer uma chance para o Spurs, que, apático, viu o adversário abrir o período fazendo 11 pontos sem resposta. A consequência foi a ida ao intervalo com grande desvantagem no marcador: 64 a 37.

Parker até que tentou, mesmo assim equipe saiu derrotada (Photo by Sam Forencich/NBAE via Getty Images)

Parker até que tentou, mesmo assim equipe saiu derrotada (Photo by Sam Forencich/NBAE via Getty Images)

Voltando dos vestiários, o Spurs finalmente encaixou seu jogo, mas qualquer esforço seria praticamente em vão. A equipe melhorou o aproveitamento em seus arremessos de quadra e inclusive venceu o terceiro período contra um Blazers desinteressado e que já tinha o jogo em suas mãos. Sinal da imensa desvantagem do Spurs em quadra foi a presença do ala Malik Hairston em quadra por mais de 20 minutos.

Nos 12 derradeiros minutos, os reservas de ambas as equipes estiveram em quadra para concluir a já definida partida. O ala-pivô Pops Mensah-Bonsu ganhou novamente alguns minutos e mostrou muita disposição. No final de jogo, ficou a lição para o Spurs de que a equipe tem que tirar de sua cabeça que a presença de qualquer jogador – seja ele Duncan, Parker ou o ala-armador Manu Ginobili – não garante nenhum resultado. A briga no Oeste segue cada vez mais acirrada.

Destaques da partida

San Antonio Spurs

Tim Duncan – 14 pontos, quatro rebotes e 6-15 nos arremessos de quadra

Tony Parker – 15 pontos, quatro assistências e 7-16 nos arremessos de quadra

Roger Mason – 13 pontos e 3-4 nos arremessos de três pontos

Malik Hairston – quatro pontos e cinco rebotes em 25 minutos

Portland Trail Blazers

Brandon Roy – 26 pontos e 11-17 nos arremessos de quadra

LaMarcus Aldridge – 26 pontos e sete rebotes

Steve Blake – 15 pontos e seis rebotes