Arquivo diário: 25/02/2009

Spurs assina com titular do selecionado britânico

O San Antonio Spurs anunciou nesta quarta-feira a contratação do ala Pops Mensah-Bonsu por um contrato de dez dias. O jogador é titular e um dos principais jogadores da seleção britânica de basquete, anfitriã da próxima disputa olímpica.

Titular da seleção britânica, Pops é novo reforço do Spurs (Fonte: NBA.com)

O acordo entre as partes foi firmado rapidamente, e Pops já deverá estar à disposição do treinador Gregg Popovich para a partida desta noite, contra o Portland Trail Blazers.  O ala vinha se destacando na D-League e chegou a fazer partidas com 38 pontos e 18 rebotes, números que impressionaram Popovich.

O jogador de 25 anos pode ter sua primeira chance já na partida contra o Blazers, uma vez que o ala-pivô Tim Duncan podera não alinhar por sentir dores no joelho. Segundo fontes, o contrato de dez dias servira para que os dirigentes e a comissão técnica do Spurs avaliem a condição física de Pops, que na última temporada participou de 12 jogos pelos grandes rivais do Dallas Mavericks.

Confira o vídeo com algumas das melhores jogadas de Pops Mensah-Bonsu:

Spurs (38-17) vs. Blazers (35-21) – Temporada regular

Pré-Jogo – San Antonio Spurs vs. Portland Trail Blazers – Temporada Regular

Local: AT&T Center

Data: 25/02/2009

Horário: 22:30 (Horário de Brasília)

Situação do jogo

De volta ao AT&T Center após passar quase todo o mês de fevereiro viajando pelos Estados Unidos, o San Antonio Spurs já mostrou sua força jogando em seu ginásio ao atropelar o grande rival Dallas Mavericks, mesmo sem contar com os importantes Tim Duncan e Manu Ginobili. O adversário da vez é o jovem time do Portland Trail Blazers, que faz viagem ao Texas e perdeu o seu último jogo para o Houston Rockets.

Série na temporada (0-1)

31/10/2008 – Spurs 99 @ 100 Blazers

Apesar das ótimas atuações de Tim Duncan (27 pontos e dez rebotes) e de Tony Parker (24 pontos e 11 assistências) o Spurs não conseguiu resistir à ausência de Manu Ginobili e sucumbiu no último minuto para o Blazers, que jogava diante da sua torcida e teve como grande destaque o ala-armador Brandon Roy (26 pontos, sete assistências e cinco rebotes).

Fique de Olho

A dupla formada por Roy e Aldridge é a grande arma do Blazers nesta temporada (Divulgação)

O grande destaque do Blazers nesta temporada não vem sendo atribuído apenas para um jogador, mas sim para um dupla. O ala-armador Brandon Roy e o ala-pivô LaMarcus Aldridge formam um dueto afinado e que vem causando problemas aos adversários devido ao seu entrosamento e eficácia.

Interativo – Spurs vs. Mavericks – Temporada Regular

Melhores Momentos de Spurs vs. Mavericks – 24/02/2009

Top 10 da Rodada de 24/02/2009

Conversas sobre novo contrato só após término da temporada

Manu será agente livre em 2010. (Divulgação)

Manu será agente livre em 2010. (Divulgação)

Atualmente um dos assuntos mais em pauta na NBA é o mercado que será aberto por agentes livres no verão norte-americano de 2010. Craques como LeBron James, do Cleveland Cavaliers, Dwyane Wade, do Miami Heat, e Chris Bosh, do Toronto Raptors, sairão de seus contratos na citada data e são disputados por diversos times desde já. Alheio aos rumores que envolvem o período, o San Antonio Spurs mexe seus pauzinhos para manter aquele que será seu principal agente livre: o ala-armador Manu Ginobili.

As negociações para manter o jogador, um dos pilares da equipe, o Spurs já havia começado com o argentino na última offseason, procurando manter os interessados afastados e acabar com qualquer risco de perda. Um atrito entre Ginobili e o treinador Gregg Popovich, no entanto, esfriou as conversas. Popovich não gostou da idéia de ter seu atleta nos Jogos Olimpícos, ainda mais levando-se em conta que Manu machucou seu tornozelo durante as disputas. Como forma de “punição”, Popovich pediu para que as negociações fossem retomadas apenas neste ano, quando a lesão provavelmente já estaria contornada.

O fato de a contusão ter voltado a afligir o argentino, no entanto, mais uma vez atrasou seu processo de renovação. E, nesta quinta-feira, foi anunciado que ambas as partes só negociarão quando a temporada em vigência acabar para a equipe, decisão tomada em conjunto pela comissão técnica e pelos diretores do Spurs.

“Não achamos que isso seja uma falta de respeito ao Manu, pelo contrário. Só pensamos no fato de ele poder se concentrar apenas em se recuperar, pois sabemos que quando um jogador está machucado a solução é apenas pensar em sua melhora”, disse o GM da franquia, RC Buford.

Spurs (38-17) vs. Mavericks (33-23) – “Merci” Parker

93X76Dallas Mavericks

Retornando a San Antonio após uma sequência de oito jogos fora de casa, o Spurs recebeu o rival texano Dallas Mavericks, e venceu com surpreendente facilidade, mesmo sem poder contar com Manu Ginobili, com uma lesão no tornozelo direito, e com o desfalque de última hora de Tim Duncan, que sentiu dores no joelho e foi poupado pelo técnico Gregg Popovich.

Parker passa pela marcação de James Singleton (AP Photo/Eric Gay)

Parker passa pela marcação de James Singleton (AP Photo/Eric Gay)

Sem contar com duas das pricipais peças da equipe, o San Antonio Spurs concentrou o jogo nas mãos do armador francês Tony Parker, que liderou a equipe à vitória parcial no primeiro quarto por inesperados 32-19.

No segundo período, os visitantes esboçaram uma reação e encostaram no placar, reduzindo mais de 10 pontos da desvatagem do primeiro período, mas foram freados pelos donos da casa, que fecharam o primeiro tempo vencendo por 50 a 44, sendo 26 pontos de Tony Parker.

Parker saiu de quadra com um double-double, 37 pontos e 12 assistências. (AP Photo/Eric Gay)

Parker saiu de quadra com um double-double, 37 pontos e 12 assistências. (AP Photo/Eric Gay)

Na volta do intervalo, viu-se em quadra um jogo pouco produtivo de ambos os times. Pela equipe de Dallas, o alemão Dirk Nowitzki tinha atuação apagada e Josh Howard abusava dos erros,  enquanto pela equipe de San Antonio o jogo continuou concentrado nas mãos de Tony Parker. Porém, o francês não conseguia repetir o bom aproveitamento do primeiro tempo. O placar de 19-14 para o Spurs demonstra o fraco nível apresentado no  terceiro período.

O último e decisivo quarto começou com uma confortável vantagem de 11 pontos para o Spurs, e, contando com os arremessos certeiros de Finley neste período, a vitória não foi ameaçada em nenhum momento, cabendo à equipe apenas administrar a vantagem, aguardando o final da partida.

Destaques da Partida

San Antonio Spurs

Tony Parker – 37 pontos, 12 assistências e cinco rebotes

Michael Finley – 16 pontos (4-4 3pt) e cinco rebotes

Kurt Thomas – 10 pontos, 15 rebotes e três bloqueios

Dallas Mavericks

James Singleton – 14 pontos e 14 rebotes

Dirk Nowitzki – 14 pontos e dez rebotes

Josh Howard – 19 pontos e seis rebotes