Arquivo diário: 17/02/2009

Ginobili ficará de fora contra o Knicks

brunonoticiaspa37

Com problema no tornozelo direito, Ginobili ficará de fora do embate de logo mais

Com problema no tornozelo direito, Ginobili ficará de fora do embate de logo mais

O ala argentino Manu Ginobili ficará de fora do jogo de logo mais contra o New York Knicks no Madison Square Garden. O atleta nem sequer viajou para a cidade.

Manu optou por descansar por mais alguns dias devido a um problema no seu tornozelo direito que vem o incomodando desde pouco antes do All-Star Game. O atleta passará por testes ainda hoje; se o resultado for negativo, Manu poderá voltar à equipe já no próximo jogo, contra o Detroit Pistons.

A boa notícia para o torcedor do San Antonio Spurs é que o tornozelo afetado não é o mesmo que passou por cirurgia alguns meses atrás. San Antonio e New York se enfrentam daqui a pouco, às 21h30, horário de Brasília.

Popovich quer que “melhor defesa do ano” se repita

George Hill foi um dos destaques do Spurs no primeiro jogo contra o Knicks na temporada (Photo by Getty Images)

George Hill foi um dos destaques do Spurs no primeiro jogo contra o Knicks na temporada (Photo by Getty Images)

Quando enfrentou o New York Knicks pela primeira vez na temporada, ainda em meados de novembro, o San Antonio Spurs contava com dois importantes desfalques: o armador Tony Parker e o ala-armador Manu Ginobili, ambos machucados na época. Mesmo assim, a equipe conseguiu se superar, e, liderada pelo ala-pivô Tim Duncan, conseguiu importante vitória em seus domínios.

Na ocasião citada, o técnico Gregg Popovich fez questão de enaltecer o sistema defensivo da equipe, que mesmo desfalcada marcou muito bem o adversário – levando somente 80 pontos. Logo após a citada partida, Popovich inclusive escolheu aquele duelo como o que o Spurs apresentou melhor comportamento no setor de defesa.  E, para o embate entre as franquias nesta noite em Nova York, o técnico quer que sua defesa trabalhe da mesma forma como aconteceu no já citado jogo.

“Aquele duelo foi sem dúvidas um dos que mais me agradaram no setor defensivo”, afirmou Popovich. “Se hoje conseguirmos encaixar a defesa como encaixamos naquele dia, posso dizer que nossas chances de vencer aumentam em uns 50%. Precisamos ter cuidado no garrafão, setor no qual eles têm o David Lee, exímio pegador de rebotes. No perímetro, temos que nos atentar aos arremessos longos, que têm sido grande arma para o Knicks. Com Manu e Tony podendo alinhar, espero que possamos ser melhores do que fomos naquele dia”.

As equipes se enfrentam logo mais, à noite, e algumas fontes próximas ao treinador do Spurs afirmam que Parker e Duncan, jogadores do Spurs que participaram do All Star Game, poderão ter seus tempos em quadra diminuídos para que os efeitos das viagens que o time tem feito ao longo da rodeo trip sejam minimizados.

Quadruplo-duplo de Robinson completa 15 anos

No dia 17 de fevereiro de 1994, o ex-pivô do San Antonio Spurs, David Robinson, marcou para sempre seu nome na história da NBA ao realizar o quarto – e até o momento último – quadruplo-duplo de toda a história da liga norte-americana de basquete. O jogo no qual o Almirante realizou tal feito foi contra o Detroit Pistons, que na época tinha como astros o ex-armador Isiah Thomas e o ex-ala Sean Elliott, que mais tarde viria a ser campeão defendendo a equipe do Texas.

Almirante Robinson foi capa de revista por seu quadruplo-duplo. (Arquivo Sports Illustrated)

Almirante Robinson foi capa de revista por seu quadruplo-duplo. (Arquivo Sports Illustrated)

Atuando durante 43 minutos, Robinson foi o principal nome do Spurs na vitória por 115 a 96. No duelo, o ex-jogador atingiu a marca de 34 pontos obtidos, dez rebotes pegos, dez assistências concedidas e dez tocos distribuídos. Tais números garantiram ao Almirante ser o segundo jogador da história do Spurs e quarto da história da NBA a obter o quadruplo-duplo.

Na partida, outros grandes nomes faziam parte do elenco do Spurs. O ex-ala-pivô Dennis Rodman, que seria mais tarde campeão no Chicago Bulls de Michael Jordan, e o ex-ala-armador Vinny Del Negro, atual treinador do Bulls, eram nomes que brilhavam nas quadras de San Antonio. Confira abaixo os destaques do jogo histórico:

San Antonio Spurs

David Robinson – 34 pontos, dez rebotes, dez assistências e dez bloqueios

Dennis Rodman – um ponto, cinco assistências e 22 rebotes

Vinny Del Negro – 23 pontos e sete rebotes

JR Reid – 13 pontos e cinco rebotes

Detroit Pistons

Terry Mills – 18 pontos e 16 rebotes

Sean Elliott – 20 pontos

Spurs se retira oficialmente de conversas com Nets

Dirigentes do San Antonio Spurs anunciaram na última segunda-feira que a equipe texana está se retirando oficialmente das conversas com o New Jersey Nets que tratavam de uma eventual chegada do ala-armador Vince Carter ao Texas. Com a chegada de tal informação, praticamente se extinguem as chances de o Spurs se envolver em qualquer negociação significativa até a trade deadline, último dia no qual trocas são permitidas na NBA, no próximo dia 19.

Opinião de Duncan pesou no fim das negociações para Carter defender o Spurs (Photo by Al Bello via Getty Images)

Parecer de Duncan foi fundamental para encerrar os rumores (Photo by Al Bello via Getty Images)

Além da incompatibilidade das propostas e da resistência da diretoria texana em perder de uma vez só o bom ala-armador Roger Mason e o promissor armador George Hill, outro fator pesou muito para que a negociação fosse abandonada: a vontade do elenco, mais especificamente do ala-pivô e capitão da equipe, Tim Duncan. Como revelou o Spurs Brasil, o jogador era contra a chegada de Carter ao elenco por considerar que, apesar do colega de profissão ser ótimo jogador, poderia atrapalhar no andamento da equipe em quadra por estar desacostumado com o sistema de jogo utilizado em San Antonio.

Com a desistência anunciada e o elenco para o restante da temporada praticamente fechado, resta apenas a dúvida em torno do ala-pivô Robert Horry, que supostamente se aposentou ao final da última temporada, mas que nas últimas semanas tem sido incluído em fortes rumores de retornos que apontam sua volta ao Spurs e até mesmo ao Los Angeles Lakers – equipe que defendeu ao longo de sua vitoriosa carreira. Dirigentes texanos se negam a falar sobre o assunto e as especulações apontam que o jogador seria incorporado ao time para disputar apenas a pós-temporada.

All Chatice Weekend

Caros leitores do Spurs Brasil,

Sem sombra de dúvidas este foi um final de semana no qual fiquei bastante afastado do basquete. Alguns dos motivos que me afastaram do esporte da bola laranja foram sem dúvida alegações e festividades familiares, uma vez que, aqui na minha turma, fevereiro é um mês lotado de aniversários. Somando esse fator ao fato de o colunista que vos escreve estar em sua primeira semana de aulas na faculdade, temos prontas as primeiras motivações do afastamento. Mas confesso que sempre que minha agenda aperta, dou um jeito de dar uma escapada e acompanhar um pouco o basquete e outros esportes que tanto aprecio. Mas nesse final de semana não havia nada de interessante.

Neste momento, provavelmente você, leitor, está arrancando os cabelos e se perguntando como pode alguém que acompanha basquete e mais especificamente a NBA dizer que nada de interessante foi transmitido neste final de semana. Pois bem, volto a afirmar: nada de interessante passou nesse final de semana, mesmo com o tal do All-Star Weekend sendo exaustivamente transmitido pela ESPN aqui no Brasil. Digo isso pois esse que é chamado de o Final de Semana das Estrelas foi em sua totalidade uma chatice sem tamanho. Desde a mais insignificante competição até o grande Duelo das Estrelas, nada foi tão bom quanto se esperava.

Comecemos pela sexta-feira e seu duelo entre rookies e sophomores, ou novatos e secundaristas. Neste duelo, destaque apenas para o excelente ala Kevin Durant do Oklahoma City Thunder – que defendeu os “veteranos”. Se aqui no Brasil veteranos pintam calouros na recepção dos mesmos em suas novas faculdades (e vidas), Durant, o veterano, fez questão de dar um trote pra lá de inesquecível: bateu recorde de pontos no jogo e manteve a escrita de que desde 2003 os mais experientes não perdem o duelo. No mais, a partida foi um “show” de enterradas.

Show de enterradas me lembra o dia mais fracassado do final de semana, o sábado. Aquele era o dia que mais prometia no final de semana, mas uma sucessão de trapalhadas fez com que os divertidos Campeonato de Enterradas e Campeonato de Arremessos de Três Pontos fossem duas piadas. O “anão” Nate Robinson superou o gigante – sem aspas, no sentido literal mesmo – Dwight Howard, que recebia notas dos jurados por suas enterradas no último ano, quando foi campeão. Falha gravíssima da NBA, que não soube nem esconder sua preferência e acabou eliminando Rudy Fernandez de maneira contestável. Nos arremesos de três pontos, por sua vez, um show de horrores dos jogadores, que pareciam ser os piores da liga no fundamento. Nem Jason “só-jogo-em-campeonato-de-três-pontos” Kapono conseguiu brilhar desta vez. Sobre Roger Mason? Melhor que ele tenha desempenho melhor no Spurs, senão…

E para finalizar, temos a cereja do bolo, o All-Star Game. Sobre este duelo, não direi nada, pois não tive paciência nem para ler o resumo que temos aqui no blog. Soube apenas que Shaquille O’Neal quem manteve o espírito de festa em alta. Mas do jeito que o final de semana na NBA foi chato, nem Shaq poderá salvá-lo. Que saudades dos jogos normais…