Arquivo mensal: fevereiro 2009

Na falta do fundamental

Duas vitórias e uma derrota. Esse é o retroscpeto da equipe do San Antonio Spurs na última semana, jogando desfalcada de seu principal jogador nos últimos anos; Tim Duncan. Se a ausência do ala-pivô não fosse suficiente, a equipe ainda não pode contar com o argentino Manu Ginobili, também lesionado.

Sem dois de seus três principais jogadores, a responsabilidade de comandar a equipe ficou nas mãos do francês Tony Parker. O armador se saiu bem nas duas primeiras partidas; foram 37 pontos e 12 assistências no verdadeiro atropelamento frente ao rival Dallas Mavericks e 39 pontos e nove assistências diante da emergente equipe dos Blazers.

Porém, ontem, a equipe do Cleveland Cavaliers foi demais para Tony Parker. O armador francês ainda não está acostumado a comandar sua equipe diante de um time tão forte quanto o de Ohio. O baixo aproveitamento nos arremessos de TP comprova o que estou dizendo. De qualquer jeito, dos três grandes jogadores da equipe, Parker é o mais jovem; é interessante para ele ter essa experiência de grande líder da franquia texana, pois ele deve assumi-la definitivamente quando Manu e Duncan se aposentarem.

Além de Parker, o elenco texano provou ser forte. Mason, Finley e Bonner se revezaram chamando a responsabilidade durante vários momentos dessas três partidas. Porém, o que muito prejudicou o trio foi a perda do status de elemento surpresa; sem Duncan e Manu, a marcação das equipes adversárias pode se preocupar mais, por exemplo, com os big shots de Mason e com os tiros de três de Finley e Bonner.  Por isso, a derrota de ontem diante do competente Cleveland Cavaliers pode ser considerada perfeitamente normal.

Esses três jogos mostraram que Gregg Popovich pode ter tranquilidade para poupar Manu e Duncan para a pós temporada enquanto o nosso elenco de apoio consolida, a cada semana mais, a segunda colocação da Conferência Oeste. A partir da primeira rodada dos offs, o ala-armador argentino e o ala-pivô lendário podem retomar, aos poucos, sua quantidade de minutos ideais. E então vai ser difícil bater no nosso time como a equipe de King James fez ontem.

Anúncios

Interativo – Spurs vs. Cavaliers – Temporada Regular

Melhores Momentos de Spurs vs. Cavaliers – 27/02/2009

Top 10 da Rodada de 27/02/2009


Spurs (37-18) vs. Cavaliers (45-12) – The King James

kamusresumo1

sas286X97cle3

Ainda sem Tim Duncan e Manu Ginóbili, o San Antonio foi facilmente derrotado pela excelente equipe do Cleveland Cavaliers, que está mais forte do que nunca na liderança da Conferência Leste.

Ginóbili e Duncan observam o jogo apreensivos. (Foto por AP Photo/Eric Gay)

Ginóbili e Duncan observam o jogo apreensivos. (Foto por AP Photo/Eric Gay)

Mesmo jogando no AT&T Center, o Spurs não conseguiu imprimir o seu jogo e foi dominado logo no primeiro quarto pela equipe de Ohio. Conseguindo uma corrida de 12-0, o Cavaliers fechou o primeiro período na frente por 14 pontos.

Cavaliers Spurs Basketball

LeBron James consegue uma bandeja sobre Fabricio Oberto (Foto por AP Photo/Eric Gay)

No segundo período, os donos da casa voltaram e logo conseguiram tirar a vantagem para quatro pontos, mas a equipe de Cleveland não deixava o Spurs encostar no placar. Faltando 33 segundos para acabar o período, Gibson converte uma bola de três e deixa os visitantes na frente por sete pontos.

Na volta para o segundo tempo, o jogo estava equilibrado, mas com três bolas de perímetro seguidas de James a equipe do Cavaliers abriu 15 pontos no marcador. O San Antonio parecia perdido em quadra e não conseguia esboçar uma reação, enquanto os visitantes continuavam a aumentar a vantagem. Ao final do quarto, a diferença era de 21 pontos.

No período derradeiro, os times entraram com seus times reservas, o chamado Garbage Team. Com os reservas em quadra, a equipe de de San Antonio conseguiu tirar dez pontos, dando números finais à partida. De positivo, ficou o bom jogo de Pops Mensah-Bonsu, que, apesar de entrar apenas no Garbage, conseguiu se destacar no pouco tempo de quadra.

Destaques da Partida

San Antonio Spurs

Tony Parker – 11 pontos (3-16 FG) e seis assistências

Michael Finley – 11 pontos e sete rebotes

Pops Mensah-Bonsu – 11 pontos e seis rebotes

Cleveland Cavaliers

LeBron James – 30 pontos e 14 rebotes

Delonte West – 17 pontos, sete rebotes e cinco assistências

Zydrunas Ilgauskas – Dez pontos e dez rebotes

A briga no Oeste

A temporada já passou de sua metade, as festividades do All-star Weekend ficaram para trás e a briga no Oeste fica cada vez mais acirrada;  são nove equipes que permanecem na disputa por apenas oito vagas. Destas nove equipes, apenas Los Angeles Lakers e San Antonio Spurs parecem garantidos na pós-temporada.

Denver Nuggets, Houston Rockets, Portland Trailblazers, New Orleans Hornets, Utah Jazz, Dallas Mavericks e Phoenix Suns brigam vitória a vitória por posições na conferência. Uma derrota ou um triunfo pode derrubar ou alavancar o time na tabela.

Em meio a tamanha disputa, fica impossível prever quem será o primeiro adversário nos playoffs. Então, vamos analisar os mais prováveis:

Utah Jazz – Se a temporada terminasse hoje, este seria o nosso adversário da primeira rodada. O Jazz é uma equipe forte, mas que sofreu constantemente com lesões durante a temporada, o que acabou derrubando a campanha da equipe, que poderia ser bem melhor. Completos, é uma equipe dificil de bater. Com Deron Williams e Carlos Boozer como principais jogadores e um elenco de apoio contando com nomes como Mehmet Okur, Andrei Kirilenko e Paul Millsap, o Jazz pode surpreender mesmo sem o mando de quadra.

Dallas Mavericks – Atual oitavo colocado no Oeste, a equipe não parece mais ter a mesma força de anos anteriores. Porém, a rivalidade pode  dar um ânimo extra aos jogadores do Mavs, mas saírem vitoriosos em uma série de sete jogos parece improvável.

Phoenix Suns – Atualmente na nona colocação e fora da zona de classificação para os playoffs, porém seguem na disputa para ir à pós-temporada. Sem poder contar com Amaré Stoudemire pelo restante da temporada, as esperanças se depositam em Steve Nash, Shaquille O’Neal e na volta do run and gun, esquema tático que fez sucesso por anos no Arizona. Vencer a equipe de San Antonio e passar ao segundo round dos playoffs soa como missão impossível.

New Orleans Hornets – Ocupando a sexta colocação, as abelhinhas despencaram na tabela. Chegaram a ser quarto colocados há pouco tempo atrás, mas uma série de partidas ruins e derrotas fizeram a equipe descer na classificação. Na última temporada, o Hornets enfrentou os texanos de San Antonio nas semi-finais de conferência, deram trabalho mas acabaram saindo derrotados por 4 a 3. Nesta temporada, Chris Paul e companhia não parecem capazes de repetir o feito, e em caso de confronto contra o Spurs dificilmente sairão classificados.

Existe também a possibilidade, porém menor, de Blazers ou Rockets serem os adversários. A equipe de Portland ainda é inexperiente e, diante de uma equipe acostumada aos playoffs como o Spurs, é algo que deve pesar. Já a equipe da terra da Nasa não conta mais con T-Mac pelo restante da temporada, então a responsabilidade de guiar a equipe fica nas mãos do gigante Yao Ming e de Ron Artest. Este é um adversário que pode complicar, mas sem a vantagem do mando de quadra as chances de vitória para o Rockets diminuem muito.

Spurs (39-17) vs. Cavaliers (44-12) – Temporada regular

kamusprejogonz0

Pré-Jogo – San Antonio Spurs vs. Cleveland Cavaliers – Temporada Regular

Local: AT&T Center

Data: 27/02/2009

Horário: 23:30

Situação do Jogo

Ainda sem Manu Ginóbili, mas com a provável volta de Tim Duncan, o Spurs, que vem de quatro vitórias seguidas, recebe a equipe do Cleveland Cavaliers, que perdeu na noite de ontem para o time do Houston Rockets. Enquanto a equipe de San Antonio conta com a possível volta de seu astro maior, o time de Ohio terá o importante desfalque de Ben Wallace, que vinha fazendo uma excelente temporada até aqui, sempre marcando o principal big man adversário. Anderson Varejão deverá ser seu substituto, mas a rotação de garrafão estará seriamente prejudicada, já que o treinador Mike Brown poderá contar apenas com J.J. Hickson para a reserva.

Fique de Olho

cle

Clippers Cavaliers Basketball

Mo Williams vem sendo o principal escudeiro de LeBron James na atual temporada. O jogador, que era visto como individualista sem defesa, vem mostrando um jogo coletivo e um esforço defensivo que ninguém esperava. Williams vem sendo um dos principais responsáveis pela grande melhora da equipe de Cleveland na temporada.