Arquivo diário: 29/01/2009

A pedreira está só começando

linha3brunocq84

O San Antonio Spurs tem enfrentado um calendário complicado nessa temporada. Quando não temos uma sequência de jogos em dias quase que seguidos, temos adversários fortíssimos um atrás do outro. Isso vem atrapalhando a equipe, que mesmo assim consegue um bom record de vitórias na temporada.

Uma das sequências mais difíceis até aqui teve início no último dia 25 de janeiro, quando o San Antonio Spurs foi até Los Angeles para enfrentar o Lakers. Nunca é fácil jogar contra Kobe Bryant e cia, ainda mais quando o jogo é fora de casa. A derrota por 99 a 86 foi considerada normal, embora tenha sido um péssimo começo na complicada sequência de jogos.

Duas noites atrás, o Spurs viajou até Utah para enfrentar o Jazz. Apesar da campanha irregular até aqui – fruto de muitos problemas físicos – o Jazz é um time muito perigoso, principalmente quando joga em seus domínios. Dispostos a se recuperarem do revés sofrido diante dos angelinos, os comandados de Gregg Popovich jogaram bem, e com um grande desempenho de Matt Bonner venceram por 106 a 100.

Na noite de hoje, o adversário da vez será o Phoenix Suns. Mais uma vez fora de casa, o Spurs buscará vencer sua segunda partida consecutiva – dessa vez contra seus rivais do Arizona. Na temporada, as equipes já se enfrentaram duas vezes; a primeira foi na abertura da época, quando desfalcado, San Antonio perdeu em casa. No outro enfrentamento, o Spurs venceu com uma fantástica cesta do ala Roger Mason no estouro do cronômetro.

No último dia de janeiro, 31, o San Antonio Spurs finalmente volta para casa. O adversário será o New Orleans Hornets. As duas equipes já se enfrentaram uma vez na temporada; naquele dia, Tim Duncan e companhia venciam, mas acabaram tomando o revés no último período. Comandados por Chris Paul, o Hornets faz mais uma vez uma boa campanha e deverá incomodar bastante as forças do oeste nos playoffs.

Sai janeiro e entra fevereiro, o mês do carnaval. Pelo jeito, nada de festa pros lados do Texas. Já no dia dois, a equipe volta a pegar a estrada para enfrentar a correria do Golden State Warriors. Na noite seguinte, nova viagem – dessa vez para o Colorado. O adversário da vez será o Denver Nuggets. Após essa sequência, uma pausa de cinco dias deve refrescar o veterano elenco; contudo, nada de ânimo, pois na volta o adversário será o badalado Boston Celtics – novamente fora de casa.

É, caro torcedor do Spurs, a sequência de jogos do Spurs só está começando. A parte boa é que o mês de fevereiro será mais tranquilo. Duas pausas de cinco dias cada estão programadas. A primeira, já citada acima, e a segunda, que acontecerá do dia 12 ao dia 16 de fevereiro. Os vovôs de San Antonio merecem um descanso.

Spurs (30-14) @ Suns (25-18) – Temporada Regular

pre-jogo

Pré-Jogo – San Antonio Spurs @ Phoenix Suns – Temporada Regular

Local: US Airways Center

Data: 29/01/2009

Horário: 01:30 (Horário de Brasília)

Situação do jogo

Ambas as equipes vêm de vitória; o Spurs derrubou o perigoso Jazz em Salt Lake City, já o Suns ganhou do Wizards na capital americana. Nos últimos anos, esse duelo ganhou em rivalidade, já que o time texano eliminou por algumas vezes  a equipe do Arizona  dos playoffs; devido a esse fator, Spurs e Suns é sempre esperança de um bom jogo!

Série na Temporada (1-1)

30/10/2008 – San Antonio Spurs 98 X 103 Phoenix Suns

No primeiro jogo da temporada regular para ambos os times, o Suns se deu melhor, com bela atuação de Amaré Stoudemire. Acima de tudo, este era o primeiro jogo sem Manu, que vinha se recuperando da cirurgia feita. Tony Parker assumiu as rédeas do time e fez 32 pontos nessa noite.

26/12/2008 – San Antonio Spurs 91 X 90 Phoenix Suns

Num jogo decido apenas na última bola, o Spurs acabou empatando a série na temporada. Além de Roger Mason, que decidiu o jogo, o Spurs contou com uma grande atuação de Tim Duncan, com 25 pontos e 17 rebotes, e Tony Parker, com 27 pontos, 8 assistências e 4 roubos de bola.

Fique de Olho
Phoenix Suns

O armador Steve Nash ja foi Bi-MVP; acostumado a ter boas atuações contra o Spurs, é bom reforçar a marcação sobre o jogador, que, apesar de fraco defensor, com a bola na mão se torna um perigo para qualquer defesa da NBA.