Arquivo diário: 28/01/2009

Interativo – Spurs @ Jazz – Temporada Regular

Melhores Momentos de Spurs @ Jazz – 27/01/2009


Top 5 da Rodada de 27/01/2009


A magia de Orlando

Seguindo a série de análises das equipes de maior destaque na NBA, darei espaço na minha coluna de hoje ao Orlando Magic.

A equipe da Flórida já vinha crescendo nos últimos tempos. Depois de obter a pior campanha da NBA na temporada 2003-04, com apenas 21 vitórias, a franquia selecionou o jovem pivô Dwight Howard. Foi quando começou a ascensão.

Mesmo com o crescimento, o Orlando bateu na trave nas duas temporadas seguidas (2004-05 e 2005-06), conseguindo voltar aos playoffs apenas na de 2006-07, na última vaga do leste. A equipe melhorou ainda mais no ano seguinte, conseguindo a terceira colocação em sua conferência. Mas ainda assim, não foi páreo para equipes mais preparadas, como Boston e Cleveland.

Para esta temporada, a equipe ficou ainda melhor. Conta com a colaboração do armador Jameer Nelson, com médias de 17.1 pontos e 5.3 assistências; do ala-pivô Rashard Lewis, 19.3 pontos e 6 rebotes; além do ala Hedo Turkoglu, que vem contribuindo com 17.2 pontos por jogo.

Claro que todos eles têm colaborado com a equipe, mas a principal estrela e motivo pelo qual o Magic está nesta confortável situação é o super pivô Dwight Howard. Com médias de 20 pontos, 13.8 rebotes e 3.17 tocos por jogo, Howard está sendo peça chave para tornar o Orlando uma das melhores equipes da NBA. Com 34 vitórias e 10 derrotas, a franquia tem hoje o quarto melhor desempenho da temporada, atrás apenas de Celtics, Cavaliers e Lakers, e deve chegar com muito mais força aos playoffs do que nos últimos anos. Boston e Cleveland que se segurem, porque o Orlando vem para brigar.

Spurs (30-14) @ Jazz (25-21) – Vitória sofrida e vice-liderança assegurada

106X100

Após a derrota para o Los Angeles Lakers fora de casa, o San Antonio Spurs foi até Salt Lake City encarar os donos da casa, o Utah Jazz. Em partida muito disputada, os texanos levaram a melhor graças às boas atuações de Tim Duncan, Tony Parker e Matt Bonner, e asseguraram a vice-liderança da Conferência Oeste.

Tim Duncan avança sobre a marcação de Paul Millsap (AP Photo/Douglas C. Pizac)

Tim Duncan avança sobre a marcação de Paul Millsap (AP Photo/Douglas C. Pizac)

O ínicio da partida mostrou ao Spurs que eles não teriam um caminho fácil para alcançar a vitória; o Utah Jazz começou dominando as ações e liderou o placar no primeiro período, vencendo por 28 a 25, comandados pela boa atuação do ala-pivô Paul Millsap.

Parker e Okur foram destaques na partida. (AP Photo/Douglas C. Pizac)

Parker e Okur foram destaques na partida. (AP Photo/Douglas C. Pizac)

O segundo quarto foi igualmente disputado. Porém, ambas as equipes abusavam dos erros, apesar das defesas pouco eficientes. Os visitantes foram para o intervalo vencendo por um ponto, graças a um arremesso de longa distância certeiro de Matt Bonner no estouro do cronômetro.

No retorno dos vestiários, o rumo da partida parecia que iria mudar; liderados por Tony Parker, o Spurs chegou a abrir 10 pontos de vantagem no marcador. Porém, enganou-se quem achou que a partir daí o jogo ficaria fácil; rapidamente a equipe de Utah destruiu a vantagem adversária e o jogo voltou a ficar equilibrado, e, com uma bandeija de Ronnie Brewer no estouro do cronômetro, a partida foi para o último período empatada em 80 pontos.

No último quarto, o San Antonio Spurs chegou a ficar atrás no plcar em alguns instantes, mas permaneceu à frente na maior parte do tempo. Impondo um ritmo forte na defesa e com calma e precisão nos momentos decisivos, os texanos decretaram a vitória com os lances livres convertidos nos momentos finais por Manu Ginobili.

Destaques da Partida

San Antonio Spurs

Tim Duncan – 24 pontos, 9 rebotes, 8 assistências e 3 bloqueios

Tony Parker – 24 pontos e 6 assistências

Matt Bonner – 20 pontos (6-7 nos arremessos de 3 pontos) e 5 rebotes

Manu Ginobili – 13 pontos (11-12 nos lances livres), 9 rebotes, 5 assistências e 4 roubos de bola

Utah Jazz

Mehmet Okur – 22 pontos e 17 rebotes

Deron Williams – 19 pontos e 13 assistências

Ronnie Brewer – 23 pontos