Arquivo diário: 15/01/2009

Spurs (25-12) @ 76ers (18-20) – Temporada Regular

prejogokamusnu81

Pré-Jogo – San Antonio Spurs @ Philadelphia 76ers – Temporada Regular

Local: Wachovia Center

Data: 16/01/2009

Horário: 21:00 (Horário de Brasília)

Situação do jogo

Após a emocionante vitória sobre o Los Angeles Lakers, a equipe texana segue empolgada em busca do seu segundo triunfo consecutivo. Já a equipe do Sixers vem de cinco vitórias consecutivas, e, jogando em seus domínios e com o apoio de sua torcida, deverá ir com tudo para cima do Spurs.

Série na temporada (1-0)

03/01/09 – Spurs 108 vs. 106 76ers

Na única partida entre as duas equipes na temporada, o Spurs conseguiu uma vitória atuando em casa. Após começo arrasador, a equipe de San Antonio deixou os visitantes encostarem no placar, e o jogo foi decidido no estouro do cronômetro com uma cesta de Tony Parker.

Fique de olho

phi

iguodala

Andre Iguodala é o cestinha da equipe na temporada. Foto: Al Tielemans/SI

Com 17.1 pontos, 6.1 rebotes e 5.3 assistências, Andre Iguodala vem sendo o principal destaque da equipe de Philadelphia na temporada. Seu desempenho cresceu muito nos últimos cinco jogos da equipe, e no primeiro confronto entre 76ers e Spurs, Iggy anotou 25 pontos. Olho nele, Spurs.

Interativo – Spurs vs. Lakers – Temporada Regular

Melhores Momentos de Spurs vs. Lakers – 14/01/2009

Top 10 da Rodada de 11/01/2009

Vejam nossa sessão de fotos do jogo clicando aqui

Spurs ainda deve fazer trocas

RC Buford, General Manager do Spurs

RC Buford, General Manager do Spurs

O San Antonio Spurs ainda deve se envolver em trocas nesta temporada – é o que afirmam especialistas do site ESPN.com. Segundo eles, não é novidade dentro do círculo de dirigentes o interesse do Spurs em obter ao menos mais um jogador de qualidade para ajudar a equipe na luta pelo título.

A data limite para trocas é dia 19 de fevereiro, e, mesmo com um mercado restrito e poucas opções possíveis, cogita-se a contratação de mais um jogador de garrafão ou algum pontuador de perímetro para entrar na rotação da equipe.

Spurs como nos velhos tempos

linha3brunocq82

Na noite de ontem, a equipe do San Antonio Spurs bateu o badalado e temido Los Angeles Lakers. Resultado absolutamente normal, embora alguns achem que tenha sido surpreendente. Muitos pontos positivos a se destacar e poucos negativos; vamos começar pelo lado ruim.

A equipe comandada por Gregg Popovich sempre ficou conhecida pela forte defesa, que joga duro e em muitas vezes acaba passando por desleal. Pois é, nessa temporada o panorama tem sido completamente diferente – a defesa está irreconhecível. Por algum motivo, Bruce Bowen tem ficado no banco na maior parte dos jogos e ainda por cima vem sendo pouco aproveitado nos minutos finais. Tudo bem, ele é um dos jogadores mais velhos da liga e merece ser poupado para os playoffs, mas, em um jogo como o de ontem, achei uma péssima decisão deixá-lo no banco enquanto o Roger Mason sofria para marcar o Kobe Bryant – como jogou o Bryant no final, diga-se de passagem.

Outro problema frequente é a pane do último período. Agora de cabeça me lembro de três jogos em que o Spurs jogava muito bem durante todo o jogo e no último quarto simplesmente apagou – os dois últimos jogos, contra Magic e Lakers, servem como exemplo. O outro duelo do qual me refiro foi contra o New Orleans Hornets, há um mês atrás.

Chega de problemas! A parte boa é que a equipe melhorou bastante e está jogando muito bem – bem o suficiente para enfrentar de igual para igual os aspirantes a título. Na noite de ontem, Manu Ginobili lembrou o  Manu dos velhos tempos – aquele que só faltava fazer chover em quadra. Foram 27 pontos e uma atuação como há tempos não se via do argentino. Tim Duncan foi decisivo, como sempre. No final, acertou duas bolas consecutivas que foram importantíssimas para manter San Antonio no jogo.

E o que falar do Roger Mason? O cara chegou e já pegou uma vaga de titular em pouquíssimo tempo – méritos do técnico Gregg Popovich, que deu chance e acreditou no potencial do até então pouco conhecido jogador. Prova de que Roger Mason goza de total confiança do treinador e do elenco é o fato de ultimamente ele ter decidido quase todos os jogos que precisou – Phoenix Suns e Los Angeles Lakers, por exemplo.

Em suma, o Spurs está mais vivo do que nunca. É claro que ainda há muitos pontos deficientes; falta um big man de qualidade para ajudar o Duncan, falta melhorar a defesa e falta acordar o time nos períodos derradeiros. Fora isso, a equipe caminha rumo aos playoffs e tenho certeza que brigará com igualdade de condições contra as forças do oeste. Ah, só para finalizar, como joga esse tal de George Hill; será uma pena se deixarem ele de fora do Rookie Challenge.

Spurs (25-12) vs. Lakers (31-7) – Novamente o herói!

112X111Los Angeles Lakers

Novamente o herói de San Antonio apareceu para sacramentar mais um triunfo para os texanos. Roger Mason Jr de novo foi quem decidiu a última bola e deu números finais à partida, dando a vitória para o Spurs mais uma vez.

Mason comemora cesta decisiva (AFP/Getty Images/Ronald Martinez)

Mason comemora cesta decisiva (AFP/Getty Images/Ronald Martinez)

A partida começou com os ataques prevalecendo sobre as defesas; as equipes marcavam mal e permitiam arremessos livres de marcação. Gasol comandou a arrancada angelina, anotando 12 dos primeiros 20 pontos da equipe. Enquanto isso, pelo Spurs, Mason e Parker eram os principais anotadores. O primeiro quarto terminou com placar alto; 30-29 a favor dos donos da casa.

O segundo período seguiu a mesma tendência ofensiva. Com Kobe Bryant e Manu Ginobili em noites inspiradas, as equipes foram para o intervalo com o placar apontando 63 para o Spurs e 61 para o Lakers.

Manu jogou como nos velhos tempos
Manu jogou como nos velhos tempos

Na volta dos vestiários, os donos da casa conseguiram abrir ligeira vantagem, mas que foi prontamente respondida pelos adversários, que novamente encostaram no placar. Mas, graças às jogadas de Manu, o Spurs recuperou a vantagem perdida; destaque para a bola de 3 pontos ao soar do apito final.

No último e decisivo período, o Spurs conseguiu abrir vantagem de 11 pontos no início; porém, após metade do quarto, o Lakers conseguiu a reação e aos poucos foi se aproximando no marcador. Nos instantes finais do jogo, Duncan e Manu comandavam as ações pelo lado texano, enquanto Kobe Bryant era o líder pelo lado angelino. A poucos segundos do fim, Kobe acertou um tiro de 3 pontos por cima de Roger Mason e deu vantagem de 2 pontos a sua equipe. Popovich pediu tempo e, na volta a quadra, a bola foi para as mão de Roger Mason, que converteu o arremesso, sofreu falta de Derek Fisher e converteu o lance livre. O Lakers ainda teve mais uma oportunidade para tentar a vitória, mas Kobe sofreu dupla marcação e a bola foi para Ariza, que tentou a infiltração e teve a adandada marcada pela arbitragem.

Destaques da Partida

San Antonio Spurs

Manu Ginobili – 27 pontos, 3 rebotes e 2 assistências

Tim Duncan – 20 pontos, 10 rebotes, 8 assistências e 2 bloqueios

Tony Parker – 20 pontos

Roger Mason – 18 pontos

Los Angeles Lakers

Kobe Bryant – 29 pontos, 7 rebotes e 10 assistências

Pau Gasol – 21 pontos e 5 rebotes

Adrew Bynum – 18 pontos