McDonald’s Championship 1999 – Parte 4

No “Passando a Limpo” dessa semana, continuaremos a falar sobre o torneio mundial de clubes de 1999. Na Parte 1, falamos um pouco da história do campeonato;  na Parte 2, começamos a contar como foi o primeiro dia de disputas; na Parte 3, mostramos como foram as semifinais da disputa. Hoje terminaremos nossa série de artigos com o último dia, quando foram disputados o 5º e 3º lugares do torneio e a grande final do McDonald’s Championship de 1999.

Dia 3 – 16 de Outubro

Disputa do 5º Lugar

Adelaide 36ers (Austrália) 91 X 84 C.S. Sagesse (Líbano)

Na disputa pela 5ª posição do torneio, os australianos do Adelaide 36ers enfrentaram os libaneses do C.S. Sagesse. No primeiro período, empurrado pela torcida libanesa, o Sagesse conseguiu uma recuperação fantástica e fechou-o empatando em 20 a 20, após iniciar a partida perdendo por 16 a 4. Mas, no segundo quarto, o Adelaide conseguiu o controle da partida e foi para o intervalo com 48 a 34.

Na volta, o time libanês conseguiu tirar a vantagem de 14 pontos e empatou novamente no terceiro quarto em 64 a 64. Eles conseguiram até virar a partida no começo do último período, mas o 36ers  retomou a liderança e venceu com segurança o quarto, e assim ficou na 5ª posição do torneio vencendo por 91 a 84.

Os libaneses foram comandados pelo cestinha da partida, o ala Elie Mchantaf, com 26 pontos, e pelo ala-armador Mohammed Acha, que marcou 22. Pelo 36ers,  o ala-pivô Martin Cattalini liderou, com 23 pontos, e seus companheiros de equipe, o armador Brett Maher e o ala Paul Maley, anotaram 21 e 22 pontos, respectivamente.

O C.S. Sagesse foi o primeiro time da Ásia a competir no McDonald’s Championship, e deixou uma boa impressão após grandes partidas contra o Varese e o Adelaide. Segundo o técnico do Sagesse Ghassan Sarkis, “nós viemos como o pior time e acho que nós não tínhamos o respeito dos outros times antes de chegar aqui. Mas acredite, provamos que temos um time muito forte.”

Disputa do 3º Lugar

Zalgiris Kaunas (Lituânia) 97 X 78 Varese Roosters (Itália)

Na disputa da 3ª posição do campeonato, o embate foi entre os lituanos do Zalgiris Kaunas  contra os italianos do Varese Roosters. O Varese continuou a boa atuação que teve contra o Spurs, iniciou a partida com uma bela vantagem de 2 a 10 e fechou o primeiro quarto em 21 a 24. No segundo período, o Zalgiris teve de se adaptar ao jogo veloz dos italianos, forçando o jogo em seus pivôs. Com uma rara cesta de três pontos de Minaugas Timinskas, o time báltico alcançou a liderança por 37 a 34 e aumentou essa vantagem, se retirando ao intervalo com 49 a 43.

Na volta ao jogo, o Kaunas continuava seu controle do jogo, indo à última parte do jogo vencendo por 69 a 56. No período final, o Roosters tentou encostar no placar, mas quando a vantagem chegou a 20 pontos, o time italiano viu sua chance de vencer a partida escapar, e o time lituano ficou como 3º lugar do torneio com a vitória em 97 a 78.

O Zalgiris teve o cestinha da partida, Timinskas, com 26 pontos, e o ala Mindaugas Zukauskas adicionou 18. Pelo Varese, O armador Gianmarco Pozzeco anotou 16 pontos, e o ala Maurizio Giadini fez 15.

Final

San Antonio Spurs (EUA) 103 X 68 Vasco da Gama (Brasil)

O pivô José Vargas tenta marcar o MVP do torneio Tim Duncan

O pivô José Vargas tenta marcar o MVP do torneio Tim Duncan (tripod.com/vascohoje)

A grande final do torneio McDonald’s Championship de 1999 foi entre os brasileiros do Vasco da Gama e os americanos do San Antonio Spurs.  O Spurs, após uma dura partida semifinal contra o Varese, iniciou arrasando o jogo com 24 a 10, e, com 18 pontos de Tim Duncan no quarto, o time estava a frente em 28 a 21. O Vasco, com o americano Charles Byrd, conseguiu encostar no início do segundo período e diminuiu a diferença para apenas cinco pontos, mas com uma corrida de 13 a 2, em que David Robinson anotou cinco pontos, o time brasileiro foi para o intervalo sendo derrotado por 56 a 36.

O técnico Gregg Popovich manteve seus titulares em quadra, mesmo com a boa vantagem conseguida antes do intervalo. Mas, com bons arremessos de três pontos de Rogerio Klafke, o Vasco aproximou-se   novamente do San Antonio perto do final do terceiro período, estando atrás por apenas 11 pontos, e iniciou o último período com 79 a 65. Mas o Spurs mostrou porque era o atual campeão da NBA, marcando muito bem o time brasileiro e só permitindo que eles marcassem dois pontos no quarto, e assim o San Antonio Spurs conquistou o McDonald’s Championship de 1999 vencendo o Vasco da Gama por 103 a 68.

O ala-pivô Rogério Klafke em jogada contra o Spurs

O ala-pivô Rogério Klafke em jogada contra o Spurs (tripod.com/vascohoje)

O Spurs conseguiu apagar a má atuação do time na noite anterior e confirmou a hegemonia da NBA no torneio e a distância que existia entre os times americanos e o resto do mundo. Em entrevista, o técnico Gregg Popovich disse que o Vasco jogou enquanto teve forças, pois teve de jogar três jogos em três dias.

O troféu Drazen Petrovic, para o melhor jogador do torneio, foi para o ala-pivô do Spurs Tim Duncan, em uma atuação de gala na última partida, com 32 pontos e 18 rebotes. Pelo Spurs, o pivô Robinson e Avery Johnson anotaram 16 e 14 pontos respectivamente. O Vasco da Gama foi liderado novamente por Byrd, com 17 pontos, por Vargas e pelo ala-armador Demetrius com 12 pontos cada. Vejam aqui o vídeo postado na primeira parte com os melhores momentos da partida.

O time ideal do campeonato foi Tim Duncan e Avery Johnson, ambos do San Antonio Spurs, Gianmarco Pozzecco, do Varese Roosters, Charles Byrd, do Vasco da Gama, e Francesco Vescovi, do Varese, e Jose Vargas, do Vasco, que ficaram empatados em sua posição.

O pivô David Robinson e o ala-pivô Tim Duncan erguem, repectivamente, o trófeu de campeão e o de MVP do torneio (AP Photo/sportsillustrated.cnn.com)

O pivô David Robinson e o ala-pivô Tim Duncan erguem, repectivamente, o trófeu de campeão e o de MVP do torneio (AP Photo/sportsillustrated.cnn.com)

Anúncios

Sobre Glauber da Rocha

Estudante de Direito e torcedor do San Antonio Spurs desde 2007

Publicado em 11/01/2009, em McDonald’s Championship 1999, Passando a limpo. Adicione o link aos favoritos. 8 Comentários.

  1. “O pivô José Vargas tenta marcar o MVP do torneio Tim Duncan” q eu saiba,o MVP desse tornei foi o armador vascaino Charles Byrd

    • Byrd teve otima atuaçao, mas ele nao foi MVP nunca. Mas ele foi eleito pro quinteto do torneio junto do VARGAS. A atuaçao na semi do Vasco foi histórica. E o Rogério não era ALA-PIVÔ, ele era um ALA puro, 3. Hoje, sim, ele é mais um ala-pivô. O time titular do Vasco era Demétrius, 01, Byrd, 02, Rogério Klafke, 03, MIngão, 04, e o grande JOsé Vargas, 05. Depois entraram, principalmente, Janjão, Aylton Tersch, Sandro Varejão (primordial em alguns rebotes no final do jogo), a legenda do Rio, Alexey. Além dos que pouco entraram como Helinho, Manteiguinha e Diego. O último quarto do Vasco entrou pros anais do basquete brasileiro. Foi uma das maiores atuaçoes de um time brasileiro de basquete sem duvidas, quadno o Vasco não PERMITIU o Kaunas pontuar no ultimo quarto nem que fosse ocm faltas duras, mas se impondo defensivamente. O Vasco aos poucos foi se aproximando e deu no que deu. Foi um privilégio ter assistido a esta partida pela ESPN, narrado pelo Milton Leite que ficou rouco na cesta de tres do Rogerio no último minutos. E depois ainda, tivemos uma FALTA E CESTA do Vargas. Confesso q muito novo pulei como nunca e chorei em frente a tv, pq sabia da hsitoria que estava sendo feita. Tb acompanhei a saga do ATENAS dois anos antes, entao tinha a dimensão do que estava acontecendo. Muito obrigado por me fazer lembrar daquele momento mágico e histórico. Um abraço

  2. Cássio
    O MVP do torneio foi mesmo TIm Duncan
    Alguns acreditavam que Byrd por suas grandes atuações seria escolhido o melhor jogador, mas confirmando a hegemonia americana, escolheram o ala-pivô do Spurs

  3. Luís Felipe Lacerda

    Tirando o T. Ducan, o C. Byrd foi o M.V.P.
    Tirando a NBA, o Vasco era o melhor time do mundo.

  4. Paulinho/+/L.A

    parabens ao spurs mas na verdade o grande campeao simbolico do torneio foi o vasco da gama…o spurs campeao da nba em 99 era obvio que seria o campeao mas quem chegasse a final c ele sim seria consagrado tenho orgulho de ser vascaino relembrando esse jogo…acompanhava nba ja e o spurs tava no auge torres gemeas nba tittle…o vasco é campeao do mundo e a mulambada c esse timinho ridiculo ai da tal nbb toda chora hahahaha

  5. Vasco vice? Piada pronta kkk #GOSPURSGO

  6. Como disse o próprio técnico americano, o Vasco fez 3 jogos em 3 dias, enquanto os americanos fizeram apenas 2 jogos no torneio. Não vou nem falar da diferença no porte físico entre os jogadores, já que o braço do Tim Duncan dava dois do Sandro Varejão. Então, enquanto teve forças o Vasco jogou e ganhou 1 quarto de um time campeão da NBA (fez mais pontos no terceiro quarto). Depois, esgotado fisicamente, ficou difícil chegar.

  1. Pingback: Ex-jogador da seleção brasileira relembra duelo com o Spurs | Spurs Brasil

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s