Arquivo diário: 01/01/2009

Ano novo vida nova

linha3brunocq8

2009 chegou! É, caros amigos, mais um ano se passou e muita coisa aconteceu. Agora, é hora de olhar para a frente e tentarmos enxergar um pouco a diante. Para o torcedor do Spurs, o ano que passou foi bom; apesar de termos ficado longe do título da NBA no ano passado, conseguimos mais uma vez chegar longe e mantivemos o bom ritmo dos últimos dez anos. Sim, por mais um ano San Antonio está entre as melhores equipes da liga.

Entretanto, existem as já batidas preocupações; a maioria dos atletas já está com idade avançada, o que em muitas partidas ou em longas sequências de jogos é bastante prejudicial. Ao meu ver, o elenco é melhor que o do ano passado; Roger Mason chegou e se mostrou um grande jogador. Junto com ele, o novato George Hill tem se demonstrado muito promissor – me lembra muito o Parker no começo de carreira: bom jogador mas um pouco afobado em determinados momentos.

Posso ser deveras otimista e afirmar que temos condições de brigarmos de igual para igual com equipes como Los Angeles Lakers, Boston Celtics e Cleveland Cavaliers. De fato, hoje vejo que esses times estão um passo à frente dos texanos. O Celtics é o atual campeão e tem um dos melhores trios da liga, além de Rajon Rondo, que faz uma espetacular temporada. O Lakers, apesar de ter caído um pouco nos últimos jogos – o que é absolutamente normal em um campeonato longo como a NBA – ainda é um dos favoritos. LeBron James finalmente tem um time à seu nível e finalmente deve brigar de igual para igual com as grandes forças de Leste e Oeste.

No entanto, vejo que, em análises, muita gente simplesmente tem ignorado e passado por cima do Spurs. O time não atravessa sua melhor fase, é verdade, mas é sempre bom lembrar que dois dos seus principais jogadores estiveram inativos durante grande parte do começo da temporada, e só estão voltando à velha forma agora. Assim como nos outros anos de título, San Antonio tem passado desapercebido; resta saber se em 2009 a história se repetirá. E é ano ímpar, o que tem se tornado uma espécie de amuleto entre os torcedores texanos.