Arquivo diário: 27/11/2008

George Hill empolgado com atuação diante do Bulls

O armador novato George Hill do San Antonio Spurs foi um dos grandes nomes da vitória da equipe ante o Chicago Bulls na última quarta-feira. Inspirado no último quarto de jogo, o jogador terminou a partida com um duplo-duplo – o único anotado pelos jogadores do Spurs  – ao anotar 19 pontos e obter 11 rebotes. Surpreendente por chamar a responsabilidade para si e pela frieza com qual atua em momentos de conclusão de jogadas, Hill comentou em entrevista nesta quinta-feira sua atuação contra a franquia de Chicago.
yahoo.com)

George Hill tenta a bandeja em cima de Luol Deng. Armador vem agradando (Foto: yahoo.com)

“Realmente foi um ótimo jogo não só individualmente como no coletivo”, disse o novato. “Eles (Bulls) complicaram as coisas no primeiro tempo e até no terceiro quarto tivemos que lidar com uma bela vantagem deles, mas encaixamos o jogo e saímos com a vitória, que é mais importante do que qualquer atuação minha ou de outro companheiro individualmente. Claro que anotar um duplo-duplo foi especial e agradeço ao Pop (Gregg Popovich, técnico do Spurs), à comissão técnica e aos meus companheiros pela confiança que eles vêm depositando em mim dentro e fora das quadras”.

Essa foi a primeira vez que Hill conseguiu dois dígitos em dois fundamentos desde que estreou pelo Spurs. O novato vem substituindo o lesionado Tony Parker e deve permanecer muito ativo na rotação do time mesmo com a volta do titular absoluto da armação devido às suas grandes apresentações. Até o momento, o jovem tem médias de 11.7 pontos, 3.4 rebotes e 3.2 assistências por partida em sua temporada de estréia entre os profissionais.

Bulls (7-9) @ Spurs (8-6) – Derrick Rose? George Hill!

88X98

Jogando diante de sua torcida, o San Antonio Spurs recebeu o Chicago Bulls em busca de sua terceira vitória consecutiva e atingiu seu objetivo com louvor. Com todas as expectativas voltadas para o novato Derrick Rose, primeira escolha do último recrutamento de calouros, o grande nome da partida foi outro jovem: o também novato George Hill, armador do Spurs. Tim Duncan e Manu Ginobili também tiveram boas atuações, e a vitória veio após um massacre texano no segundo tempo de jogo.
Manu Ginobili foi, mais uma vez, um dos melhores jogadores do Spurs (Photo by D. Clarke Evans/NBAE via Getty Images)

Manu Ginobili foi, mais uma vez, um dos melhores jogadores do Spurs (Photo by D. Clarke Evans/NBAE via Getty Images)

O primeiro quarto da partida foi equilibrado, com ambas as equipes atuando mais retraídas, na espera do erro adversário. Com belíssima atuação do ala-pivô Tim Duncan, que anotou 11 pontos, agarrou três rebotes e ainda converteu quatro de seus seis arremessos tentados, o Spurs acabou com pequena margem de vantagem sobre o Bulls, 25 a 24. Pelo lado dos visitantes ficou neste início de partida o destaque para a atuação do novato armador Derrick Rose, que mesmo quando não pontua participa ativamente das jogadas de ataque do time de Chicago.

Como de costume, Tim Duncan liderou o Spurs (Photo by D. Clarke Evans/NBAE via Getty Images)

Como de costume, Tim Duncan liderou o Spurs (Photo by D. Clarke Evans/NBAE via Getty Images)

O panorama da partida não mudou muito no segundo quarto. O Spurs continuou dependendo das jogadas ofensivas de Tim Duncan, que anotou mais sete pontos ao decorrer desde período, totalizando 18 feitos. Com a ajuda de Manu Ginobili e de George Hill, os donos da casa mantiveram a vantagem no placar até poucos minutos antes do intervalo, quando viram o placar ser equalizado pelo Bulls, que tinha até o momento como principais destaques o já citado Rose, o ala-pivô Drew Gooden e o ala-armador Ben Gordon – este o único jogador além de Duncan a anotar mais de dez pontos no primeiro tempo, com 13 no total. O placar marcava 45 pontos para cada franquia na ida para o intervalo.

O retorno das equipes à quadra marcou o início de um duelo emocionante, com viradas de placar e o ressurgimento de Manu Ginobili, que após voltar de lesão chamou a responsabilidade no momento crítico do jogo. O Bulls começou o terceiro período com ótima atuação de Drew Gooden, que garantiu vantagem de nove pontos para os visitantes no placar após metade do quarto ter sido jogada. Neste momento, Ginobili passou a ser decisivo, e, com passes para Ime Udoka, que converteu duas cestas de três pontos seguidas, o Spurs passou a liderar a partida novamente. Impondo sua defesa, a equipe de San Antonio tomou apenas dois pontos nos últimos três minutos do terceiro quarto, deixando o placar favorável em 76 a 71 antes do período derradeiro.

Todo o equilibrio dos dois primeiros quarto e que começou a ruir no final do terceiro foi definitivamente por água abaixo nos últimos 12 minutos de jogo. Com o armador novato George Hill inspiradíssimo, o Spurs não deu qualquer chance ao Bulls. Chamando a responsabilidade para si como faz um veterano, Hill comandou a vitória texana no quarto período. Anotando impressionantes dez pontos em questão de apenas oito minutos passados no quarto em questão, Hill tomou o controle da partida, obteve um duplo-duplo ao agarrar dez rebotes – sendo cinco ofensivos – e acabou reverenciado pela torcida local. Após o armador dar seu show, o Spurs encontrava-se com vantagem superior aos 20 pontos e o jogo já estava decidido. Com show de George Hill para cima do badalado Derrick Rose, o Spurs vence mais uma e chega cada vez mais perto dos líderes do Oeste.

83010595DCE_BULLS_SPUR

George Hill passa por marcação de Ben Gordon. Novato foi destaque mais uma vez. (Photo by D. Clarke Evans/NBAE via Getty Images)

Destaques da Partida

San Antonio Spurs

George Hill – 19 pontos, 11 rebotes, 4 assistências e (7-16) FG

Tim Duncan -21 pontos, 8 rebotes e (8-12) nos arremessos de quadra

Manu Ginobili -15 pontos, 4 assistências e 3 rebotes em 18 minutos

Kurt Thomas – 8 pontos e 9 rebotes

Roger Mason – 9 pontos e (2-12) nos arremessos de quadra

Chicago Bulls

Drew Gooden -20 pontos e 12 rebotes

Ben Gordon -23 pontos e (9-16) nos arremessos de quadra

Derrick Rose – 10 pontos, 6 rebotes e 6 assistências