Arquivo diário: 05/11/2008

A grande transação da temporada

A grande notícia da NBA nesta semana é a troca entre Chauncey Billups e Allen Iverson. A troca ainda inclui, por parte do Pistons, o ala-pivô Antonio McDyess e o pivô Cheick Samb, que foram enviados ao Nuggets. Se durante a off-season não houveram grandes transações que abalassem o mundo da NBA, a temporada regular começa com essa bomba.

Chauncey Billups tem 32 anos. Na carreira, tem médias de 14.8 pontos e 5.5 assistências. Na última temporada, médias de 17 pontos e 6.8 assistências por jogo. Foi três vezes chamado para o All-Star Game e foi o MVP das finais de 2004.

Allen Iverson  tem 33 anos. Na carreira, tem médias de 27.9 pontos e 6.3 assistências por jogo. Na última temporada, médias de 26.3 pontos e 7.1 assistências. Foi MVP na temporada 2000-01, além de ter sido o MVP do All-Star Game em 2001 e em 2005.

Uma troca um tanto quanto inusitada, aparentemente. Iverson é indiscutivelmente mais habilidoso, melhor chutador e mais decisivo, e os outros jogadores incluídos na transação não equiparam a troca. Entretanto, é necessário tentar entender o lado do Nuggets. Desde que Iverson chegou, o time não passa da primeira rodada dos playoffs. O ex-jogador do 76’ers chegou a Denver com a responsabilidade e o investimento para levar o time mais longe do que conseguiu. Sem Allen, o Nuggets já havia conseguido chegar à primeira rodada dos playoffs também. É muito investimento por nada.

Billups também não é um jogador qualquer. Foi fundamental para a equipe de Detroit conseguir o título de 2003-04. Além disso, é um jogador que pensa muito mais no time do que Iverson. Talvez, tendo ele como armador, Carmelo Anthony possa crescer de produção. Com certeza, terá mais bolas para chutar, e agora contará também com mais um companheiro jogando para ele.

Aparentemente é uma troca muito melhor para Detroit do que para Denver. Mas é melhor esperarmos para ver, senão podemos cometer o mesmo erro que a grande maioria dos fãs de basquete cometeram algum tempo atrás, quando condenavam o New Jersey Nets por terem liberado o grande pontuador da equipe, Stephon Marbury, em troca de um armador do Suns que parecia estar caindo cada vez mais de produção, Jason Kidd.

Spurs (0-3) @ Timberwolves (1-2) – Temporada Regular

Pré-Jogo – San Antonio Spurs @ Minnesota Timberwolves – Temporada Regular

Local: Target Center

Horário: 23:00 (Horário de Brasília)

Data : 05/11/2008

Situação do jogo

Com o sinal amarelo aceso em San Antonio e vivendo um início de temporada complicado – com três derrotas seguidas – algo que não acontecia a mais de uma década, o Spurs entrará em quadra em busca de seu primeiro triunfo na temporada. Enquanto isso, do outro lado, o Minessota Timberwolves já venceu em uma oportunidade nesta temporada; porém, saiu derrotado em outras duas, sendo batido no último jogo diante do Oklahoma City Thunder. A vitória para os texanos pode representar um recomeço na temporada, já que, sem o astro argentino Manu Ginobili, o time vem sofrendo derrotas consecutivas como a muito tempo não se via. Já uma derrota, praticamente iniciaria uma crise em San Antonio, demonstrando que os problemas encontrados até agora são mais graves que o imaginado.

Fique de olho

Minnesota Timberwolves

https://i0.wp.com/assets.espn.go.com/i/mag/2008issues/021108/wolves2_jefferson.jpg

Com o status de principal jogador do Minessota Timberwolves hoje, Al Jefferson chegou ao Wolves na última temporada, envolvido na famosa troca que enviou Kevin Garnett ao Boston Celtics. “Big Al”, como é apelidado, é um jovem jogador de garrafão muito promissor, e, após uma temporada em Minessota, está mais maduro e tem em suas mãos a missão de guiar sua franquia às vitórias. Um bom resultado da equipe de Minessota passa obrigatóriamente por uma boa atuação sua.

Mavs (2-2) @ Spurs (0-3) – Atropelados em casa

 98X80

A equipe do San Antonio Spurs perdeu para o time do Dallas Mavericks por 98 x 80 na última madrugada, e agora acumula três derrotas em três jogos disputados. A partida marcou o retorno de Oberto à equipe e a estréia de George Hill na NBA.

sportsline.com

Fonte: sportsline.com

Os Spurs começaram o jogo com Parker, Finley, Bowen, Bonner e Duncan. Com isso, o camisa 15 surpreendentemente começou a partida marcando Dirk Nowitzki, enquanto Parker pegava Kidd e Bowen colava em Howard. 

Após saírem perdendo por 4×0, Bowen e Finley mostraram estar afiados nas bolas de 3 e deram a primeira liderança à sua equipe. A partir daí, jogo bastante equilibrado e trocas de liderança até os Mavericks abrirem 13 x 10, faltando mais de 6 minutos por jogar, e fizessem com que Popovich pedisse o primeiro tempo do jogo. Com as primeiras mudanças nas duas equipes, Vaughn, Mason e Udoka tinham dificuldades em manter os Spurs no jogo, e a diferença chegou a estar em 21 x 13. Popovich então pede outro tempo, e, no retorno, Oberto estreou na temporada 2008-2009. Porém, a tônica do jogo não mudou, e, com dois bons lances defensivos de Kidd no final do primeiro quarto, vitória parcial dos Mavs por 23 x 16.

O segundo período começou com os Spurs com quatro jogadores de perímetro (Parker, Mason, Finley e Udoka) e apenas Oberto no garrafão. Após um certo equilíbrio, Parker, em bela jogada, fez dois pontos em uma bandeja, sofreu falta, converteu o lance livre de bonificação e deixou a diferença em apenas 3 pontos. Por isso, tempo pedido pela equipe de Dallas. A produção da equipe de Nowitzki e cia então melhorou e eles volataram a abrir confortável vantagem, que chegou a estar em 10 pontos após Finley errar dois lances livres. Popovich então parou o jogo pela terceira vez, o que viria a acontecer mais uma vez durante a jogada de 3 pontos de Jason Terry, que colocou sua equipe 15 pontos na frente. Mas parece que Pop não foi ouvido, e seus comandados foram para o vestiário com a incômoda desvantagem de 54 x 36 contra. Comandados por Kidd, Terry, Howard e Dirk, os Mavs não davam chances aos Spurs.

sportsline.com

Jason KIdd e Roger Mason Jr. deram aos boas vindas ao terceiro quarto com duas bolas de 3 seguidas. Faltando pouco menos de 10 minutos por jogar, o arremesso certeiro de Jason Terry abria 64 x 40 a favor do Dallas; Pop teve a oportunidade de conversar mais uma vez com sua equipe graças ao tempo oficial da televisão. A partir daí, os Spurs conseguiram equilibrar a partida, mas não encostar no placar; faltando pouco menos de 4 minutos, os Mavs pediram tempo com 20 pontos a favor no placar. Na volta, estréia de George Hill na NBA. Os Spurs chegaram a fazer 4 pontos seguidos e esboçar uma reação, mas a equipe de Dallas parou o jogo mais uma vez e controlou o quarto até o fim. Fim de período, Dallas 76 x 57.

Uma enterrada de Duncan e uma bola de 3 de Farmer até chegaram a dar certo ânimo aos Spurs no começo do último quarto, cortando a diferença para 12 pontos. Mas aí veio outro tempo oficial da TV, o que deu a chance para os Mavs se acertarem. Hill jogava bem e comandava a tentativa de reação dos Spurs, que foi definitivamente por água abaixo no último tempo oficial da TV, aproximadamente na metade do período; a partir daí, o time de Dallas soube controlar o jogo e vencer os Spurs por 98 a 80.

Destaques da Partida

San Antonio Spurs

T. Parker – 22 pontos e 3 assistências

T. Duncan – 19 pontos e 15 rebotes

R. Mason – 11 pontos, 2 assistências, 2 rebotes e 2 roubos de bola

G. Hill – 11 pontos, 1 assistência e 1 roubo de bola

Dallas Mavericks

D. Nowitzki – 30 pontos, 7 rebotes e 3 assistências

J. Terry – 29 pontos, 6 assistências e 3 rebotes

J. Howard – 14 pontos e 12 rebotes

J. Kidd – 9 pontos, 10 assistências, 8 rebotes e 2 roubos de bola